agencia

Notícias

Atualizado em 21/01/2017 às 18h49

Prefeitura de São Luís inicia atividades do Trabalho Técnico Social no Residencial Santo Antônio

Prefeitura de São Luís inicia atividades do Trabalho Técnico Social no Residencial Santo Antônio

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura de São Luís inicia atividades do Trabalho Técnico Social no Residencial Santo AntônioO projeto Trabalho Técnico Social, que já beneficiou mais de sete mil pessoas nos empreendimentos do Minha Casa, Minha Vida como Ribeira e Piancó, chegou no último final de semana ao Residencial Santo Antônio, no bairro Maracanã. A partir do projeto, as famílias beneficiárias do programa "Minha Casa, Minha Vida" terão a chance de aprender e se integrar com os cursos oferecidos pela Prefeitura de São Luís. Estão previstas mais de 30 atividades entre capacitações, oficinas, palestras e ações de entretenimento promovidas por meio do Centro de Capacitação e Atendimento do residencial.

O Trabalho Técnico Social segue o direcionamento do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida que, além de moradia digna, garante e apoio social aos moradores, oferecendo orientação e capacitação. Esta é a primeira etapa das duas etapas do projeto no Residencial Santo Antônio. 

O secretário Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), Madison Leonardo Andrade Silva, destaca a importância dessas oportunidades para os beneficiários. "As atividades focam na capacitação e geração de renda. O projeto trabalho Técnico Social foi implantado na gestão do prefeito Edivaldo e tornou-se referência, reconhecido pelo Ministério das Cidades. As ações fortalecem a relação com os beneficiários, além de garantir oportunidades de profissionalização e geração de emprego e renda por meio do estímulo ao empreendedorismo", disse o gestor.

Os cursos são escolhidos a partir de consultas à comunidade, que, de acordo com suas demandas, fazem a solicitação. "As experiências em outras áreas do programa habitacional são levadas em consideração para o oferecimento das oportunidades. Pretendemos que os beneficiários tenham moradia digna e possam promover o sustento seu e de suas famílias", pontuou o gestor da Semurh.

 CENTRO DE CAPACITAÇÃO

O inicio das atividades do Centro de Capacitação e Atendimento foi marcado por uma programação especial para a criançada, com a presença de palhaços, música e muita brincadeira. Para o pequeno Mailson Junior da Silva, 9 anos, o momento foi de descontração. "Gostei muito de brincar e me divertir. Tem muita brincadeira legal e o palhaço é muito engraçado", disse o menino.

Para a dona de casa Patrícia Dias, 32 anos, a oportunidade é única e deve ser aproveitada por todos os moradores. "Vou fazer quantos cursos puder, pois quero poder montar algum negócio aqui e ter um dinheiro a mais na renda da família. No momento estou desempregada e vou aproveitar essa chance para me capacitar", disse.

Nesta primeira fase, serão oferecidos cursos de Informática Básica, Decoração de Sandálias e Corte e Costura. A dona de casa Rita de Cássia de Oliveira, 37 anos, quer se capacitar na área de artesanato e trabalhos manuais. Ela parabenizou as ações do trabalho social da Prefeitura. "Ótima iniciativa e uma oportunidade importante para quem está fora do mercado e precisando. Muito bom!", ressaltou.

SOBRE O TRABALHO

O Trabalho Técnico-Social tem ainda como foco sensibilizar e mobilizar a comunidade acerca do programa Minha Casa Minha Vida, de iniciativa do Governo Federal e executado pela Prefeitura de São Luís. Nesta área de atuação, o programa oferece palestras que tratam da organização comunitária, preservação ambiental, identidade de gênero, raça e regionalismo. As famílias recebem acompanhamento e orientação de equipes socioassistenciais, além de atividades de arte-educação.

As ações do programa de habitação da Prefeitura de São Luís são coordenadas pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh) e estão pautadas no interesse social - desde a contratação até a entrega dos empreendimentos. O projeto integra o Plano de Desenvolvimento Socioterritorial (PDST) e é voltado para contemplados no programa 'Minha Casa, Minha Vida'.

CAPACITAÇÃO

Uma série de atividades estão previstas para serem realizadas para os moradores do Residencial Santo Antônio I e II, ao longo do ano. Na listagem estão palestras abordando temas diversos como organização e mobilização comunitária, igualdade racial e gênero, violência contra a mulher e sustentabilidade ambiental. Entre os cursos e oficinas previstos estão os de secretariado, design de sobrancelha, reciclagem de papel, salgados fritos, jardinagem (hortaliças), pintura em vidro, biscuit, garçom e outros.

O Residencial Santo Antônio é dividido em duas etapas totalizando 720 casas construídas no Maracanã, zona rural de São Luís, beneficiando 2.629 famílias. As casas em condomínio fechado possuem seis compartimentos – sala, dois quartos, banheiro, cozinha e área de serviço. Os moradores contam com transporte público por linha própria e coleta de lixo. O residencial tem ainda em sua infraestrutura ruas pavimentadas, abastecimento de água, drenagem pluvial e energia elétrica.

                Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem