agencia

Notícias

Quarta-feira, 31/01/2018 - 17h59

Prefeitura de São Luís promove baile carnavalesco para crianças e adolescentes assistidos pelo Capsi

Evento integrou programação da primeira edição de 2018 do programa Todos por São Luís

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Crianças se divertem durante bailinho de Carnaval no CapsiUm animado bailinho de Carnaval infantil promovido pela Prefeitura de São Luís para as crianças e adolescentes assistidos pelo Centro de Atenção Psicossocial (Capsi), no Turu, encerrou a programação de atividades da primeira edição do programa 'Todos por São Luís' de 2018. Nesta edição, o programa desenvolveu uma série de ações especiais voltadas para a atenção à saúde mental, em alusão à campanha nacional 'Janeiro Branco', que visa o cuidado com a saúde mental.

No evento, o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, destacou a importância da atividade e falou das ações que o prefeito Edivaldo tem desenvolvido para o fortalecimento do atendimento à saúde mental no município. "A saúde mental também se trabalha com atividades que promovem o desestresse, a alegria e o entretenimento, como este bailinho. Somos cientes da importância desse cuidado com a população e a intenção do prefeito Edivaldo é investir ainda mais este ano na área, disponibilizado mais investimentos e proporcionando melhor estrutura de atendimento à saúde mental no município", afirmou Lula Fylho.

Participaram do bailinho infantil dezenas de crianças e familiares, animados ao som das marchinhas de Carnaval tocadas pela Banda da Feirinha São Luís. A atividade foi mais uma ação desenvolvida pelo programa 'Todos por São Luís', dentro da temática alusiva ao 'Janeiro Branco', visando trazer à tona informações relativas à prevenção e tratamento da saúde mental e orientações sobre temas como depressão, ansiedade, fobias, pânico, entre outras doenças decorrentes de transtornos mentais, que se tornam cada vez mais recorrentes, atualmente.

ATENDIMENTOS

Segundo a diretora do Capsi, Lisiane Castro Almeida, a instituição atende, mensalmente, cerca de 800 a 1.200 crianças e adolescentes na faixa etária de 2 a 17 anos. O Centro presta atendimento voltado à reabilitação psicossocial e ao tratamento de transtornos mentais e emocionais, déficit de aprendizagem, autismo, entre outros problemas.

"As brincadeiras e outras atividades de entretenimento e descontração como esse bailinho são formas muito importantes de promovermos a socialização e a integração das crianças e adolescentes assistidos pela instituição. E eles adoram esses momentos", observou a diretora do Capsi, Lisiane Castro.

Que o diga a estudante Vitória Cristina Cardoso, 9 anos, uma das mais animadas do bailinho. Fantasiada de unicórnio, ela dançou e contagiou a todos com sua alegria e espontaneidade. "Eu adoro Carnaval e gosto muito de dançar. Nosso bailinho foi muito divertido", disse a garota.

Os pequenos super-herois Luiz, Artur e Gabriel, não pararam um só momento, assim como também a estudante Sofia Maluf, 11 anos. "Gostei muito do bailinho e me divertir bastante no pula-pula também", relatou a menina.

PROGRAMA

As ações da 56ª edição do 'Todos Por São Luís', programa desenvolvido pela Prefeitura de São Luís para levar à população serviços essenciais em diversas áreas, iniciaram na sexta-feira (26), com um café da manhã, no Centro de Saúde Antônio Farina, unidade que presta atendimento voltado ao tratamento da saúde mental, no Filipinho.

No sábado (27), houve a culminância do evento, na sede do Caisi, onde foram realizadas atividades de saúde, cultura, lazer, assistência social, entre outras ações. No encerramento do evento, houve ainda exposição de trabalhos manuais feitos pelas crianças e adolescentes atendidos Capsi.

SAIBA MAIS

JANEIRO BRANCO

O mês de janeiro foi escolhido para ser o período dedicado à saúde mental por alguns motivos peculiares, entre os quais o fato de ser o mês em que as pessoas têm a sensação de um novo começo, de novos planos e novo estilo de vida. Os criadores da campanha quiseram aproveitar esse clima para que as pessoas comecem o ano pensando também em sua saúde mental. Além disso, observa-se nesse mês maior melancolia e um momento em que muitas pessoas estão fragilizadas, sendo então o momento ideal para buscar ajuda profissional e começar a cuidar da mente.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem