agencia

Notícias

Atualizado em 18/05/2017 às 15h25

Prefeitura inicia atividades da Rede São Luís de Pontos de Cultura

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

A Prefeitura de São Luís dará início às atividades de sua Rede de Pontos de Cultura que integra a Política Nacional de Cultura Viva do Governo Federal. A Secretaria Municipal de Cultura (Secult), em parceria com o Ministério da Cultura (MinC) selecionou via edital 40 iniciativas culturais dos mais diversos segmentos artísticos da capital que agora receberão os recursos e darão prosseguimento ao projeto.

Para o Secretário Municipal de Cultura, Marlon Botão, o início da formação da Rede São Luís de Pontos de Cultura traz importantes benefícios para o segmento. "Estamos cumprindo uma etapa importante para as políticas culturais do município de São Luís. Essa premiação destinada ao fomento e reconhecimento de iniciativas culturais dos mais diversos estilos reafirma o compromisso do prefeito Edivaldo em descentralizar as ações culturais para mais áreas do território municipal e também solidificar o trabalho coletivo com a sociedade civil", destacou o secretário.

Em prepraração para o início oficial das atividades, a Secult se reuniu com os representantes dos grupos premiados para dar orientações e agendar novas reuniões para definição de cronograma. Além da premiação em dinheiro, o edital visa o estímulo direto das iniciativas culturais por meio de programa de capacitação com temas prioritários para o desenvolvimento da economia da cultura local e para articulação em rede. Temáticas como elaboração de projetos e captação de recursos; comunicação comunitária; comunicação visual e portfólios culturais serão abordadas, alinhadas com as políticas do Sistema Nacional de Cultura, o Plano Municipal de Cultura de São Luís e a Política Nacional de Cultura Viva.

O secretário Marlon Botão ainda destaca que a formação da rede contempla os principais desafios e prioridades elencados no Plano Municipal de Cultura de São Luís, entre eles a ampliação dos acessos aos bens, produtos e serviços culturais e a democratização do acesso aos recursos públicos da cultura contemplando todos os segmentos.