agencia

Notícias

Atualizado em 23/06/2017 às 16h19

Escola da Prefeitura, U.E.B. Major José Augusto Mochel comemora 45 anos

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Escola da Prefeitura, U.E.B. Major José Augusto Mochel comemora 45 anosUma extensa programação cultural marcou o aniversário de 45 anos da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Major José Augusto Mochel, localizada no Maracanã – zona rural de São Luís. Fundada em 22 de junho de 1972, a escola tem premiações e troféus nas áreas esportiva e educativa.

Queima de fogos, hasteamento da bandeira ao som do Hino Nacional Brasileiro e um culto ecumênico marcaram o início das festividades no dia do aniversário da escola. Em seguida, os estudantes deram início às apresentações artísticas e culturais desenvolvidas nos últimos dois meses para homenagear a U.E.B. Poema. Jogral, repente, peça teatral e danças foram alguns dos estilos artísticos e/ou gêneros literários utilizados para contar a história da U.E.B. Augusto Mochel. Alguns estudantes do 2º ano do Fundamental também escreveram um livro, em forma de memorial descritivo, que foi lido para o público presente – pais, professores e comunidade.

O professor Moacir Feitosa, titular da Secretaria Municipal de Educação (Semed), destacou o importante papel da U.E.B. José Augusto Mochel na educação de crianças, jovens e adultos da comunidade do Maracanã. "São décadas ensinando e educando gerações. Parabenizo, em nome do prefeito Edivaldo, os docentes, gestores e coordenadores da Augusto Mochel que contribuíram e continuam a contribuir para o desenvolvimento e história desta unidade escolar", destacou o secretário.

PROGRAMAÇÃO CULTURAL

A programação de aniversário da escola continuou na parte da tarde com músicas, gincanas, brincadeiras e novas apresentações artísticas e culturais. A apresentação da dança portuguesa Comunidade do Maracanã, formada por ex-alunos da U.E.B. Augusto Mochel, marcou a culminância da programação, às 16h. No dia anterior, 21 de junho, foi realizado um evento de abertura da programação, às 19h, na sala de vídeo da escola, com algumas apresentações artísticas dos estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Carlos Augusto Alves Bezerra, diretor adjunto da escola, explica que a direção buscou formas de contemplar todos os 935 estudantes, dos três turnos, viabilizando a integração e participação de todos. "Também trouxemos os pais dos alunos e convidamos toda a comunidade para celebrar conosco os 45 anos da U.E.B. Augusto Mochel", conta o gestor adjunto.

A professora da sala de recursos, Lusia Helena Machado Guimarães, com quase 30 anos de profissão diz que o slogan da escola é "Integrando e Educando Gerações", inserido no Projeto Político Pedagógico (PPP) há vários anos. "Nosso slogan fala daquilo que nos é próprio e é o que tentamos fazer no decorrer de cada ano letivo: integrar e educar", ressalta Lusia.

Quem ajudou os estudantes do 2º ano do turno matutino a construir o memorial descritivo contando a história da escola foi a professora Maria da Luz Leitão Costa, que leciona período integral na U.E.B Augusto Mochel, sendo que na parte da tarde é titular da cadeira de Língua Portuguesa para os estudantes do 9º ano. Com estes, trabalhou a construção de poemas livres e em cordel para serem apresentados na programação cultural de aniversário da escola. "Estou muito feliz com o resultado das produções textuais que foram desenvolvidas. Creio que houve grande aprendizado humano, cultural e educativo, que vai servir para toda a vida daqueles que realmente se envolveram", observa Maria da Luz.

Ana Beatriz Diniz dos Santos, 14 anos, estudante do 8º ano (turno vespertino), diz que sempre procura participar de todas as comemorações e eventos da escola. Afirma que as atividades realizadas dentro e fora da sala de aula alusivas aos 45 anos da U.E.B. Augusto Mochel fizeram com que ampliasse o seu conhecimento a respeito da história da comunidade onde vive e estuda, além de fortalecer suas técnicas de leitura e escrita.

Quem recitou uma poesia sobre a história da escola foi a jovem Isabelle Christine de Lima Moreira, do 9º ano. "Estudei todo o meu ensino fundamental aqui. São quase 10 anos de convivência e me sinto honrada em fazer parte dessa história".

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem