agencia

Notícias

Quarta-feira, 16/07/2014 - 11h03

Prefeitura desenvolve plano de intervenções em mercados e feiras

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Secretário Marcelo Coelho explica que o plano está sendo desenvolvido desde o ano passadoA Prefeitura de São Luís vem executando desde o ano passado um plano de intervenção em 28 feiras e mercados de São Luís. Cinco destes mercados são administrados diretamente pela Secretaria de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa). Os demais centros de comercialização são administrados por associações em parceria com a Prefeitura. O plano de intervenções está dividido em três etapas: recuperação física dos imóveis, reestruturação administrativa e programa de educação.

"O prefeito Edivaldo entende a necessidade de oferecer locais bem estruturados e limpos aos consumidores e está buscando parceria com o Governo Federal e a iniciativa privada para acelerar o programa de recuperação de feiras e mercados", esclarece o titular da Semapa, Marcelo Coelho. O secretário lembra que o levantamento das condições de infraestrutura dos locais foi realizado pela Secretaria no ano passado.

Marcelo Coelho explica que o plano está sendo desenvolvido conforme a disponibilidade de recursos do Tesouro Municipal. As obras foram iniciadas a partir do Mercado do Anil onde 50% dos trabalhos de recuperação física já foram concluídos. O secretário lembra que intervenções não previstas no plano de recuperação da feira foram incorporadas. As alterações foram apresentadas nas instalações hidráulicas e sanitárias, integralmente substituídas por novas.

No mês passado, a Semapa concluiu o projeto do Mercado do Coroadinho. A reforma atende a uma antiga reivindicação da população do bairro e do seu entorno. O projeto de engenharia civil e urbanístico foi elaborado pela Secretaria de Obras e Serviços Públicos (Semosp). Ainda neste mês, a Comissão Permanente de Licitação (CPL) da Prefeitura deve lançar o edital de concorrentes.

A reforma geral do Mercado Central está prevista no PAC Cidades Históricas e deve ser iniciada até o final deste ano. A Superintendência Regional do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) é responsável pela coordenação do programa no estado e já concluiu o projeto técnico. A obra está orçada em R$ 8 milhões.

OBRAS PONTUAIS
Por meio da Superintendência de Comercialização e Abastecimento da Semapa, a Prefeitura está aplicando o dinheiro recolhido através de taxas em pequenas obras de recuperação de instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias, construções de banheiros, substituição de parte de telhados e dedetização de custo reduzido.

Para reforçar a limpeza em feiras e mercados, a Prefeitura tem instalado contêineres para coleta de resíduos, recolhidos diariamente. A medida é acompanhada por um trabalho de orientação sobre cuidados com a saúde e uso permanente de equipamento de proteção individual (EPIs). Semanalmente, a Semapa também realiza a lavagem dos corredores e instalações da feira com água quente de alta pressão.

Paralela às obras de adaptação e recuperação física, a Semapa está cuidando da área de segurança interna e externa dos mercados e feiras com instalação de sistema de vigilância por monitoramento com câmera no Mercado Central, Cohab e Liberdade.