agencia

Notícias

Atualizado em 05/04/2017 às 15h34

Prefeitura garante curso de eletricidade por meio de parceria na Casa do Bairro

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura de São Luís capacita usuários da Casa do Bairro"Estou desempregada, então este curso veio na hora certa para me ajudar a encontrar novas oportunidades de trabalho. Vou sair daqui capacitada para realizar pequenos serviços e pretendo me aperfeiçoar mais". Este depoimento é de Pedra da Luz Oliveira, 46 anos, uma das 15 pessoas que participam do curso básico de Eletricidade ofertado pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) para usuários da Casa do Bairro, localizado no bairro Desterro.

"A orientação do prefeito Edivaldo é que busquemos estratégias de qualificação profissional para nossos usuários, capazes de contribuir na geração de renda das famílias. Nessa perspectiva, buscamos parcerias com instituições que possam nos auxiliar no atendimento dessas demandas que surgem nos equipamentos", explicou a secretária municipal da Criança e Assistência Social, Andreia Lauande.

O curso acontece as segundas e quartas-feiras, com carga horária de 30h. Os alunos têm aulas teóricas e práticas, com oportunidade de aprenderem sobre interruptores, distribuição de circuito, corrente contínua e alternada, instalação de lâmpadas, tomadas simples e duplas, segurança, leitura correta da conta de energia elétrica, entre outros.

O instrutor do curso, o professor doutor em física do IFMA, Fábio Henrique Silva, esclarece que um dos objetivos do curso é motivar e estimular os frequentadores da Casa do Bairro a buscar uma profissionalização. "Aqui eles terão noções básicas de eletricidade, mas isso pode despertar neles o interesse de se especializar nesta ou em áreas afins. Além disso, contribui para diminuir a distância entre a Academia e a comunidade", esclareceu o professor.

A unidade já tem demanda para a realização de mais três turmas do curso. José Lins Pinheiro, 47 anos, pintor, afirma que precisa se aperfeiçoar para encontrar novas oportunidades no mercado de trabalho. "Um curso deste é muito caro e não podemos perder uma chance como esta", disse José Lins.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem