agencia

Notícias

Terça-feira, 22/10/2013 - 18h28

Carne só pode ser vendida com carimbo SIM, anuncia Prefeitura

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís
Ampliar imagem
Secretário Marcelo Coelho durante reabertura da linha de abate no matadouro DA Vital

A carne bovina, suína, caprina e ovina só poderá ser comercializada com o carimbo do Serviço de Inspeção Municipal (SIM) a partir desta quinta-feira (24). A medida foi anunciada pela Secretaria de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), nesta terça-feira (22), durante a reabertura da linha de abate dos três últimos produtos no matadouro DA Vital, no Maracanã. As instalações da empresa foram inspecionadas por equipes da Semapa que atestaram condições adequadas para retomada do abate de animais.

O secretário da Semapa, Marcelo Coelho, esclareceu que a reabertura da linha de abate de suínos, caprinos e ovinos do matadouro DA Vital, vai regularizar o funcionamento da cadeia produtiva, oferecendo aos marchantes (negociantes de carne no atacado) uma redução de custos na operação de abate dos animais. Ele citou como exemplo a devolução das vísceras dos animais aos marchantes, o que não ocorria nos matadouros clandestinos e que deve representar um lucro de R$ 8 por animal abatido.

A fiscalização da Secretaria de Agricultura identificou a existência de 15 matadouros clandestinos em São Luís. Todos já foram notificados pela Vigilância Sanitária para suspender as atividades irregulares e encaminhar seus animais ao matadouro homologado pela Prefeitura de Luís.

"O abate de suínos, caprinos e ovinos em matadouros clandestinos, é ilegal, desobedece às normas do Ministério da Agricultura, ameaça a saúde do consumidor e facilita a evasão de impostos", declarou o secretário. O gestor da Semapa afirmou que a ação está alinhada com as diretrizes da administração do prefeito Edivaldo Holanda Júnior em assegurar o bem estar e saúde da população.

FISCALIZAÇÃO

Além do carimbo do Serviço de Inspeção Municipal (SIM), os estabelecimentos desse ramo de atividade deverão, obrigatoriamente, fixar em local bem visível o selo de autorização da Vigilância Sanitária, atestando a sanidade e adequação das instalações de manipulação da carne em questão. Os inspetores sanitários da Semapa irão atuar na fiscalização diária do abate no matadouro DA Vital assim como nos boxes de comercialização dos açougues particulares e das feiras e mercados municipais.

Para garantir o combate permanente ao abate clandestino, objetivando a regularização da cadeia produtiva e a defesa da saúde da população, a Semapa manterá equipes atentas à movimentação de animais vindos do interior e de outros estados.