agencia

Notícias

Atualizado em 09/06/2016 às 18h04

População aprova primeiro Ecoponto implantado pela Prefeitura de São Luís

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

População aprova primeiro Ecoponto implantado pela Prefeitura de São Luís
Em apenas 20 dias de funcionamento, o primeiro Ecoponto de São Luís já coletou 42 toneladas de resíduos, entulho e materiais que não integram a cadeia da reciclagem. O projeto, executado pela Prefeitura de São Luís, tem como proposta a entrega voluntária de materiais descartáveis que não são recolhidos pela coleta convencional de lixo, diminuindo assim o descarte irregular de resíduos. O Ecoponto está instalado na Avenida dos Africanos. A meta é que a experiência seja ampliada para outros bairros de São Luís.

O Ecoponto é uma das ações desenvolvidas pela Prefeitura de São Luís em direção ao cumprimento das metas definidas pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). A coordenadora do Comitê de Limpeza Urbana, Carolina Estrela, ressalta que o início das atividades do Ecoponto consolida o pioneirismo do prefeito Edivaldo nesse setor para a cidade de São Luís. Por meio do descarte correto de diversos materiais, o Ecoponto estimula o envolvimento da população em ações de sustentabilidade e ainda fomenta a geração de trabalho e renda, beneficiando as cooperativas de catadores. 

Carolina Estrela lembrou ainda que entre os principais benefícios do Ecoponto está o estímulo à conscientização das comunidades para o descarte correto dos resíduos. Segundo a coordenadora, o prefeito Edivaldo solicitou um projeto que contribuisse também para a preservação do meio ambiente e garantisse o descarte correto, a fim de evitar a contaminação de áreas sensíveis como margens de mangues, nascentes de córregos e lençóis freáticos.

"Por orientação do prefeito Edivaldo, elaboramos e construimos o primeiro Ecoponto. O projeto foi prontamente aprovado. Os materiais descartados no Ecoponto não vão degradar o meio ambiente. Em vez disso, e sim reutilizados de forma sustentável.O que foi coletado no Ecoponto volta para o ciclo produtivo, por meio da ação das cooperativas de reciclagem, gerando renda para as pessoas envolvidas no processo", enumera a coordenadora. Outro ponto favorável do Ecoponto é a diminuição dos criadouros de mosquito Aedes aegypti, a partir da diminuição dos pontos de descarte. 

PAISAGISMO

A instalação do Ecoponto na Avenida dos Africanos também possibilitou a revitalização da área com a inserção de paisagismo em volta do espaço, modificando positivamente o aspecto visual. O projeto do Ecoponto prevê a transformação de áreas de descarte irregular de resíduos em pontos de utilidade pública, proporcionando a revitalização do espaço dentro de condições sanitárias seguras e regulares. 

DESCARTE LEGAL

O Ecoponto recebe todo tipo de resíduos que não entram na coleta diária. A maior parte dos materiais recebidos pelo Ecoponto são entulhos da construção civil. O Ecoponto possui quatro baias para recepção de material reciclável, duas caixas estacionárias para madeira e oito para entulho. Dependendo da demanda, podem ser descarregadas até duas vezes por dia. O que não é utilizado pela reciclagem é levado para a Central de Gerenciamento de Resíduos, em Rosário.

 A população que trabalha no entorno aprovou o novo espaço. "Achei uma ótima ideia, porque agora tem um lugar certo para jogar esse monte de lixo que não ia ser levado pela coleta. Além de tudo, mantém o bairro limpo e a gente livre de doença", disse o vigilante Geraldo Aroucha, 58 anos. Para o pintor Jorge Henrique Soares, 29, o Ecoponto estimula a conscientização da população. "É uma boa iniciativa para que as pessoas tenham consciência de não jogar lixo nas calçadas, no meio da rua. É bom para manter a limpeza", disse.

Além deste espaço, está previstas a inauguração de três outros Ecopontos nos bairros Bequimão, Turu e área Itaqui- Bacanga. O Ecoponto recebe resíduos das 7h às 19h.

 

Acesse aqui a galeria de fotos desta reportagem