agencia

Notícias

Atualizado em 07/06/2017 às 16h41

Lixômetro instalado na Praça Deodoro chama atenção em ação da Semana do Meio Ambiente

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Lixômetro instalado na Praça Deodoro chama atenção em ação da Semana do Meio AmbienteLugar de lixo é na lixeira e para promover a conscientização, a Prefeitura de São Luís instalou um 'lixômetro' na Praça Deodoro, na manhã desta terça-feira (7), para medir a quantidade de resíduos descartados de forma irregular. A iniciativa integra a campanha 'Mais Limpeza, Mais Saúde - Eu Faço Minha Parte', incluída na programação da Semana do Meio Ambiente.

O 'lixômetro' tem capacidade para três mil litros de resíduos, que foi também o total coletado na ação, segundo os organizadores. Na ocasião, as equipes realizaram ainda trabalho de conscientização, distribuição de material informativo, momento lúdico com encenação sobre o tema e substituição de lixeiras quebradas fruto de vandalismo.

"Manter a cidade limpa é uma missão de todos nós. Cabe ao poder público promover as ações e inserir a comunidade que deve estar consciente do seu dever de contribuir para a conservação do lugar onde vive. É uma mudança de atitude que todos devemos ter para evitar o descarte irregular de resíduos e preservar nosso ambiente", enfatizou a coordenadora do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Estrela. Na ação de abertura da Semana, no último domingo (4), mais de quatro mil litros de lixo foram recolhidos ao longo da Avenida Litorânea.

 

CIDADE LIMPA

Quem passou na Deodoro durante as atividades, elogiou a ideia e se mostrou solidário com o esforço da gestão municipal para manter São Luís limpa. "As pessoas olham o saco de lixo, sabem que é o correto, mas não depositam e jogam na rua. Essa consciência tem que ser de casa. Criei meus filhos ensinando que começamos pela nossa própria casa. E o lixo, eu só coloco na porta quando o carro passa. Se a gente não conservar nossa cidade limpa, onde a gente vive e cria nossos filhos, não vamos manter lugar nenhum limpo", afirmou a técnica em Enfermagem, Renata da Costa.

Para o vendedor ambulante, Marcos Ferreira Diniz, a população tem grande parcela de contribuição para uma cidade suja. "A população tem que contribuir. Eu vejo muita gente jogando do papel de bombom até sacolas e todo tipo de coisa na rua. Essas campanhas têm que continuar e a educação e a limpeza começa da casa da gente", disse ele.

 

NOVAS LIXEIRAS

A Praça Deodoro ganhou 15 novas lixeiras/papeleiras, instaladas durante a ação. As antigas estavam destruídas fruto das ações de vandalismo; seis foram recuperadas. "Esperamos que não sejam depredadas, pois é um custo à própria população e são importantes para que possamos manter a cidade limpa. Essa é uma área de fluxo intenso de pessoas e é necessário que existam pontos estratégicos para que o lixo seja adequadamente descartado", enfatizou Carolina Estrela.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem