agencia

Notícias

Atualizado em 07/10/2017 às 12h11

Projeto da Prefeitura elege primeiro Prefeito Criança de São Luís

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Projeto da Prefeitura elege primeiro Prefeito Criança de São LuísOs estudantes Thiago Cutrim e Kimberly Saori, da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Maria Rocha, foram eleitos Prefeito Criança e Vice-Prefeita Criança de São Luís, respectivamente dentro do projeto Prefeito Criança, uma iniciativa da Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed). A ação é pioneira no Estado e o pleito aconteceu na sexta-feira (6), no salão Nobre do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), na Areinha. A posse será quarta-feira (11), às 16h, também no TRE. 

O principal objetivo do projeto Prefeito Criança é despertar a consciência política e social das crianças e adolescentes da rede pública municipal de São Luís, além de incentivá-las a conhecerem os trabalhos do Legislativo e Executivo Municipal. "Esta é mais uma ação da gestão do prefeito Edivaldo para estimular nas crianças e adolescentes a vontade e anseio de estudar e se sentir parte da comunidade escolar, sendo também um agente de transformação da sua cidade, um cidadão completo. Não existe a ideia de perdedor ou vencedor. Todos são vitoriosos porque cada um fez seu projeto e seu plano de ação. O Prefeito Criança tem uma importância pedagógica muito grande", observou o secretário Moacir Feitosa, titular da Semed.

O Prefeito Criança eleito, Thiago Cutrim, se comprometeu em cumprir a promessa de campanha em desenvolver ações para a sustentabilidade. "Temos que fazer o local em que vivemos mais agradável. Tendo consciência e desenvolvendo projetos de sustentabilidade, vamos conseguir", concluiu.

O Prefeito Criança e a vice já têm uma agenda a cumprir. A posse está marcada para o dia 11 de outubro, no TRE e no Dia da Criança, 12 de outubro, o eleito e familiares serão recebidos pelo prefeito Edivaldo, em seu gabinete. Na ocasião, eles também recepcionam uma comitiva da China ao lado do gestor.

Seis crianças entre 10 e 11 anos estudantes do 5º e 6º anos das U.E.Bs. Galileu Clementino, Henrique de La Roque, Sá Vale, Menino Jesus de Praga, Maria Rocha e Uruati concorreram à vaga, com seus respectivos vices. Segundo o secretário Moacir Feitosa, os outros candidatos que não foram eleitos vão exercer cargos de sub-prefeitos.

PARCERIA

A parceria do TRE deu legitimidade ao pleito, e ainda mostrou para os candidatos e pais presentes como funciona uma eleição de fato. Para o diretor-geral substituto do TRE, Rhycleyson Campos Paiva Martins, essas ações despertam nas crianças a cosciência de cidadãos críticos.

"Parabenizo a iniciativa do projeto e estou encantado com a pureza, sinceridade e clareza dessas crianças, a preocupação com o meio ambiente, com a questão educacional, com a liderança. A Justiça Eleitoral sempre fala da conscientização e valorização do voto, por isso, buscamos essas ações para que as pessoas abram a mente e escolham aqueles que possam somar e trazer dias melhores para nossa cidade" pontuou.

A coordenadora do projeto Prefeito Criança, Adriana Carvalho, explicou que foram necessárias muitas reuniões e mobilizações dentro e fora das escolas para se chegar ao nome das unidades escolares participantes e à relação, por escola, de três candidatos para disputarem as eleições do 1º turno. Ela conta que logo após o lançamento do projeto para gestores, bem como da escolha das unidades participantes, foi feita uma sensibilização de todos os estudantes do 5º e 6º anos, com a apresentação do vídeo "Política, que bicho é esse?".

Adriana Carvalho relembra o entusiasmo e alegria de muitos estudantes, quando entenderam o propósito do projeto. "A empolgação era grande nesta primeira fase do projeto. Vi os olhos de muitas crianças brilharem na expectativa de se tornar o primeiro Prefeito Criança da cidade de São Luís", conta. A coordenadora do projeto observa, no entanto, que a fase de sensibilização dos estudantes e as demais ações que se seguiram foram de caráter interno, sendo realizadas em cada uma das seis unidades escolares participantes.

Após a apresentação do vídeo educativo e discussão sobre a importância da participação política na construção da cidadania, todos os estudantes do 5º e 6º anos que quisessem concorrer ao título de Prefeito Criança, deveriam elaborar uma redação referente ao tema abordado durante as discussões. As três melhores redações selecionadas pela direção de cada escola, com o auxílio de um grupo de professores, indicaram os candidatos ao 1º turno das eleições.

PROJETO

Cada candidato teve que apresentar um projeto, com o auxílio de pais, professores, coordenadores e gestores, cuja temática fosse relacionada às necessidades da comunidade escolar. E, nos dias 14 e 15 de setembro, todos os estudantes do 5º e 6º ano foram às urnas para eleger seus representantes.

Para a gestora geral Rodvania Frazão Macedo, do La Roque, "o projeto está proporcionando novos conhecimentos aos alunos e incentivando os mesmos a estudarem mais". Ela diz que o Projeto Prefeito Criança chegou para impulsionar os estudantes a refletirem sobre a sua realidade escolar e pensar em como podem contribuir para que mudanças aconteçam. "É um projeto rico e estimulante. Vejo nas discussões a vontade das crianças de fazer algo novo e diferente para melhorar a escola. As próprias redações nos surpreenderam. O poder público está de parabéns pela iniciativa", assinalou Rodvania.

A contagem dos votos nas seis unidades escolares participantes do projeto indicou como candidatos a prefeito e vice, respectivamente, os estudantes: Kauan Oliveira da Silva e Samuel Lopes Ferreira, da Galileu Clementino; Pablo Sérgio Linhares Rocha e Laura Bastos Rocha, da Henrique de La Roque; Thiago Emanuel Leite Cutrim e Kimberly Saori, da Maria Rocha; Luisa Fernanda Teixeira Silva e Stefany Rayna Nascimento de Melo, da Menino Jesus de Praga; Maura Fernanda Rocha Monteiro e Francisco Daniel Aguiar Privado, da Sá Vale; e Marko Antônio Gomes do Nascimento e Glenderson dos Santos Costa, da Uruati.

O 2º turno das eleições do projeto Prefeito Criança aconteceu com a apresentação das propostas do candidatos para uma comissão de professores de universidades e de servidores da Semed. Os critérios para a análise dos candidatos foram clareza e objetividade, suas propostas para o período do seu mandato.

Entre suas atribuições, o Prefeito Criança deverá participar de reuniões e acompanhar o secretário municipal de Educação e o Prefeito de São Luís, sempre que for convocado; desenvolver junto à comunidade escolar durante seu ano de mandato, sempre autorizado e acompanhado da direção da escola, o projeto apresentado nas eleições; e apresentar, sob a orientação da direção da escola, um relatório bimestral à coordenação do projeto Prefeito Criança, no que tange ao cumprimento do cronograma de execução apresentado na defesa do seu projeto.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem