agencia

Notícias

Atualizado em 24/06/2017 às 11h09

Estudantes da rede municipal colhem boas experiências em intercâmbio na China

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Por meio de acordo de cooperação com a China, Prefeitura enviou alunos para intercâmbio
A cooperação entre São Luís e sua cidade-irmã chinesa, Wuhan, colhe frutos no campo cultural e educacional ao enviar alunos da rede pública para participar do Acampamento de Verão de Amizade Internacional da Cidade de Wuhan que está sendo realizado neste mês de junho, na China. A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Articulação Institucional (Semai) e Secretaria Municipal de Educação (Semed), enviou dois alunos e uma professora do Ensino Fundamental da Educação de Jovens e Adultos (EJA), e uma aluna do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), para realizar um intercâmbio cultural na cidade Wuhan, na China.

O Acampamento de Verão de Amizade Internacional da Cidade de Wuhan, realizado pelo Governo Popular Municipal chinês, tem o objetivo de desenvolver a compreensão dos adolescentes sobre a cultura chinesa e os costumes locais. O evento começou dia 19 e vai até 2 de julho. As aulas que os alunos estão tendo em Wuhan abordam aspectos culturais e educacionais como: arte tradicional, artes marciais, música, fonética e conversação do mandarim, caligrafia e pintura com pincel chinês. Os alunos contaram com apoio financeiro para passagens, estudo do mandarim, alojamento e alimentação. No período de estadia em Wuhan, eles estão acomodados no dormitório da Universidade Jianghan, mesmo local em que têm suas aulas durante os dias úteis, e nos fins de semana convivem com famílias chinesas.

A comitiva da cidade de Wuhan visitou São Luís em março deste ano e durante a visita o vice-prefeito executivo de Wuhan, Zhengcai, reforçou o convite para que estudantes da rede pública municipal participassem do acampamento, mostrando a satisfação em contarem com a presença dos alunos maranhenses. O prefeito Edivaldo exaltou os resultados da parceria internacional e afirmou que o evento é uma grande oportunidade para os alunos, dando uma nova perspectiva de crescimento e alavancando a capacitação educacional e cultural desses jovens.

A secretária municipal de Articulação Institucional, Ana Paula Rodrigues, destacou que a orientação do prefeito Edivaldo é incentivar o trabalho de cooperação internacional. "Isto foi fundamental para que hoje esses alunos possam ter a oportunidade de participar desse intercâmbio cultural na China. Nossos alunos da rede pública municipal estão vivenciando uma oportunidade única de troca de experiência com culturas de outros países que jamais imaginavam ter, e agora, a Prefeitura de São Luís, através desse trabalho de cooperação internacional, pode proporcionar esse maravilhoso aprendizado aos jovens de nossa cidade", celebra a secretária.

EXPERIÊNCIAS

De acordo com os alunos e a professora, a cidade chinesa de Wuhan está proporcionando grandiosas experiências de intercâmbio com outras culturas. Eles estão encantados com a receptividade chinesa, as belezas da cidade e costumes locais.

A professora de inglês Nerivalda Oliveira e Silva conta sobre a oportunidade de conhecimento que estão adquirindo. "Participar do acampamento em Wuhan está sendo uma experiência formidável. É poder conviver com a visão e a forma de agir de uma cultura milenar. As aulas enriquecedoras e os lugares que conhecemos contam muitas histórias a respeito desse povo. Para os alunos, é uma aprendizagem para além da sala de aula. Convivendo com adolescentes e jovens de diversos países, percebem a tamanha importância de falar outras línguas. Percebem também que em um mundo globalizado e conectado como o nosso, a educação faz toda a diferença" exalta a professora.

A aluna Nívea Cristina, de 16 anos, declara que "finalmente chegamos aqui em Wuhan depois de tanta expectativa e estamos muito felizes e contentes com toda a recepção. Adoramos a programação do evento e tudo que está acontecendo, principalmente as visitas que estamos fazendo aos pontos turísticos da cidade. Nos surpreendemos com o lugar que a gente está dormindo. Estamos muito felizes e agradecemos novamente a oportunidade".

Os alunos estão tendo a oportunidade de participar das aulas de pintura chinesa que usam tintas feitas com matéria natural, areia, raízes, plantas, etc. "Achei muito interessante e curioso o modo de pintar e desenhar. Muito diferente do Brasil. Gostei muito do aprendizado e também do lazer", relata a aluna da rede municipal Sarah Silva Costa de 19 anos.

Para o aluno Willyan Robert Santos, de 18 anos, o que mais o deixou maravilhado foi o cuidado e importância dada aos alunos no intercâmbio. "No primeiro dia que cheguei aqui fiquei impressionado com a atenção que eles nos receberam. Eles acolheram a gente muito bem. Na cerimônia de abertura com o prefeito de Wuhan, nos apresentamos no palco para todos os alunos e fizemos amigos de vários países", disse Willyan. Ele conta também que no outro dia já foram para a primeira aula, aprendendo a falar algumas palavras em mandarim, algumas letras do alfabeto e também a caligrafia chinesa.

Os alunos tiveram a oportunidade de visitar o edifício Yellow Crane Tower, um ponto histórico importante da região sul do Rio Yangtze. Foi construído pela primeira vez em 223 D.C. como uma torre de vigia, devido sua localização ideal. Depois de centenas de anos e de ser destruído e reconstruído diversas vezes, sua função militar foi gradualmente esquecida e atualmente a torre é apreciada principalmente como um local turístico e cheio de história.

O Museu Provincial de Hubei está localizado na margem do Lago Leste de Wuchang sendo uma das atrações mais famosas e impressionantes de Wuhan, inaugurado em 1956. É um deslumbrante edifício histórico na cidade de Wuhan, um local de belas paisagens e maquetes em grande escala que fazem referência ao desenvolvimento da província de Hubei. Os alunos visitaram o museu e tiraram muitas fotos na frente das maquetes.

ACORDO DE COOPERAÇÃO

São Luís e Wuhan mantêm relações de cidades-irmãs desde 2015, com o principal intuito de promover a comunicação e a cooperação nas áreas de economia, comércio, cultura, educação, esportes, turismo, entre outras. Essa ação da Prefeitura de São Luís é coordenada pela Secretaria Municipal de Articulação Institucional com outras secretarias.

Além da cidade chinesa, São Luís também assinou acordo de cidades-irmãs com a cidade de Hue, no Vietnã, e a cidade de Tramonti, na Itália. E está caminhando para assinar o acordo de cooperação internacional com a cidade francesa de Saint-Malo. Os acordos de cooperação descentralizada têm como objetivo a implementação de relações e mecanismos que permitam o intercâmbio de experiências e conhecimento em nível econômico, social, educacional, cultural, dentre outros, através dos quais, as cidades estabelecem laços de cooperação.

Com a cidade de Wuhan já foram assinados dois acordos de cooperação: o primeiro em 29 de abril de 2015 e estabeleceu o relacionamento de cidades-irmãs; o segundo foi assinado no dia 21 de janeiro de 2016 e estabeleceu a cooperação nas áreas específicas de educação, esporte e portuária.

INSTITUTO CONFÚCIO

Para consolidar o intercâmbio cultural com os chineses, São Luís está em processo de receber uma unidade do Instituto Confúcio. Essa instituição chinesa visa promover o estudo da cultura e os costumes chineses, oferecendo cursos regulares no ensino do mandarim.

O espaço vai difundir a cultura chinesa por meio de agendas culturais como seminários, exposições, festivais de cinema, competições esportivas e palestras sobre costumes, caligrafia, filosofia, medicina tradicional e outras, tornando-se assim, muito mais do que uma escola de idiomas. A iniciativa vem da parceria articulada pela Prefeitura de São Luís, o Governo do Estado e a Universidade Federal do Maranhão (UFMA), com a Universidade Chinesa de Hubei e o Ministério da Educação da China (Hanban).

No intuito de reforçar a parceria já existente na área educacional entre as duas cidades-irmãs, a ação beneficiará principalmente os alunos de escolas públicas municipais e estaduais, funcionários governamentais e gestores de empresas privadas, possibilitando o estudo da língua chinesa e diminuindo a barreira linguística.

SOBRE WUHAN

Wuhan fica localizada na China Central, sendo a capital da província de Hubei. A cidade possui 10 milhões de habitantes e é de extrema importância logística para o país, devido a sua localização geográfica. O interesse dos estudantes brasileiros em fazer intercâmbios com a cidade aumenta a cada ano, não só pela força da economia chinesa, mas também pelas estreitas relações comerciais com o Brasil - atualmente, a China é o principal parceiro comercial do país e o maior comprador das commodities brasileiras. Com a exposição econômica da China, o interesse pelo estudo do mandarim vem aumentando bastante e ter a oportunidade de conhecer Wuhan traz ao aluno um importante crescimento educacional e cultural.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem