agencia

Notícias

Sexta-feira, 20/10/2017 - 15h17

Prefeitura leva projeto de combate a obesidade infantil para escolas municipais

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura leva projeto de combate à obesidade infantil para escolas municipaisAtravés de um projeto que tem o objetivo de combater a obesidade infantil, a Prefeitura de São Luís está estimulando o interesse das crianças por uma alimentação mais saudável. Por meio da ação, desenvolvida pela Secretaria Municipal de Segurança Alimentar (Semsa), mais de mil crianças, entre 3 e 11 anos, serão inicialmente alcançadas com as atividades que incluem oficinas e teatro de fantoches. O projeto ofereceu aos alunos da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Alberto Pinheiro, no Centro, uma manhã diferenciada nesta sexta-feira (20).

Motivados por nutricionistas e professores da escola, as crianças aprenderam a preparar uma salada de frutas na oficina Chefs Mirins. O objetivo da oficina é incentivar o consumo desse tipo de alimento no dia-a-dia.

Para Kauany Pinheiro, 6 anos, a ingestão de frutas agora passa a estar ainda mais presente na sua rotina. "Eu gosto de comer frutas porque é importante para a saúde. Aprendi que eu devo comer bem e a parte que eu mais gostei hoje foi a da comida", contou.

A secretária municipal de Segurança Alimentar, Fatima Ribeiro, explicou como funciona o projeto. "Esse é um projeto orientado pelos ministérios do Desenvolvimento Social e da Saúde para a prevenção e combate à obesidade infantil. Em São Luís, as atividades educativas seguem orientação do prefeito Edivaldo e serão  levadas às escolas como uma ação permanente da Semsa. Eles levam da escola para casa esse aprendizado, que passa a fazer parte da vida da criança. Uma criança que se alimenta bem é, com certeza, um adulto mais saudável", afirmou a secretária.

Durante as atividades na escola, uma equipe de monitores nutricionistas e técnicos da Semsa analisa a saúde nutricional da criança e alertam os estudantes para os valores nutricionais dos alimentos. O projeto ensina os pequenos a fazerem escolhas mais saudáveis na hora da alimentação e a não rejeitarem alimentos como frutas e verduras. As atividades contribuem para uma mudança de hábitos, como a ingestão de frituras, muito açúcar e sal e produtos industrializados.

"Esse é o momento de estar junto das crianças para incentivar o consumo de frutas, verduras e legumes. O projeto auxilia, ainda, em uma maior aceitabilidade da merenda escolar, pois alguns alunos têm dificuldades de aceitar alimentos mais saudáveis durante o lanche. O intuito é educá-los e mostrar como é importante consumir esses alimentos. Quando eles preparam o próprio alimento, como instruído na oficina, eles se sentem mais motivados a consumir", explicou a nutricionista da Semsa, Valéria Moraes.

Ao final da atividade, os alunos recebem certificado e folders educativos para levar para casa com dicas para uma rotina mais saudável. Railon Frazão, 6 anos, destacou o que mais gostou. "Gostei muito das frutas e, com os bonecos, aprendi que a gente tem que ser saudável, comendo muitas frutas e tomando suco de fruta", disse.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem