agencia

Notícias

Terça-feira, 20/02/2018 - 16h20

Exposições 'Prelúdio das Certezas' e 'Inspiração' são prorrogadas na Galeria Trapiche

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Um dos trabalhos em exposição na Galeria Trapiche de autoria de Dan FreiAs exposições 'Prelúdio das Certezas: a linearidade das indiferenças', de Dan Frei, e 'Inspiração', de Patrícia Menezes, foram prorrogadas até às 19h da próxima segunda-feira (26), na Galeria Trapiche Santo Ângelo. A Galeria é um equipamento municipal de cultura e fica localizada na Praia Grande, em frente ao Terminal de Integração. A visitação acontece de segunda a sexta-feira, das 14h às 19h.

Dan Frei retrata as divergências sociais e o cotidiano sob uma ótica surrealista, apresentando situações de adversidade, envolvimento e contrastes, sem deixar de transmitir o lado poético. A mostra 'Prelúdio das Certezas: a linearidade das indiferenças' é composta por 17 obras, confeccionadas com a técnica de grafite sobre o papel, carvão e objetos modelados em argila, o que contribui para uma visão tridimensional das experiências retratadas.

Além disso, cenários e referências de São Luís são usados como ponto de partida, relacionando a distinção entre o conservador e o contemporâneo. A mostra propõe ainda a discussão sobre as relações de trabalho e outras formas de sobrevivência na cidade. "É a primeira vez que exponho o meu trabalho e a minha expectativa é que cada pessoa veja o reflexo do seu dia a dia, da superação de cada momento de dificuldade em sua rotina", revela o artista Dan Frei.

Já em 'Inspiração', de Patrícia Menezes, cores, formas e elementos compõem a exposição com imagens abstratas, indefinidas e figurativas. Entre tintas e pincéis, a artista plástica trabalha pintura sobre telas levantando questionamentos sobre sonhos, desejos, persistência e outras indagações que a movem. A exposição conta com 20 obras de autoria da artista e dos alunos do Centro de Criações Artísticas (Criart).

CHAMADA PÚBLICA

As exposições são resultado da Chamada Pública Nacional de Ocupação Artística, lançada no ano passado. Camila Grimaldi, diretora da Galeria Trapiche Santo Ângelo frisa que esta é a sexta e última edição da Ocupação Trapiche, que selecionou 12 trabalhos e atraiu a participação de artistas de todo o país com interesse em expor em qualquer categoria do campo das artes visuais. Esta mostra apresenta duas exposições do trabalho individual de linguagem de cada artista, cada um com sua história e técnicas diferentes.

Segundo a diretora, o principal objetivo da Ocupação foi atender à política cultural municipal que incentiva o fomento às artes visuais por meio de atividades de circulação de obras e intercâmbio do trabalho de artistas de diferentes regiões. "No ano passado, conseguimos expor 10 trabalhos de janeiro a dezembro. Algumas aconteceram simultaneamente para preencher todo nosso espaço. O nome Ocupação foi para estimular na população a vontade de também propor novos formatos e ideias de exposição para a galeria", completou.

Para selecionar os trabalhos da Chamada Pública Nacional de Ocupação Artística foram avaliadas a criatividade, originalidade, contemporaneidade e qualidade técnica de cada proposta, bem como adequação da proposta às instalações da Galeria Trapiche, o estímulo ao conhecimento, a valorização da pluralidade social e cultural e o currículo artístico do proponente.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem