agencia

Notícias

Atualizado em 17/10/2017 às 15h59

Projeto Literatura Mútua conversa sobre infância e poesia em equipamentos culturais da Prefeitura

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

O Projeto Literatura Mútua promove em outubro duas rodas de conversa com escritores comentando experiências de leitura e escrita com o público em equipamentos culturais da Prefeitura de São Luís. Em alusão ao mês da criança, a 34ª edição conversa com a escritora maranhense Sharlene Serra, autora de livros infantis voltados para a educação inclusiva e proteção da infância, na quarta-feira (18), a partir das 19h30, na Galeria Trapiche, na Praia Grande, em frente ao Terminal de Integração. Já na 35ª edição, o projeto leva a poesia de Fernando Abreu e Lúcia Santos para estudantes da rede pública, sexta-feira (20), às 15h, na Biblioteca Municipal José Sarney, na Rua do Correio, s/n, Bairro de Fátima.

Projeto literário sem fins lucrativos, idealizado pela escritora e jornalista maranhense Talita Guimarães, o Literatura Mútua reúne escritores contemporâneos publicados ou não, em rodas de conversa mensais sobre experiências de leitura e escrita desde agosto de 2016, em São Luís. Em mais de um ano, o projeto realizou 33 edições com 23 escritores em cinco espaços parceiros: Galeria Trapiche, Feira do Livro de São Luís, Biblioteca Municipal do Bairro de Fátima, Centro de Ensino São Cristóvão e Livraria e Espaço Cultural Amei.

PERFIS
SHARLENE SERRA – Natural de São Luís, é escritora, palestrante e formadora educacional graduada em Desenho Industrial e Pedagogia, com especialização em Educação Especial. Autora de "Diário Mágico – um segredo para contar" e dos livros da Coleção Incluir, voltados para educação inclusiva.

FERNANDO ABREU - Maranhense de São Luís. Viveu na cidade de Grajaú, interior do estado, até os 13 anos. Tem quatro livros de poemas publicados, sendo o mais recente "Manual de Pintura Rupestre" (7 Letras, 2015). Antes vieram "Aliado Involuntário" (Exodus, 2011), "O Umbigo do Mudo" (Clara Editora, 2003) e "Relatos do Escambau" (Exodus, 1998). Como letrista, tem parcerias com Zeca Baleiro, Chico César, Marcos Magah e Nosly, entre outros. Tem poemas publicados nas revistas Germina, Modo de Usar, Sibila, Poesia Sempre e no Blog do Antonio Cícero. No momento está concluindo sua nova coletânea, intitulada "Um circo na periferia do real", que deverá sair em 2018.

LÚCIA SANTOS – Natural de Arari - MA (1964), é poeta e letrista. Em 1992, publicou seu primeiro livro de poemas, "Quase Azul Quanto Blue". Em 1997, obteve o primeiro lugar no XXIII Concurso Literário e Artístico Cidade de São Luís, com o livro "Batom Vermelho". Em 1999 mudou-se para São Paulo. Em 2006 publicou seu terceiro livro de poemas, primeiro de haicais, intitulado "Uma Gueixa para Bashô". Participou de várias coletâneas de poesia, e tem seu nome no Dicionário Crítico de Escritoras Brasileiras, de Nelly Novaes Coelho. Em 2016, lançou seu mais recente livro de poemas intitulado "Nu frontal com tarja", pela Editora Reformatório.