agencia

Notícias

Segunda-feira, 22/01/2018 - 16h10

Unidades dos Cras estão agendando para recebimento de kits para TV Digital

Ação nos Cras é resultado de parceria entre Prefeitura, consórcio Seja Digital e Instituto Formação e atendem inscritos no CadÚnico

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Cras do Maracanã é uma das unidades que estão cadastrando para recebimento de kitsO agendamento para o recebimento dos kits gratuitos para conversão da TV analógica ao sistema digital pode ser feito nos 20 Centros de Referência de Assistência Social (Cras) da capital. A ação é destinada aos cerca de 150 mil beneficiários dos programas socioassistenciais do Governo Federal em São Luís, regularmente inscritos no Cadastro Único (CadÚnico). A iniciativa e resultado de parceria entre a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas),  com o consórcio Seja Digital e a Organização Não Governamental Instituto Formação.

O kit é composto por antena e conversor que promove a mudança entre os sistemas, proporcionando mais qualidade de imagem e som. O agendamento encaminha para as unidades dos Correios, nas quais os beneficiários podem adquirir os equipamentos em horário determinado para receber os kits. Os endereços dos Cras de São Luís podem ser acessados pelo link http://www.saoluis.ma.gov.br/semcas.

Segundo a titular da Semcas, Andréia Lauande, possibilitar o agendamento nos Cras é mais uma facilidade que a Prefeitura de São Luís está ofertando à população beneficiária dos serviços sociais. "A parceria nasceu da dificuldade das pessoas em fazerem o agendamento online, como foi previsto inicialmente pelo Governo Federal. Ao disponibilizar os Cras para a realização desse agendamento, aproximamos a comunidade beneficiária desse serviço a que tem direito e facilitamos o acesso ao agendamento, pois muitos têm dificuldades de realizar o processo por outras vias, como internet ou telefone", explicou a secretária.

A lista de beneficiários dos programas socioassistenciais do Governo Federal, como Bolsa Família, 'Minha Casa, Minha Vida', Tarifa Social de Energia Elétrica e outros, é fornecida pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), para que a Seja Digital – que faz a distribuição de kits gratuitos e é autorizada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) - informe ao público por meio de cartas e campanhas de comunicação, para que possam entrar em contato e agendar a retirada dos equipamentos.

Nos Cras da capital, o agendamento está sendo feito por uma equipe de jovens egressos dos serviços de proteção social e dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), desenvolvidos pela Semcas. São 20 jovens, na faixa etária de 18 a 29 anos que foram contratados pelo Instituto Formação, responsável pela execução trabalho.

Segundo a coordenadora das unidades dos Cras, Rosangela Mota Miranda, cada unidade de São Luís selecionou três jovens da comunidade egressos dos serviços sociais, para participarem do processo seletivo realizado pelo Instituto Formação. Ao final, um jovem dos três indicados foi selecionado e contratado para atuar na sua comunidade. Os participantes receberam, ainda, treinamento para o trabalho de agendamento para aquisição dos kits, além de bolsa para ajuda de custo disponibilizada pelo Instituto Formação.

PROCURA

A movimentação em todos os Cras de São Luís, habilitados para realizar o serviço de agendamento, tem sido intensa. Na unidade do Maracanã, zona rural da capital, dezenas de pessoas da comunidade inscritas no Cadúnico compareceram ao local para solicitar o kit gratuito para conversão da TV analógica ao sistema digital. "Estamos realizando uma média de 20 agendamentos por dia, apenas no horário de 8h às 12h, período determinado para a realização desse serviço", informou a coordenadora do Cras do Maracanã, Lúcia Souza.

Entre os beneficiários a comparecer no Cras do Maracanã para solicitar o agendamento foi a dona de casa Ana Cleide Ferreira Câmara, 29 anos, integrante do programa Bolsa Família. "A minha TV é analógica e eu não tinha conseguido fazer o agendamento por telefone. Aqui foi mais fácil porque a atendente fez todo o processo para mim", disse ela.

Também por não conseguir fazer o agendamento por outros meios disponibilizados, a vendedora Edna de Jesus Silva Gonçalves, 33 anos, utilizou o serviço de agendamento disponibilizado no Cras do Maracanã. "Foi muito tranquilo fazer o agendamento aqui no Cras. Além de fazer a solicitação, obtive também todas as orientações que precisava para receber os equipamentos", disse a vendedora.

Para saber se o beneficiário está na lista fornecida pelo MDS ou se o agendamento já está liberado na região, o beneficiário deve acessar o site sejadigital.com.br/kit ou ligar gratuitamente para 147 com o CPF ou Número de Identificação Social (NIS) fornecido pelo Ministério do Desenvolvimento Social em mãos.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem