agencia

Notícias

Atualizado em 13/12/2017 às 15h52

Alunos da rede municipal têm aula de educação ambiental no Ecoponto Cidade Operária

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Alunos observam carroceiro que descarta resíduos no EcopontoOs alunos da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Tancredo Neves, da Cidade Operária, tiveram uma aula diferente na manhã desta quarta-feira (13). A sala de aula deles foi o Ecoponto Cidade Operária, aberto pela Prefeitura de São Luís no dia 4 de dezembro. Durante o passeio que eles fizeram ao local, puderam tirar suas dúvidas sobre a política dos Ecopontos, sustentabilidade, coleta seletiva e descarte ambientalmente adequado de resíduos sólidos. A atividade faz parte das ações de educação ambiental do programa 'Mais Limpeza, Mais Saúde', desenvolvido pelo Comitê Gestor de Limpeza Urbana.

Os alunos do 5º ano da U.E.B. Tancredo Neves, vizinha ao Ecoponto Cidade Operária, foram recebidos pela equipe técnica do Comitê Gestor de Limpeza Urbana. "Nós temos feito ações constantes nas escolas, trabalhando as lições de educação ambiental desde a base porque as crianças são multiplicadoras de informações e repassam o que aprendem aos seus pais, aos adultos com os quais elas convivem, por isso, é importante fazer este trabalho com elas", destacou o superintendente de Limpeza do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, André Nicomedes.

Os estudantes chegaram preparados para estudar. Ainda em sala de aula, com os professores, eles preparam um questionário e com cadernos e lápis na mão anotaram a reposta de cada pergunta para a produção de uma atividade escolar sobre os Ecopontos de São Luís. Entre as mais curiosas estava Anny Ketula Rocha, 11 anos. "Eu tinha muitas perguntas pois nunca tinha entrado em um Ecoponto, então, queria saber que benefícios eles trazem, para onde vai o material que as pessoas entregam aqui e outras dúvidas", disse a estudante.

Durante a visita as crianças também puderam acompanhar o descarte feito por carroceiros que trabalham no entorno do Ecoponto Cidade Operária e foram descartar os resíduos de construção civil que haviam recebido de moradores da região. Curiosos, eles também fizeram muitas perguntas a estes profissionais e puderam entender a mudança de comportamento que a presença do equipamento causa em quem trabalha ou mora nas proximidades.

Márcio Paulo Lopes foi um dos carroceiros com os quais os alunos conversaram. Ele contou que antes do Ecoponto Cidade Operária e do Jardim América, primeiro a ser entregue na região, em março deste ano, costumava descartar os restos de poda e capina e de construção civil em um ponto de descarte irregular conhecido na área. "Agora eu sigo até o Ecoponto mais próximo, Cidade Operária ou Jardim América, para jogar o material que me contratam para descartar. Eu achei bem positiva essa iniciativa porque facilita muito o nosso trabalho", afirmou.

AÇÕES

Ao longo de 2017, o Comitê Gestor de Limpeza Urbana realizou várias ações de educação ambiental, atuando na conscientização sobre a limpeza urbana nas escolas, universidades, associações e com a própria população. A visita guiada de estudantes aos Ecopontos é mais uma destas atividades que são realizadas por meio do programa Mais Limpeza, Mais Saúde, que é voltado para o desenvolvimento da conscientização ambiental, visando provocar uma reflexão sobre a quantidade de resíduos gerados, os impactos dos resíduos descartados inadequadamente na cidade e o papel do cidadão para manutenção da limpeza urbana.

O Ecoponto Cidade Operária entrou em funcionamento no dia 4 de dezembro e é um espaço no qual a população pode fazer o descarte de material reciclável, restos de construção civil e capina, móveis velhos e outros entulhos que costumam ser descartados em terrenos baldios, ruas e avenidas, causando problemas à população. O Ecoponto Cidade Operária é o oitavo a entrar em funcionamento e vai beneficiar 40 mil moradores do bairro.

SAIBA MAIS

Localização dos Ecopontos
- Ecoponto Parque Amazonas
Avenida dos Africanos, s/nº, Bairro de Fátima, entrada do Parque Amazonas;
- Ecoponto Angelim
Rua 27, s/nº, Angelim;
- Ecoponto Bequimão
Avenida 1, s/nº, Bequimão, ao lado do CRAS
- Ecoponto Habitacional Turu
Travessa G, s/nº, Habitacional Turu
- Ecoponto Jardim América
Avenida 03, s/nº, Jardim América, ao lado da União de Moradores
- Ecoponto Jardim Renascença
Rua Netuno, s/nº, próximo à Paróquia de São Paulo Apóstolo
- Ecoponto Residencial Esperança
Rua Doutor Ribeiro, s/nº, Residencial Esperança
- Ecoponto Cidade Operária
Avenida Este 203, s/nº, Cidade Operária, próximo ao Campo do Real

Que materiais são recebidos nos Ecopontos?
ELETRÔNICOS: televisão, monitores, celular, impressoras, mouses, teclados, etc – até três unidades
ENTULHO: resíduos de construção civil, como tijolos, telhas, gessos etc – até 2m³ (volume de uma caixa d'água de 2 mil litros)
MADEIRAS: até 2m³ (volume de uma caixa d'água de 2 mil litros)
ÓLEO DE COZINHA: até 5 litros
PNEUS: até 4 unidades
PODAS DE ÁRVORE E RESTO DE CAPINA: até 2m³ (volume de uma caixa d'água de 2 mil litros)
RECICLÁVEIS: plástico, papel, isopor, metais, vidros, etc (até 300 litros – 3 sacos grandes)
VOLUMOSOS: móveis, sofás, colchão etc (até dois volumes)
*Quantidades por pessoa/dia

Que materiais os Ecopontos não recebem?
Lixo doméstico
Animais mortos
Resíduos hospitalares
Resíduos perigosos/contaminados: pilhas, baterias, lâmpadas, cartuchos/tonner etc

Qual o horário de funcionamento dos Ecopontos?
Segunda-feira a Sábado, das 7h às 19h

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem