agencia

Notícias

Atualizado em 28/09/2017 às 14h46

Com programa Peixe Solidário Prefeitura de São Luís intensifica combate à insegurança alimentar

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura atende famílias com entrega de 5,5 mil quilos de pescado com o programa Peixe SolidárioCom o intuito de combater a insegurança alimentar, a Prefeitura de São Luís distribuiu, nesta quinta-feira (28), 5,5 mil quilos de pescados a famílias cadastradas pelos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) dos bairros Bequimão e Caratatiua por meio do programa Peixe Solidário, executado pela Secretaria Municipal de Segurança Alimentar (Semsa). A ação beneficiou 3 mil famílias assistidas pelos programas sociais mantidos pelo Governo Federal.  

Pela manhã a distribuição contemplou moradores do Bequimão e bairros adjacentes e a tarde, famílias do Caratatiua. "O Peixe Solidário é importante. Faz parte do esforço da Prefeitura para garantir segurança alimentar e qualidade de vida à população carente. Nosso intuito é atingir o máximo de pessoas assistidas pelo Cras. Esse é um compromisso reafirmado pelo prefeito Edivaldo, ampliando programas de largo alcance social", assinalou o vice-prefeito Julio Pinheiro, que acompanhou a entrega.

"O Peixe Solidário faz parte da estratégia da Prefeitura de combate à fome. Ele se soma a outras iniciativas promovidas na gestão do prefeito Edivaldo como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), de caráter permanente, que acontece semanalmente e contempla famílias cadastradas pelos Centros de Referência da Assistência Social", destacou a secretária de Segurança Alimentar, Fatima Ribeiro.

Segundo dados da Semsa, até o fim do ano serão distribuídas mais de 35 mil toneladas de peixe, considerando que a média de distribuição por etapa é de 2,5 mil a 3 mil quilos de pescado. "A Prefeitura tem articulado ações de incentivo à produção na zona rural de São Luís, fortalecendo a agricultura familiar, permitindo a fixação dos trabalhadores em suas terras e comercialização da produção. Com isso pretendemos diminuir a importação de alimentos", ressaltou o vice-prefeito Julio Pinheiro.

DISTRIBUIÇÃO

O roteiro de distribuição do Peixe Solidário é previamente estabelecido pela Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), a partir de levantamentos socioeconômicos. Prioritariamente a distribuição acontece nos territórios de atendimento dos Centros de Referência da Assistência Social

A presidente da Associação de Moradores do Bequimão, Maria Marta Vieira, ressaltou o alcance do programa. "O Peixe Solidário abrangeu não apenas moradores do bairro Bequimão, mas também do Rio Anil, Cantinho do Céu, Feirinha, Pão de Açúcar, Vila Padre Xavier, entre outros", frisou.

A pensionista Maria Mendes Carneiro, 65, moradora há 30 anos do Bequimão, estava entre as centenas de pessoas que se enfileiraram em frente à sede da Associação de Moradores do Bequimão para receber a sacola de peixe. Ela vem participa do programa desde 2016. "Tenho filho e netos que ainda dependem de mim. Como eles têm cadastro do Bolsa Família fui até o Cras pegar minha ficha. Acho muito bom o programa por nos ajudar na alimentação. Vem em boa hora", disse Maria Carneiro.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem