agencia

Notícias

Atualizado em 10/11/2017 às 10h40

11ª edição da Feira do Livro será aberta nesta sexta-feira (10)

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Evento conta com programação para todos os públicos

A 11ª edição da Feira do Livro de São Luís (FeliS) tem início nesta sexta-feira (10), a partir das 18h, e acontece até o dia 19 de novembro, em diversos pontos do Centro Histórico. A FeliS, que já faz parte do calendário anual de eventos da cidade, é promovida por meio de parceria entre a Prefeitura de São Luís e o Governo do Maranhão. A programação inclui espaço para autores maranhenses, mostra de literatura nacional e internacional, palestras com escritores, venda de livros e artigos literários e uma série de atividades artísticas e culturais.

Na abertura da Feira do Livro, às 18h, no Anfiteatro Beto Bittencourt (Centro de Criatividade Odylo Costa, filho) será realizada a palestra Pintura Viva: 'Uma alegoria de vida e obra da escritora Maria Firmina dos Reis', com o artista plástico Joshua Pessoa, da Rede de Educadores de Museus. Em seguida, às 20h, acontecerá a Conferência de Abertura com o tema "Maria Firmina dos Reis e a Literatura Romântica", com a conferencista Luiza Lobo. A escritora e ensaísta é professora de teoria literária e literatura comparada da Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Ainda para a noite de abertura está previsto a realização de show com o grupo Afrôs que levará para o espaço o ritmo contagiantes das batidas que misturam rock, salsa e canções autorais. O show começa a partir das 21h no Anfiteatro Beto Bittencourt, no centro histórico de São Luís. A programação completa da feira está disponível no site www.feiradolivrodesaoluis.com.br.

"A Feira do Livro de São Luís é um evento consagrado para a cidade por representar um espaço de fortalecimento da cultura e disseminação do conhecimento. Este ano tem a parceria do Governo e daremos destaque para Literatura Feminina, tendo como patrona a maranhense Maria Firmina dos Reis, pelo centenário de sua morte e pela importância que ela tem para todo país como a primeira romancista do Brasil", disse o secretário municipal de Cultura (Secult), Marlon Botão.

O secretario municipal de Educação (Semed), Moacir Feitosa, destacou a relevância do evento para a capital. "A Feira do Livro é um evento de grande importância no calendário da cidade. É um momento que marca a vida das pessoas e em especial das crianças e desperta nelas o interesse pela leitura e literatura", pontuou o gestor.

A programação é composta por 23 convidados nacionais, 10 performances poéticas, sete intervenções artísticas, 60 contações de história, sete espetáculos circense de rua, uma orquestra, nove conferências, palestras, oficinas, minicursos, pocket show, saraus musicais, café literário, espaço infantil, exposições, vendas de livros e artigos literários. A cada edição da FeliS, são recebidos em torno de 200 mil visitantes, entre turistas e moradores locais, alcançando um volume de venda de livros em média de 2 milhões de reais.

ESPAÇOS

Ao todo, a estrutura é composta por 22 espaços com programação, sendo 34 estandes de livreiros para comercialização de livros, 6 estandes de instituições parceiras (AML, ALL, IHGE, UEMA, FAPEMA e UFMA), 10 espaços para sebos no Beco dos Catraieiros, 3 auditórios, montados na Casa do Maranhão para debates e conferências com programação simultânea, Espaço Criança Sesc/Semed de Leituras, com programação de teatro, contação de histórias e atividades infantis.

Além disso, quem visitar a Feira poderá prestigiar as apresentações e intervenções artísticas no Pé de Livro e no Anfiteatro Beto Bittencourt. O Cine Praia Grande além de ter uma programação de exibição de curtas infantis, abrigará também, a partir das 16h, o espaço "Casa do Escritor Maranhense", onde acontecerão 56 lançamentos de livros durante os 10 dias de evento. Os estandes dos livreiros para comercialização de livros e artigos literários, estarão localizados em toda extensão da Rua Trapiche e no estacionamento em frente a Praça da Casa do Maranhão. Também terá o Espaço do Artesão, para exposição e comercialização de artesanato local, além do Espaço Gourmet com Bike Food, uma das novidades desta edição.

A Casa do Maranhão, contará com a estrutura de três auditórios que levam o nome de obras da patrona e de uma liderança comunitária feminina de São Luís, sendo eles: Auditório I – Raimunda Pereira (Dica), Auditório II – Úrsula e Auditório III – Cantos a Beira Mar. No Jardim ficará o Espaço Viriato Corrêa com programação infantil e na Praça em frente, será montado o Espaço Criança Sesc/Semed de Leituras com quatro ambientes com programação especial voltada para o público infantil, incluindo palestras, brincadeiras, contação de histórias, ações educativas e outros.

Já no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho o Hall de Entrada será ocupado pela Exposição "Maria Firmina dos Reis, uma maranhense". Também terá programação no Cine Praia Grande, na Sala de Multimídia, no Teatro Alcione Nazaré com as conferências nacionais, na Galeria Nauro Machado e na Galeria Valdelino Cécio, com o Café Literário, além do Anfiteatro Beto Bittencourt, localizado na área externa. A Feira funcionará das 10h às 22h, com programação gratuita que contemplará todas as idades e envolve a participação direta de escritores renomados, ilustradores, mediadores da leitura e contadores de histórias, artistas, entre outros convidados.

O evento é uma promoção da Prefeitura de São Luís e do Governo do Estado do Maranhão, por meio das secretarias municipais de Cultura (Secult) e de Educação (Semed), e estaduais de Cultura e Turismo (Sectur) e da Educação (Seduc), tendo como correalizador o Serviço Social do Comércio (Sesc), patrocínio da Vale e Potiguar e apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA), Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), Secretaria de Estado da Mulher (SEMU), Secretaria de Estado da Igualdade Racial (SEIR), Fundação da Criança e do Adolescente do Maranhão (FUNAC), e Secretaria de Estado Extraordinária da Juventude (SEEJUV), Academia Ludovicense de Letras (ALL), Academia Maranhense de Letras (AML), Associação dos Livreiros do Estado do Maranhão (Alem), Universidade Estadual do Maranhão (Uema) e Universidade Federal do Maranhão (UFMA).