agencia

Notícias

Atualizado em 01/10/2015 às 18h02

Caminhos da Memória leva grupo de idosos ao Sítio Piranhenga

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Caminhos da Memória leva grupo de idosos ao Sítio PiranhengaUm grupo de 52 idosos da União dos Moradores do bairro Sol e Mar, atendidos pelo Centro de Referência de Assistência Social (Cras), participou na tarde desta quarta-feira (30), da visita guiada ao Sítio Piranhenga, organizada pelo projeto Caminhos da Memória da Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (Fumph).

Sob a sombra das árvores, o grupo ouviu atentamente a palestra da historiadora da Fumph, Bárbara Cascais, sobre a importância da valorização do Patrimônio Histórico, a partir de relações que a comunidade pode desenvolver com a cidade, seus equipamentos e monumentos. "Os moradores devem assumir o papel de protagonistas sociais no cuidado com a cidade e sua preservação. O Caminhos da Memória, a partir de palestras e visitas a monumentos da nossa cidade, busca sensibilizar a comunidade de São Luís com o objetivo de despertar o sentimento de pertencimento e valorização de um patrimônio de todos nós", informa.

A segunda etapa do programa foi um passeio, na companhia de um guia local, pelas instalações do sítio, localizado no bairro Parque Pindorama, uma área de aproximadamente 34 hectares com casario do século XVIII formado pela casa sede, jardins, capela, senzala, entre outros cômodos. Alguns dos participantes já conheciam o local. "Eu vinha aqui, pescar no igarapé e colher frutas com meus amigos do Bairro de Fátima. O lugar mudou para melhor. O padre João melhorou o lugar que eu conheci cheio de mato", contou José Cícero de Sousa, 78 anos.

O artesão Antonio José Rodrigues, 74 anos, morava no bairro do Sacavém e, muitas vezes, foi ao sítio em busca de diversão. "Naquela época, o local era abandonado. Hoje está diferente e foi ampliado. É bom passar um final de semana por aqui", sugeriu.

A aposentada Vitória Cruz, 73 anos, era uma das mais entusiasmadas. "Gosto de passeios como este, que a gente sai do bairro, da casa e da rotina", disse. O orientador Social Leonan Luz trabalha com idosos no Cras. "Este passeio desperta a curiosidade deles e rende umas duas semanas de conversas e planos para outras aventuras", brincou. A aposentada Zulmira da Silva, 69 anos, sentiu uma certa nostalgia ao chegar no sítio. "Eu trabalhei muitos anos na roça e estou gostando daqui, do cheiro do mato, da terra".

VISITAS GUIADAS
O Caminhos da Memória, coordenado pela Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (Fumph), é um projeto de educação patrimonial que propõe ações voltadas à sensibilização da comunidade de São Luís para a valorização do patrimônio cultural da cidade. Acontece em dois momentos com palestras e visitas guiadas a grupos de estudantes e outras categorias. Os interessados podem se inscrever por meio do email caminhosdamemoria.fumph@gmail.com ou pelos telefones 3212-6230 e 3212- 8099 (no turno vespertino, de segunda à quinta-feira, e no matutino, às sextas-feiras). Os agendamentos serão feitos em acordo com a Fundação e a instituição requerente.

 

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem