agencia

Notícias

Atualizado em 27/10/2017 às 17h45

Alunas do município preparam espetáculo de ballet baseado em contos infantis

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Alunas do município preparam espetáculo de ballet baseado em contos infantisO grupo de ballet formado por alunas da rede municipal de ensino está intensificando os ensaios para a apresentação do espetáculo do programa 'Dançando e Educando', que será realizado pela Prefeitura de São Luís, nos dias 16 e 17 de dezembro. Intitulado “Para Ler e Dançar", a produção será baseada em histórias da literatura infantil universal, como 'Chapeuzinho Vermelho', 'Branca de Neve', 'A Formiguinha que Aprendeu a Dançar', entre outros contos. O espetáculo conta com a participação de mais de 200 bailarinas, de 4 a 14 anos e será a primeira grande apresentação pública para a maioria das alunas que integram o projeto.

Sob a coordenação geral da primeira-dama de São Luís, Camila Holanda, idealizadora do projeto, os ensaios estão sendo realizados diariamente para encantar o público nos dias de apresentação do grupo. As coreografias são assinadas pela coordandora do programa Débora Buhatem e pelos professores Milliane Moreira e Cleo Junior, bailarinos renomadas na área.

" O Dançando e Educando é um projeto pioneiro da Prefeitura de São Luís, uma inovação da gestão do prefeito Edivaldo, que oferece aos estudantes, no contraturno da rede municipal de ensino, aulas de ballet. Então se a criança estuda pela manhã ela faz as aulas de ballet à tarde e vice-versa. O programa está no segundo ano de execução. Ano passado os estudantes tiveram oportunidade de se apresentar ao público da Feira do Livro de São Luís e este ano a Prefeitura resolveu fazer um grande espetáculo, tendo em vista que os alunos já estão com dois anos de aulas práticas, teóricas, de repertório clássico e mais preparados para essa grande apresentação", disse a primeira-dama, Camila Holanda.

A adaptação das histórias infantis aos espetáculo de dança conta com figurinos especiais feitos sob medida para cada bailarina. Nos ensaios já estão sendo repassadas também informações sobre o cenário, demarcação de espaço, luzes, entre outros aspectos referentes à apresentação.

A bailarina Débora Buhatem, professora do projeto, destacou a importância social do “Dançando e Educando”, como incentivo à pratica da dança clássica. “Poder compartilhar os ensinamentos que recebi ao longo da minha carreira como bailarina é uma felicidade muito grande. A dança clássica exige muita disciplina e determinação e isso percebemos que as meninas integrantes do projeto têm de sobra. Estamos orgulhosos de realizar um espetáculo tão grandioso com crianças que possuem apenas um ano de ballet. Percebemos nas crianças a empolgação e a vontade de crescer cada vez mais, pois a dança tem essa magia de trazer sonhos, objetivos e alegrias”, relatou Débora Buhatem.

PROJETO

As crianças estão animadas com a apresentação. "Gosto muito de estar aqui e dançar. Estou muito feliz com os ensaios", contou Briely dos Santos, 8 anos que fará o solo 'O Menino Maluquinho'. Marcela Garcia, 9 anos, contou o que mais gosta nos ensaios. "Gosto da parte do alongamento. Já tinha visto outras bailarinas na TV e achei muito bonito", afirmou.

Para Marina Fonseca, 9 anos, o espetáculo será a primeira oportunidade de estar em um palco. "Sempre gostei de dançar, mas nunca tinha feito aula de dança. Agora vou poder participar dessa apresentação", disse a menina.

O projeto 'Dançando e Educando' é executado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), que disponibiliza o ballet a crianças e adolescentes matriculados na Educação Infantil e no Ensino Fundamental da rede municipal de ensino. A ação beneficia 300 estudantes, de 6 e 14 anos de idade. O projeto visa favorecer o processo de inclusão social, por contribuir com sua formação educacional e cidadã e o desenvolvimento biopsicossocial. Estão sendo contemplados os núcleos das escolas do Centro e Coroadinho.

As crianças recebem ainda aulas teóricas e práticas e participam de atividades como seminários e discussões em grupos sobre temas relacionados à saúde, meio ambiente, valores éticos, políticos e morais, justiça social e outros temas.

O fardamento e demais acessórios usados nas aulas são garantidos gratuitamente pela Prefeitura aos alunos participantes. O kit inclui colant, sapatilha e meia para meninas; e blusa, short e sapatilha para os meninos. As aulas são realizadas na sede da Creche Maria de Jesus Carvalho, na Camboa, em sala preparada e adaptada para o projeto.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem