agencia

Notícias

Quinta-feira, 25/06/2015 - 19h03

Intercâmbio com empresa carioca apresenta modelo de aplicação para o programa Patrimônio Digital

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Intercâmbio com empresa carioca apresenta modelo de aplicação para o programa Patrimônio DigitalA Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento (Seplan), realizou na tarde desta quinta-feira (25) um encontro para troca de experiências com a Formart Tecnologia, empresa especialista em Tecnologia da Informação (TI), para transformar a zona de proteção histórica de São Luís em um Centro de Negócios, por meio do programa de incentivos fiscais  Patrimônio Digital.

Rosendo Correa Perez, consultor da empresa, apresentou o modelo usado na cidade do Rio de Janeiro, no projeto "Porto Maravilha", que vai transformar a área histórica da cidade em um centro de negócios e revitalizar os espaços públicos da região, visando à melhoria da qualidade de vida de seus atuais e futuros moradores. No encontro, os participantes puderam ver as metodologias para aplicação de TI para adaptação à realidade de São Luís.

"Essa é mais uma ação de parceria nossa com outras entidades, em que podemos conhecer o projeto 'Porto Maravilha', executado na cidade do Rio de Janeiro, que tem uma área semelhante ao nosso Centro Histórico. Um dos responsáveis pelo projeto de informatização do local veio nos trazer a experiência vivenciada por eles de desenvolvimento daquela área histórica como Centro de Negócios, um conceito semelhante ao que queremos implantar em nosso Centro Histórico", explicou o titular da Seplan, José Cursino.

No encontro, os participantes puderam conhecer o que está sendo usado de mais moderno em tecnologia de informática e informação em regiões da cidade do Rio de Janeiro. Como São Luís já trabalha com redução fiscal para empresas de TI ocuparem o Centro, a experiência carioca nessa área pode agregar e aperfeiçoar o planejamento para reter a atenção das empresas que desejam se instalar no Centro Histórico.

"O programa é um novo mecanismo, uma nova possibilidade de economia, um fortalecimento de toda área do Centro. E já temos avançado neste projeto de revitalização do Centro com a entrega de uma praça e a reforma de outras duas. Paralelamente a isso, o programa PAC Cidades Históricas vai entregar vários equipamentos novos para nossa cidade. O programa Patrimônio Digital será a cereja do bolo para tornar o Centro cada vez mais atrativo para empresas e para a população", explicou o subprefeito do Centro Histórico, Fábio Henrique Carvalho.

Participaram do encontro a equipe da Seplan secretários de outros órgãos da Prefeitura que são parceiros do programa Patrimônio Digital, como as Secretarias Municipais de Saúde (Semus), Segurança com Cidadania (Semusc), Fazenda (Semfaz), Turismo (Setur), Criança e Assistência Social (Semcas) e Fundação do Patrimônio Histórico (Fumph).

PATRIMONIO DIGITAL
O Programa de Geração de Riquezas e Ambiência de Negócios possui três modalidades do projeto, entre eles o Patrimônio Digital. A intenção do conjunto de leis é ocupar o centro da capital maranhense, atraindo empreendimentos com redução de taxas municipais como o ISS, benefícios federais como redução do Imposto de Renda, PIS e Confins e incentivos estaduais, com a redução do ICMS.

Acesse aqui galeria de imagens desta reportagem