agencia

Notícias

Atualizado em 03/05/2017 às 14h40

Prefeitura firma parceria com Governo e UFMA para ampliar assistência oftalmológica a estudantes

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura firma parceria com Governo e UFMA para ampliar assistência oftalmológica a estudantes
O prefeito Edivaldo assinou, nesta quarta-feira (3), termo de cooperação técnica celebrado pela Prefeitura de São Luís, Governo do Estado e Universidade Federal do Maranhão (UFMA) que irá garantir a execução do programa Olhar Maranhão, de assistência oftalmológica gratuita a estudantes da rede pública no município de São Luís. O programa amplia as ações do programa Saúde na Escola, já desenvolvido pela rede municipal de ensino.

A assinatura do termo se integra à parceria da parceria da Prefeitura de São Luís com o Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e Governo Federal, por meio do Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HU-UFMA). 

"Estas parcerias são demonstrações de como, diante das dificuldades das gestões neste momento de extrema crise, encontramos saídas de forma compartilhada. A partir da assinatura deste termo de cooperação técnica, vamos ampliar a assistência oftalmológica aos estudantes, garantindo a atenção integral aos estudantes e dando condições para que o processo de ensino-aprendizagem tenha o maior êxito possível", disse o prefeito Edivaldo na cerimônia de assinatura do termo.

Pelo termo assinado, a Prefeitura de São Luís vai realizar triagem nas escolas da rede municipal, fase inicial do atendimento efetivado por equipes do programa Saúde na Escola. A partir daí, o estudante será encaminhado para ser diagnosticado no Hospital Universitário em consultas oftalmológicas realizadas no consultório móvel do Campus da UFMA, em São Luís. O transporte dos estudantes será realizado pela Semed. E, finalmente, com receita em mãos, vai receber, sem custo, os óculos fornecidos pela Secretaria de Estado da Educação.

"É uma determinação do governador Flávio Dino e do prefeito Edivaldo firmar parcerias em áreas de suma importância como Educação e Saúde, estendendo-se para todas as outras áreas. Isso está na Constituição Federal. Aqui estamos colocando isso em prática, indo além do discurso. Três esferas do poder juntos, trabalhando em prol da população de São Luís e do Maranhão", destacou o secretário de estado da Educação, Felipe Camarão.

O vice-prefeito Julio Pinheiro disse estar satisfeito com a parceria que garantirá o atendimento de maneira completa do estudante com deficiência na visão. "A assistência oftalmológica e a correção dos problemas de visão dos estudantes são mais um passo no sentido de aperfeiçoar o aprendizado e, com isso, melhorar os indicadores na área da Educação", disse Pinheiro.

PARCERIA

"Este programa evita que os problemas oftalmológicos do alunado se agravem, assim como contribui para melhoramento do rendimento escolar", ressaltou a secretária de Saúde, Helena Duailibe. A cessão de profissionais de Saúde pela Semus tem colaborado com a otimização do programa.

Segundo dados citados por Helena Duailibe, no período entre 2013 e 2016, relativos à primeira gestão do prefeito Edivaldo, mais de duas mil crianças foram atendidas pelo Programa Saúde na Escola, em que esteve inserido o programa Olhar Brasil, de atendimento oftalmológico.

Por falta de financiamento, o programa federal Olhar Brasil, que ganha nova denominação, estava ameaçado de desaparecer dentro do Saúde na Escola. A participação do Estado foi decisiva para a continuidade e ampliação do programa que passa a atender também estudantes da rede estadual. O programa vai atender inicialmente 54 escolas da rede municipal e estadual de ensino em São Luís.

O secretário Moacir Feitosa considera o programa Olhar Maranhão de grande relevância na elevação dos indicadores de educação do município. "Quando as crianças recebem estes óculos, a repercussão é extraordinária tanto nelas como nas famílias, garantindo melhoria significativa no processo de aprendizagem", sublinhou Feitosa. No entendimento do secretário, o transporte dos estudantes é um dos principais elementos para que o programa mantenha a dinâmica desejada.

O ex-reitor da UFMA e diretor do Hospital Universitário, Natalino Salgado, destacou a competência da equipe médica da instituição de ensino. Salgado adiantou que a excelência no atendimento tem colocado o estado em outro patamar em termo de oftalmologia, a partir de pesquisas desenvolvidas pela UFMA. "Esse é um convênio importante para a cidade. Sinaliza que estamos trabalhando para melhorar a qualidade de vida da população", disse.

Para a superintendente do Hospital Universitário, Joice Lajes, a manutenção e ampliação do programa são positivas. "Nosso atendimento vai além do simples diagnóstico oftalmológico. Daremos condições suficientes para que os estudantes alcancem melhor rendimento escolar", ressaltou a superintendente.

Problemas na visão são fatores de limitação na aprendizagem para mais de 30% dos alunos da rede municipal de São Luís, segundo levantamento das secretarias de Educação confirmado pela secretaria de Saúde. Muitas das vezes, problemas oftalmológicos são traduzidos como déficit de atenção.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem