agencia

Notícias

Atualizado em 25/05/2017 às 16h28

Prefeitura prorroga campanha de vacinação contra gripe até o dia 9 de junho

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

 

Prefeitura prorroga campanha de vacinação contra gripe até o dia 9 de junhoA Prefeitura de São Luís prorrogou a campanha de vacinação contra a gripe até o dia 9 de junho. A extensão do prazo é para garantir o cumprimento da meta de imunizar 201.187 pessoas contra o vírus influenza, somente na capital. A vacina ficará disponível à população nos 61 postos de saúde da rede municipal e deverão ser imunizadas pessoas que compõem o chamado grupo prioritário.

"A imunização é uma estratégia importante para diminuir os índices de internação por causa da gripe e suas consequências. Então é muito importante que o público alvo da campanha, compareça aos postos de saúde. A Prefeitura de São Luís montou um grande aparato de modo a garantir que vacina seja assegurada a todos do grupo prioritário", disse o prefeito Edivaldo.

A prorrogação foi uma recomendação do Ministério da Saúde para cidades que não alcançaram a meta. Segundo o MS a baixa cobertura vacinal foi uma tendência nacional. Em São Luís, segundo a totalização feita pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus), foram vacinadas contra a gripe - de 17 de abril a 24 de maio - 108.870 pessoas, ou seja, 54,11% do grupos prioritários. A maior adesão se deu entre os idosos e a menor, entre as crianças.

A secretária municipal de Saúde, Helena Duailibe, diz que a orientação é prosseguir com a mobilização do público-alvo. "A Prefeitura está disponibilizando a vacina em 61 unidades de saúde da rede municipal, e vamos utilizar as equipes de Saúde da Família para buscar as pessoas que ainda não foram vacinadas. Esperamos que a população continue procurando os postos para garantir a imunização", afirmou a secretária.

PÚBLICO-ALVO

Este ano, a campanha é direcionada para pessoas com 60 anos ou mais, crianças de seis meses a cinco anos incompletos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), profissionais de saúde, indígenas, portadores de doenças crônicas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e professores de escolas públicas e privadas compõe o grupo prioritário. A escolha dos grupos-alvo é feita a partir de critérios da Organização Mundial de Saúde (OMS), considerando a maior suscetibilidade dessas pessoas em desenvolver complicações respiratórias relacionadas à influenza.

A vacinação contra a gripe é uma das estratégias de saúde para proteger contra as formas graves da infecção provocadas pelo vírus Influenza, diminuindo a mortalidade e as internações decorrentes. A vacina que está sendo disponibilizada nos postos imuniza contra dois tipos de gripe sazonal e o tipo H1N1.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem