agencia

Notícias

Atualizado em 07/09/2017 às 10h09

Prefeitura participa de ato de investimentos do Governo do Estado no Porto do Itaqui

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura participa de ato de investimentos do Governo do Estado no Porto do Itaqui

Dentro da agenda de inaugurações pelos 405 anos da cidade de São Luís, o governo do Estado inaugurou, nesta quarta-feira (6), um moderno Centro de Controle Operacional no Porto do Itaqui e assinou o edital para construção de um novo berço operacional para o porto. O vice-prefeito de São Luís, Julio Pinheiro, representou o prefeito Edivaldo no evento, realizado na Empresa de Administração Portuária (Emap).

A construção do berço 98 é um investimento de R$ 150 milhões e que, segundo o governador Flávio Dino, projeta o crescimento do Maranhão, principalmente nesse momento de dificuldade fiscal. Além disso, serão recursos exclusivamente próprios. "Quero destacar que esses investimentos são recursos próprios do Estado e não federais. Isso só é possível com uma empresa que tem controle de seus gastos e de suas receitas, com gestão competente", ressaltou o governador.

Para o vice-prefeito Julio Pinheiro, além da importância econômica para o estado, os investimentos anunciados terão resultados sociais positivos, na situação de crise econômica atual, gerando novos espaços de trabalho e mais renda ao município de São Luís. "Esse novo píer vai cumprir papel importante de desenvolvimento e geração de mais riquezas e melhorar o cenário de dificuldades em que vivemos", destacou.

Segundo a Emap, o novo berço do Porto do Itaqui terá 270 metros de comprimento, 40 metros de largura, 15 metros de profundidade e será utilizado para cargas gerais e granéis sólidos. A duração da obra está prevista em 24 meses e vai gerar cerca de 300 oportunidades de empregos diretos e 150 indiretos.

Para o presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), Ted Lago, com o novo berço, haverá ampliação da capacidade de movimentação do porto. "Será um berço de carga geral, preparado para receber carregadores de navios, grãos e outras cargas. Um berço misto, que é a maior obra com recursos públicos do Maranhão, num momento em que o Itaqui expande sua área de influência regional, atraindo o desenvolvimento para o estado", afirma.

MAIS SEGURANÇA E EFICIÊNCIA 

Em 50 anos de existência, pela primeira vez o Porto do Itaqui terá um Centro de Controle Operacional para garantir a segurança no tráfego de navios e cargas, aumentando, também, a produtividade do porto. "O Centro de Controle Operacional vai possibilitar eficácia e segurança nas operações, não somente da Emap, mas de todas as empresas e órgãos que atuam no porto, com mais adequação e melhor atendimento das demandas", pontuou o governador.

Antes da implantação do CCO, a movimentação portuária era feita de maneira artesanal por meio de um quadro branco escrito a pincel. Com a nova tecnologia, a programação de navios e cargas será controlada por um painel digital, composto por oito telas integradas a um sistema de gestão portuária. Uma torre de controle, com equipamentos de última geração, fará o controle do tráfego de navios. Entre outras tecnologias, os acessos serão por meio de biometria, haverá automação de portarias e balanças, além de um sistema de monitoramento, com 18 câmeras e rádios digitais em estações fixas e móveis para a melhor cobertura operacional.