agencia

Notícias

Atualizado em 31/08/2017 às 18h38

Projeto Ritmos da Vida promove cidadania em parceria da Prefeitura e Governo do Estado

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Projeto Ritmos da Vida promove cidadania em parceria da Prefeitura e Governo do EstadoO Cine Teatro da Cidade, equipamento municipal de cultura, foi palco da 8ª edição do Ritmos da Vida, projeto realizado em parceria entre a Prefeitura de São Luís e o Governo do Estado. A ação visa um tratamento humanizado aos pacientes atendidos pelo Hospital Nina Rodrigues e pelo Centro de Atenção Psicossocial (CAPS Álcool e Drogas - AD e CAPS III), além de detentos do Sistema Prisional do Maranhão e das Unidades de Acolhimento Estadual (UAE) e Residências Terapêuticas da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

O diretor do Cine Teatro, André Lobão, ressaltou a importância do projeto para as políticas culturais da cidade. "É uma forma de promover a inclusão social e cultural, dando acesso à cultura para presos psiquiátricos e nós, como equipamento público de cultura, colaboramos para expandir o acesso aos espaços culturais e ajudar no processo de ressocialização dos pacientes desses serviços. Estas pessoas, que vivem conflitos sociais, podem descobrir através da arte uma oportunidade de mudar de vida e dar novo significado para ela. O projeto é uma troca afetiva que desde 2015 leva ao palco o que eles produzem dentro do espaço terapêutico, com os pacientes sendo plateia e protagonistas do espetáculo", disse Lobão.

Na oportunidade, o público conferiu as apresentações das oficinas realizadas pelos serviços de saúde mental, peça teatral produzida pelo grupo 'Pés de Fulô Teatros e Bonecos', Coral do Sesc e vídeo de lançamento do Setembro Amarelo. 

Para a dona de casa, Aldenice Silva Cantanhede, que está em tratamento desde 2010, o curso de artesanato em materiais recicláveis abriu oportunidades em sua vida. "Aprendi a reaproveitar o que antes considerava lixo, transformando em algo bonito, como uma lembrança para presentear alguém. O curso estimula a criatividade e o empreendedorismo, por isso já estou produzindo peças com meus vizinhos e montando um estoque de produtos que futuramente pretendo comercializar e ter uma fonte de renda".

O diretor do Hospital Nina Rodrigues, Ruy Cruz, destacou que o projeto é uma forma de ofertar cultura e promover a cidadania. "Trazemos para serem apresentados os trabalhos desenvolvidos no Sistema de Saúde e com isso nós notamos a mudança nos pacientes, primeiro quando eles começam a se preparar para participar e vemos como se sentem valorizados ao receberem certificados dos cursos concluídos por eles", destacou.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) alertam que 10% da população global têm algum distúrbio mental. Os Centros de Atenção Psicossocial têm a função de fornecer atendimento próximo à família do paciente, assistência médica e cuidado terapêutico, conforme o seu quadro de saúde, com possibilidade de afastamento do seu ambiente familiar quando necessário, mas de forma temporária.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem