agencia

Notícias

Atualizado em 15/05/2017 às 17h27

Prefeitura de São Luís e Defensoria Pública iniciam curso de Cuidador de Idoso

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura de São Luís e Defensoria Pública iniciam curso de Cuidador de Idoso
A Prefeitura de São Luís e Defensoria Pública reforçam as políticas públicas de cuidado com o idoso com o inicio do curso de Cuidador de Idoso iniciado nesta segunda-feira (15), que formará 75 profissionais. O workshop "Envelhecimento e Direito", que contou com a palestra da professora doutora Tereza Rosa Lins Viera, presidente da Associação Nacional de Gerontologia do Brasil e Conselheira Titular do Conselho Nacional dos Direitos do Idoso, marcou o início do curso.

A articulação, coordenação e desenvolvimento do curso são de responsabilidade da Defensoria Pública do Estado, em parceria com a Secretaria Municipal de Segurança Alimentar (Semsa). A realização do treinamento conta ainda com apoio da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, do Conselho Estadual do Idoso e da Universidade Ceuma.

"O curso é uma das articulações que a Prefeitura tem feito e que envolvem as políticas de atenção à pessoa idosa. O objetivo maior do curso é discutir o envelhecimento saudável com qualidade bem como as necessidades do município em receber esse aumento da população idosa", destacou a secretária municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), Andreia Lauande que representou o prefeito Edivaldo no evento.

A titular da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar (Semsa), Fatima Ribeiro, também destacou a importância da parceria com o Governo do Estado que, segundo ela, fortalece o trabalho da Prefeitura. "Oferecer o curso seguimos a recomendação do prefeito Edivaldo de cuidar e oferecer atenção devida à pessoa idosa. O curso é mais do que uma capacitação, é uma preparação da pessoa que cuida do idoso, dando a ele uma melhor qualidade de vida", disse a secretária.

O curso iniciado nesta segunda-feira (15) soma-se a outros já realizados pela Prefeitura nos últimos quatro anos, como o de Alimentação Saudável e Cuidados Necessários para o Idoso, já promovidos pela Semsa e que contabilizam mais de 300 pessoas qualificadas nas últimas edições.

METODOLOGIA

Durante o curso, que tem carga horária de 188 horas, sendo 152 teóricas e 36 práticas, os alunos irão participar de três módulos onde serão tratados temas ligados aos direitos, saúde e violência contra o idoso. "O curso vai preparar as pessoas para lidar com pessoas desta faixa etária. Os cuidadores têm como atribuição conversar, cuidar da saúde e higiene pessoal, acompanhar em um passeio e atender as necessidades do idoso. A formação vai preparar essas pessoas que estão ao redor do idoso", disse o defensor geral, Werther de Moraes Lima Júnior.

A assistente social da Defensoria Pública e presidente da Associação Nacional de Gerontologia do Maranhão, Izabel Lopizic, disse que a aula inaugural é um primeiro momento para que os alunos possam entender a velhice e o envelhecimento. "Vamos capacitar as pessoas para entender o envelhecimento e também envelhecer bem. Aquilo que fazemos hoje certamente vai repercutir em nosso futuro", observou Lopizic.

Mônica Aparecida Lopes, 26 anos, é uma das inscritas no curso. Ela contou que já é técnica em enfermagem e a formação para cuidar do idoso qualificará ainda mais o seu trabalho. "Já trabalhei como cuidadora de idoso por mais de três anos e estou aqui para saber mais sobre esses cuidados e a garantia dos direitos do idoso para poder realizar um trabalho ainda melhor", disse.

Quem também está muito entusiasmado com o curso é Alessandro Reis, que está se formando em fisioterapia e pretende se especializar em geriatria. "Para mim esse curso é muito bom porque vai ampliar os meus conhecimentos na área", contou.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem