agencia

Notícias

Atualizado em 19/04/2017 às 16h34

Alunos da rede municipal da Prefeitura celebram Dia do Livro Infantil em encontro com escritora

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Alunos da rede municipal da Prefeitura celebram Dia do Livro Infantil em encontro com escritoraNo Dia Nacional do Livro Infantil (18), crianças da Educação Infantil da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Bernardina Spíndola participaram de uma tarde de autógrafos no auditório das Edições Paulinas (Centro), com a escritora Regina Célia Melo, de Brasília. A autora, especialista em Literatura Brasileira e Educação Especial, tem entre seus livros publicados "Uma joaninha diferente" (1989), com mais de 100 mil exemplares vendidos. O evento foi uma realização das Edições Paulinas em parceria com a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

Na tarde de autógrafos, as crianças da escola Bernardina Spíndola fizeram uma surpresa para a escritora, encenando uma peça sobre a história do livro "Uma Joaninha diferente". Logo após a encenação, as crianças participaram de um bate-papo com Regina Célia Melo, por meio do qual a autora falou sobre os seus livros, respondeu a perguntas acerca do livro "Uma joaninha diferente" e enfatizou a importância da leitura e escrita para o futuro das crianças, que serão os autores de amanhã.

A superintendente da Área de Educação Infantil (SAEI) da Semed, Josie Descovi, compareceu ao evento e destacou a importância da leitura e escrita para o desenvolvimento das crianças. "Ler trabalha o imaginário, leva ao conhecimento e à interpretação; o que os estudantes da Bernardina Spíndola fizeram muito bem nesta tarde, ao encenar a história da joaninha diferente", observou. Josie Descovi disse acreditar que a tarde de autógrafos com a escritora Regina Célia ficará marcada na vida de cada uma das crianças.

O evento faz parte de um projeto maior de Literatura Infantil do Carro Biblioteca da Semed, que está com uma programação especial neste mês de abril, no qual se comemora o Livro Infantil. A coordenadora do Livro Infantil, Sinara Coelho Lima, informa que tem havido, durante todo o mês, visitas dos estudantes das escolas públicas municipais a livrarias, bibliotecas e ainda programações de contação de histórias em alguns espaços públicos. A programação começou dia 2 e vai até o fim do mês de abril.

DIFERENTE

Regina Célia conta que "Uma joaninha diferente" foi o primeiro livro de literatura infantil que ela escreveu, no fim da década de 1980, para retratar a realidade dos estudantes com deficiência daquela época. Ela queria mostrar que o "diferente", como é o caso da joaninha sem bolinhas, poderia conviver normalmente com os demais do seu ambiente natural, que na história é retratado por um lindo jardim.

"A literatura é um instrumento valioso, de reflexão, e que pode ser bem explorado para cultivar valores e ideias que se perpetuem, transformando nossa a realidade", discorre a escritora. "Tenho usado a literatura como forma de inclusão, e ver o resultado disso me alegra muito", completa.

A pequena Safira Cristine Frazão Cantanhede, 5 anos, do Infantil II da U.E.B. Bernardina Spíndola, diz que gosta muito de ler, escrever, desenhar, pintar e dançar. Conta que não teve dificuldade pra fazer o papel da joaninha diferente - "foi muito legal e divertido", disse a criança.

Os ensaios da peça foram dirigidos pela professora Maria Cristina Silva Brito. "As crianças absorveram muito bem a história. Gostaram muito e por isso não foi difícil para elas encenar. Creio que conseguimos passar a mensagem principal da história", comenta a professora Maria Cristina.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem