agencia

Notícias

Atualizado em 18/01/2018 às 18h36

Egressos dos serviços de proteção da Prefeitura têm novas oportunidades de trabalho

Contratados pela ONG Instituto Formação, jovens atuam no agendamento de famílias para recebimento de kits para TV digital

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Angélica Ciesgly, egressa do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, é uma das selecionadas para o projetoJovens egressos dos serviços de proteção social desenvolvidos pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), estão atuando no trabalho de agendamento para a aquisição dos kits gratuitos para conversação da TV analógica ao sistema digital. Os jovens, 20 no total, na faixa etária de 18 a 29 anos, foram contratados pelo Instituto Formação – Organização Não Governamental (ONG) responsável pela execução trabalho, que celebrou parceria com a Prefeitura para que realizassem o serviço nos Centros de Assistência Social (Cras) da capital.

Os jovens estão atuando nas 20 unidades do Cras de São Luís, realizando todo o processo online de agendamento dos beneficiários dos programas socioassistenciais do Governo Federal, que têm direito aos equipamentos. Em São Luís, cerca de 150 mil beneficiários têm direito ao kit composto por conversor e antena.

Segundo a coordenadora das unidades dos Cras, Rosangela Mota Miranda, cada unidade de São Luís selecionou três jovens da comunidade egressos dos serviços sociais, para participarem do processo seletivo realizado pelo Instituto Formação. Ao final do processo, um jovem dos três indicados foi selecionado e contratado para atuar na sua comunidade. Os participantes receberam, ainda, treinamento para realizarem o trabalho de agendamento para aquisição dos kits, além de bolsa para ajuda de custo disponibilizada pelo Instituto Formação.

"Em breve vamos desenvolver também outro projeto em parceria com a Prefeitura de São Luís, por meio dos Cras. Desta vez será para treinar um grupo de jovens também egressos dos serviços sociais, para fazerem a instalação dos kits. Pois sabemos que muitas pessoas vão ter dificuldade de fazer a instalação dos equipamentos. Por esse motivo, também vamos dar esse suporte aos beneficiários", informou o coordenador do Instituto Formação, Fábio Cabral.

A estudante Angélica Ciesgly, 20 anos, egressa do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), é uma das jovens selecionadas para participar do projeto. Atuando no Cras do Maracanã, ela enaltece a iniciativa. "É a minha primeira oportunidade de trabalho. Estou gostando muito porque, além de trabalhar, estou ajudando as pessoas da minha comunidade a solicitarem da forma correta o agendamento e o recebimento do kit", disse ela.

Angélica Ciesgly, estudante

AGENDAMENTO

O serviço de agendamento realizado pelos jovens nos Cras da capital integra a ação realizada pela Prefeitura de São Luís, por meio da Semcas, em parceria com o consórcio Seja Digital e o Instituto Formação, para disponibilizar o agendamento para aquisição dos kits gratuitos para conversação da TV analógica ao sistema digital.

A ação é destinada aos beneficiários dos programas socioassistenciais do Governo Federal, regularmente inscritos no Cadastro Único (Cadúnico). O agendamento nessa modalidade de atendimento pode ser feito, no horário de 8h as 12h, em todos os Cras de São Luís. O agendamento consta as unidades dos Correios nos quais os beneficiários podem adquirir os equipamentos e o horário determinado para receber os kits.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem