agencia

Notícias

Atualizado em 13/12/2017 às 18h33

Representante do Ministério do Desenvolvimento Social avalia positivamente o PAA

Desde o início do programa em São Luís, em 2015, a Prefeitura já distribuiu 520 toneladas de alimentos atendendo milhares de famílias

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Famílias cadastradas pelo Cras recebem cestas do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA)Representantes do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) acompanharam as atividades de mais uma etapa de entregas do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), realizado pela Prefeitura de São Luís. A visita da equipe do MDS teve como objetivo a avaliação documental, visita às unidades distribuidoras e monitoramento das etapas de execução do programa. Na tarde desta quarta-feira (13) eles acompanharam a ação de entrega de cestas de alimentos para famílias do bairro Coroadinho.

Com as ações do programa, a Prefeitura de São Luís já distribuiu 520 toneladas de alimentos beneficiando milhares de familias atendidas pelos Centros de Referência de Assitência Social (Cras). O PAA é coordenado pela Secretaria Municipal de Segurança Alimentar (Semcas) e conta a parceria da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), que identifica os beneficiários; e do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), que destina os recursos.

"A gestão mostra que está conduzindo com êxito o programa ao observar as normativas do MDS e aliar iniciativas importantes que potencializam esta ação muito significativa para comunidades mais carentes. A Prefeitura de São Luís está de parabéns", disse aassessora do Departamento de Comercialização da Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS,  Rita Dicássia.

A condução do PAA pela Prefeitura vem seguindo os critérios estabelecidos pelo Ministério e integrando os devidos agentes à ação – produtores e comunidade, pontuou, em avaliação prévia, a assessora do Departamento de Comercialização da Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS, Rita Dicássia Felipe Câmara. "Estamos acompanhando da ponta, que é a relação com o produtor, até a distribuição aos beneficiados. Pelo que vimos nesse momento, a gestão vem agindo em acordo com o que preconiza o Ministério", avaliou a representante do MDS.

A secretária municipal de Segurança Alimentar (Semsa), Fatima Ribeiro, considerou positiva e oportuna a visita dos técnicos. "É importante para nós, gestores, por saber que estamos cumprindo os critérios do programa, conforme o Ministério determina, e que os técnicos poderão avaliar pontualmente o trabalho, prestar esclarecimentos e também nos orientar para melhorarmos ainda mais", pontuou a gestora.

Durante a visita, a equipe do MDS conheceu as etapas de distribuição e as ações paralelas executadas pela Prefeitura, que incluem acompanhamento das famílias e promoção de palestras e cursos sobre o programa. 

A coordenadora do PAA São Luís, Fernanda Buzar, destacou a significância da visita "para que possamos dar uma resposta das ações ao longo destes dois anos e a todos que participam do processo, além de reforçar a condução seguindo as normativas do Ministério". Da monitoria vai ser produzido relatório a ser encaminhado à gestão do PAA no MDS e à Prefeitura, com as devidas análises e orientações. Esta é a segunda etapa do programa na capital, que se estende até 2018. O PAA tem pactuação de cinco anos, podendo ser ampliado por mais cinco anos.

ACESSO AO ALIMENTO

Um total de 120 famílias foi contemplada com as cestas de alimentos, entregues no Centro de Referência e Assistência Social (Cras) do Coroadinnho, na Rua da Caema, Vila Conceição nesta quarta-feira (13). A diarista Eurídes Rocha, 57 anos, recebia os alimentos e mostrou satisfação com os produtos. "Eu sempre recebo e gosto. A qualidade dos alimentos é muito boa. O que eu ia comprar, já posso substituir por outros alimentos, economizar e ainda ter uma boa refeição", disse.

Com a filha Isabela, de quatro meses, a dona de casa Roglinete Frazão dos Santos, 28 anos, pela primeira vez era contemplada com os alimentos. "Assim que minha filha nasceu, me cadastrei, pois soube de alguns benefícios, incluindo o recebimento desta cesta de produtos. São mesmo de qualidade e são alimentos que a gente compra regularmente. É um bom programa", ressaltou.

No conjunto de produtos distribuídos na cesta de alimentos estão verduras, legumes e frutas, entre outros hortifrutis. O PAA atende pessoas cadastradas nos Centro de Referência e Assistência Social (Cras) e Centro Especializado de Referência e Assistência Social (Creas). Os recursos são destinados pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) com contrapartida do Governo do Estado.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem