agencia

Notícias

Atualizado em 18/05/2016 às 14h26

Prefeitura realiza sorteio de endereços de mais 944 habitações do Minha Casa, Minha Vida

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura realiza sorteio de endereços de mais 944 habitações do Minha Casa, Minha VidaA Prefeitura de São Luís realizou na manhã desta quarta-feira (18) sorteio dos endereços das famílias contempladas com unidades habitacionais do Residencial Vila Maranhão, na zona rural da capital. O projeto é executado pelo programa "Minha Casa, Minha Vida" (MCMV). Foram sorteados os endereços de 944 apartamentos das etapas I, II, III e IV, em ato ocorrido no ginásio do Parque Bom Menino, com a presença de beneficiários do programa.

O secretário municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), Diogo Lima, informa que, com a entrega das unidades do Residencial Vila Maranhão, a Prefeitura de São Luís conclui a entrega de todos os empreendimentos pertencentes à 1ª e 2ª fase do Minha Casa, Minha Vida. Ao todo já foram entregues 9.495 unidades habitacionais na capital maranhense. "Esta é a prova do compromisso do prefeito Edivaldo em reduzir o déficit habitacional em São Luís. Concluímos aqui mais uma etapa exigida pelo programa Minha Casa, Minha Vida, agraciando mais famílias ludovicenses com um benefício primordial à sua dignidade, que é ter a moradia própria. Desta forma, consolidamos a plena execução do programa na capital", disse secretário Diogo Lima.

O titular da Semurh informa ainda que a etapa seguinte, antes dos beneficiários do Residencial Vila Maranhão receberem seus imóveis, é a realização da vistoria do empreendimento e, posteriormente, a assinatura dos contratos, marcada para acontecer na segunda quinzena do próximo mês.

Ele esclarece que os beneficiários que não compareceram ao Parque Bom Menino para o sorteio formal das unidades devem procurar a Central do "Minha Casa, Minha Vida", a partir das 10h da próxima segunda-feira (23), na Avenida Marechal Castelo Branco, sede da Semcas, no São Francisco, ou acessar o Portal de Prefeitura de São Luís (www.saoluis.ma.gov.br), onde estará disponibilizada a listagem dos endereços.

O procedimento de vistoria é uma exigência do governo federal antes da entrega das chaves, para que o futuro morador faça a verificação in loco da estrutura e do acabamento das habitações que vão receber e constate que estão conforme o projeto. "Sem a vistoria, o beneficiário não assina o contrato", enfatizo Diogo Lima.

MAIS OBRAS

A Prefeitura de São Luís finaliza a construção de outros empreendimentos também contratados por meio do programa Minha Casa Minha Vida, para que os imóveis sejam entregues o mais breve possível às famílias contempladas. Entre estes, estão 2.176 unidades do Residencial Morada do Sol (Maracanã), 1 mil habitações do Eco Tajaçoaba (Santa Bárbara), 3 mil casas do Residencial Mato Grosso (Mato Groso) e 1.344 unidade s do Residencial Piancó I a VII (Maracanã). Todos os empreendimentos contratados com a inclusão na planta dos equipamentos sociais, como creches, área de lazer, postos de saúde, etc.

Já foram entregues pela Prefeitura 3 mil unidades do Residencial Ribeira I a IX; 1.600 casas do Residencial Amedoeira; mil habitações do Luiz Bacelar I e II; 992 apartamentos do Recanto Verde, 247 do Residencial São José V; 496 apartamentos do Piancó VII e VIII; e 720 casas do Residencial Santo Antônio.

Feliz com seu novo endereço em uma das unidades do Residencial Vila Maranhão II, a empregada doméstica Teresa Ramos de Araújo, 39 anos, acompanhou o sorteio dos endereços no Parque Bom Menino. Ela comemorou com seus quatro filhos a concretização do grande sonho da família. "Vivi a minha vida inteira em casa alugada. Agora, quando vejo que tenho um endereço meu de verdade, parece um sonho", relatou ela.

Igual contentamento é expressado pela diarista Jucineide de Jesus Brito, 45 anos. "Somente nós, que trabalhamos praticamente para pagar aluguel, sabemos da felicidade de receber nossa casa própria. Estou muito feliz e não vejo a hora de mudar

EQUIPAMENTOS SOCIAIS

A Prefeitura de São Luís também avança na construção dos equipamentos sociais que integrarão os conujuntos residenciais do "Minha Casa, Minha Vida". No Residencial Ribeira, já está sendo construída uma escola com 12 salas. Também estão em andamento processos licitatórios para a construção de creches nos residenciais Santo Antônio, Luiz Bacelar e Amedoeira.

O Residencial Ribeira - empreendimento que concentra o maior número de unidades entregues na capital - vai receber também um grande projeto de urbanização, que inclui, entre outros serviços, um centro comercial. A iniciativa será desenvolvida em parceria firmada entre a Prefeitura de São Luís e o governo do Estado, visando à melhoria da qualidade de vida de seus moradores. A ordem de serviço para a execução das obras no Residencial Ribeira foi assinada em março pelo governador Flávio Dino.

Além de um centro comercial com 10 salas, o projeto de urbanização no Residencial Ribeira contempla ainda a instalação de equipamentos sociais como a construção de uma praça, instalação de aparelhos de academia ao ar livre, playground, pistas para caminhada, dois quiosques conjugados para venda de lanches, jardinagem e paisagismo.

 

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem