agencia

Notícias

Atualizado em 31/07/2015 às 18h01

Prefeitura avança na requalificação da Praça do Pescador

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeito Edivaldo vistoria obras de requalificação da Praça do PescadorO prefeito Edivaldo vistoriou na tarde desta sexta-feira (31) as obras de requalificação da Praça do Pescador, mais uma obra em que a Prefeitura avança no processo de resgate do Centro Histórico da cidade. A obra localizada no bairro do Portinho, um dos mais tradicionais do centro de São Luís, tem projeto assinado pela Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (Fumph), e foi iniciada no mês de junho, com orçamento de R$ 150 mil. Depois de concluída, vai transformar de maneira direta as comunidades da circunvizinhança formada pelos bairros do Desterro e Praia Grande, além dos turistas e visitantes ocasionais.

Acompanhado pelo presidente da Fundação Municipal do Patrimônio Histórico (Fumph), Aquiles Andrade, do subprefeito do Centro Histórico, Fábio Henrique Carvalho, e de outros secretários municipais, além do secretário de estado de Pesca e Aquicultura, Luís de Moraes, Edivaldo observou o andamento dos trabalhos previstos para estar concluído no mês de setembro. A ideia é inaugurar o espaço revitalizado na comemoração de aniversário da cidade.

"Esta obra é uma parceria entre a Prefeitura de São Luís e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que tem estado ao nosso lado permanentemente na recuperação do Centro Histórico. Durante cerca de dez anos aqui foi um sinônimo de criminalidade, prostituição, venda e uso de drogas. Estamos agora mudando esta realidade", disse o prefeito.

Na perspectiva do presidente da Fumph, Aquiles Andrade, a praça, após a recuperação e novo desenho arquitetônico, propiciará aos moradores dos bairros vizinhos a retomada de um espaço público que perdeu sua função como logradouro. "Antes tínhamos aqui usos que não eram adequados e que acabavam afastando as pessoas do local. O projeto tem como objetivo principal reaproximar a comunidade deste espaço", explicou.

A realização de um painel que deve ter início imediatamente após a reinauguração da praça com participação do grupo Porcolito, coordenado pelo escritório escola de Arquitetura do Ceuma, é um exemplo dessa nova fase da praça. "Vamos trabalhar com jovens do Centro Histórico que receberão capacitação de maneira que esse painel seja realizado pelos próprios jovens atraindo novamente olhares positivos para esse local", disse Aquiles Andrade.

O vereador Pedro Lucas Fernandes acredita que a requalificação da Praça do Pescador tenha uma importância simbólica na revitalização de zonas degradadas do Centro Histórico da cidade. "O prefeito Edivaldo Júnior e o Iphan marcam um gol de placa. Aqui já foi ponto de drogas, prostituição. Transformar esse local em uma praça digna para receber jovens e crianças em momento de lazer é demonstração de grande sensibilidade dos nossos gestores", comentou o representante da Câmara dos Vereadores.

Fábio Carvalho, subprefeito do Centro Histórico, disse que a requalificação da praça segue uma diretriz no sentido de humanizar uma região central que tem carências acumuladas. "Nesse processo, estamos revitalizando praças do centro. Neste local, na última década foram registrados mais de 52 assassinatos. Era chamado de inferninho e, num ato corajoso, fizemos a demolição do local e vamos entregar uma praça completamente diferente", afirmou Carvalho.

Na nova Praça do Pescador a prática esportiva terá espaço privilegiado. Além da quadra para prática de esportes como basquete, handball e outros, haverá um espaço com equipamentos destinados a práticas de exercícios físicos. Um posto policial instalado em uma das extremidades da praça vai dar apoio às ações preventivas em colaboração estreita com a comunidade.

ASSISTÊNCIA
A assistência aos antigos frequentadores da Praça do Pescador está sendo feita por meio do Consultório de Rua. O consultório estacionado em frente à praça tem atendido as quintas e sextas-feiras usuários e pessoas em situação de rua. Uma equipe multidisciplinar formada por psicólogo, assistente social, terapeuta ocupacional e técnico em enfermagem fica responsável pelo atendimento que se inicia normalmente à uma da tarde. O atendimento se estende até 22h.

À noite, são oferecidas consultas com a presença de um médico. O Consultório na Rua tem permanecido em locais da cidade onde foi detectada concentração de usuários de drogas. Além do Desterro e Centro, o veículo equipado tem atendido também populações localizadas na região da Deodoro e João Paulo. Além da assistência médica, o atendimento tem se estendido para o encaminhamento de retirada de documentos, cartões do SUS, entre outros serviços.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem