agencia

Notícias

Sábado, 03/03/2018 - 11h53

Prefeitura de São Luís inicia cursos profissionalizantes nos residenciais Luís Bacelar I e II

Os cursos fazem parte do Trabalho Social por meio do qual serão desenvolvidas mais de 80 atividades entre capacitações, palestras, oficinas e outras ações voltadas para o público adulto e infantil

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Cerca de mil moradores serão contemplados com o Trabalho Social, que integra as ações do Programa ″Minha Casa, Minha Vida″

"Quanto mais a gente aprende, mais chances temos de conseguir uma oportunidade. Esses cursos são importantes e eu vou fazer o que puder para me capacitar e ter um dinheirinho extra", disse a costureira Hildilene Barros Santos, 46 anos. Ela é moradora do Residencial Luís Bacelar 1, no Gapara e neste sábado (3), participou da programação que marcou o início das ações do Trabalho Social da Prefeitura de São Luís, voltado aos contemplados do programa 'Minha Casa, Minha Vida', na capital. Os cursos de capacitação profissional que serão ofertados por meio do programa têm duração de seis meses.

O projeto integra as ações do programa habitacional do prefeito Edivaldo e, nesta etapa, atende a população dos residenciais Luís Bacelar 1 e 2, totalizando mil pessoas. São mais de 80 atividades – entre capacitações, palestras, oficinas e atividades voltadas para o público infantil – para geração de renda, fortalecimento da autonomia das famílias e entretenimento. 

O secretário municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), Mádison Leonardo Andrade, explica que a iniciativa é pioneira na gestão, com a oferta de atividades de capacitação, renda e interação social. "É marca do programa de habitação do prefeito Edivaldo a garantia de moradia digna somada a projetos sociais que melhorem a qualidade de vida dos beneficiários. Esse trabalho fortalece a relação com os beneficiários, além de lhes garantir profissionalização e conhecimento para buscarem outros direitos", reforça o secretário.

Entre as atividades deste sábado (3), ações para as crianças com brincadeiras, jogos, entretenimento com palhaço e lanche ao final. O Trabalho Social oferece cursos e oficinas que estimulam o empreendedorismo e a autonomia financeira das famílias, além do acompanhamento social de cada contemplado. Na lista são mais de 60 capacitações, definidas junto às comunidades atendidas, entre estas corte e costura, confecção de bijuterias, decoração de sandálias, artesanato, agente de portaria, promotor de vendas, pintura em vidro, corte de cabelo, biscuit, recepcionista, secretariado e confecção de tapetes e almofadas.

O Trabalho Social beneficia moradores, com a oferta de cursos, palestras e outras capacitações

O técnico de refrigeração Ezequiel Silva, 60 anos, esperava o anúncio das capacitações para se candidatar a uma vaga e aproveitar a oportunidade. "Não tem idade para aprender. A gente vai ter essa chance de graça, perto da nossa casa, então, tem que participar. A Prefeitura está fazendo sua parte oferecendo esse apoio e a gente, que precisa, tem que aproveitar", disse.

O projeto conta, ainda, com palestras educativas onde são abordados temas como organização comunitária, preservação ambiental, identidade de gênero, raça e regionalismo, além de orientação socioassistencial. O Trabalho Social já contemplou, em 2017, mais de 11 mil moradores dos residenciais Amendoeira 1 e 2; Santo Antônio I e II; Piancó 7 e 8; e Ribeira 1 a 9. Em andamento, seguem também os trabalhos nos residenciais Amendoeira 1 e 2. 

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem