agencia

Notícias

Quinta-feira, 08/03/2018 - 17h16

Prefeito Edivaldo homenageia servidoras municipais em seminário sobre direitos das mulheres

Ao lado da primeira-dama Camila Holanda, prefeito Edivaldo destacou que a gestão tem priorizado políticas voltadas para igualdade de gênero

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeito Edivaldo: ″Hoje é dia de homenagens, mas também de reflexão sobre a luta feminina por mais direitos, respeito e igualdade″

O Dia Internacional da Mulher, comemorado nesta quinta-feira (8) de março, foi celebrado pela Prefeitura de São Luís com homenagens ao público feminino, sobretudo as servidoras municipais que representam cerca de 65% dos cargos da gestão. O seminário "Mulher: Direitos garantidos com igualdade", foi o ponto alto da programação da Prefeitura e reuniu centenas de mulheres no auditório do Convento das Mercês. O encontro promoveu reflexões sobre os direitos das mulheres e as conquistas já alcançadas. Durante o seminário, que contou com atrações culturais, palestra e serviços, o prefeito Edivaldo parabenizou e homenageou as mulheres ludovicenses.

Ao lado da primeira-dama de São Luís, Camila Holanda, o prefeito Edivaldo destacou que a gestão tem priorizado as políticas públicas voltadas para as mulheres. "Hoje é dia de homenagens, mas também de reflexão sobre a luta feminina por mais direitos, respeito e igualdade. Aqui reafirmo o nosso compromisso com essa luta de cada uma de vocês mulheres. Temos contribuído para o empoderamento feminino e para a implantação de políticas públicas que promovam a valorização e o reconhecimento das mulheres", ressaltou o prefeito.

A primeira-dama Camila Holanda foi uma das principais entusiastas do evento. "Esse foi um momento pensado com muito carinho. Estamos hoje cuidando de quem cuida, de mulheres que têm executado o trabalho municipal com dedicação e compromisso. Parabenizo e agradeço o prefeito Edivaldo pela sensibilidade, por, desde o início da gestão, priorizar nós mulheres", disse.

A abertura do seminário foi marcada pela apresentação do grupo Lamparina, que relembrou histórias de mulheres como Maria Bonita, Maria Firmina, Carmem Miranda, Catarina Mina, Chiquinha Gonzaga e Maria Aragão. Além de homenagear as servidoras municipais, o seminário teve o objetivo de ampliar e fortalecer o debate em torno dos direitos e combater a cultura da violência contra a mulher. O evento marca o início das atividades e serviços que serão oferecidos para as mulheres ao longo do mês de março.

O vice-prefeito Julio Pinheiro também esteve presente. "A luta das mulheres precisa ser uma luta da sociedade. Não abro mão, de lutar pelo empoderamento das mulheres e pela garantia de direitos", afirmou o vice-prefeito. A coordenadora municipal da Mulher, Vânia Albuquerque, reforçou o objetivo do seminário e do trabalho que a Prefeitura vem realizando. "A proposta é promover uma reflexão. Temos trabalhado nos bairros com rodas de conversa, a fim de envolver as mulheres nesse debate", disse.

Também participaram da mesa de abertura do seminário a vereadora Concita Pinto, a secretária adjunta de Estado da Mulher, Adriana Carvalho; as representantes do Fórum Maranhense de Mulheres, Neuzeli Pinto e do Conselho Municipal da Condição Feminina, Thaisa Carvalho; e a palestrante, Aparecida Gonçalves.

O painel com o tema "Mulher: Direitos garantidos com igualdade de oportunidades numa sociedade sem violência" foi conduzido pela palestrante Aparecida Gonçalves, que foi diretora do Departamento de Políticas Públicas de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres da Secretaria Nacional de Políticas Públicas para as Mulheres da Presidência da República (SPM/PR). "O poder público, ao lado das lideranças, têm avançado no campo das políticas públicas de equidade de gênero para as mulheres. Esse é um debate que precisa ser ampliado para o fortalecimento das políticas públicas", pontuou a palestrante.

O seminário ofereceu também para as participantes serviços de saúde na área da atenção básica como aferição de pressão e teste de glicemia, massagens, orientações com a Defensoria Pública e serviços de beleza como corte de cabelo e maquiagem; além de espaço para exposição e venda de produtos artesanais.

"Achei muito lindo! Precisamos de mais momentos como esse, oportuno para o desenvolvimento e o aperfeiçoamento de políticas públicas voltadas para as mulheres. Com certeza foi um momento muito enriquecedor", disse a assistente social Vânia Regina Sousa, servidora da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas).

Também estiveram presentes no seminário as secretárias municipais Fatima Ribeiro (Segurança Alimentar), Andréia Lauande (Criança e Assistência Social), Socorro Guterres (Turismo), Conceição Castro (Comunicação), Mittyz Rodrigues (Administração); a diretora da Escola de Governo e Gestão Municipal, Maria Eugênia Branco; a presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela; e o secretário municipal de Governo, Pablo Rebouças; além de lideranças comunitárias.

AVANÇOS

Durante o seminário, também foi destacado o avanço das ações da política de enfrentamento à violência contra a mulher. Um grande passo para combater a desigualdade é promover o empoderamento feminino e a Prefeitura de São Luís apoia essa causa, apresentando 65% dos cargos do serviço municipal ocupado por mulheres. Para além da ocupação feminina na administração municipal, são desenvolvidas políticas de atenção às mulheres, especialmente àquelas em situação de vulnerabilidade social.

Entre as atividades estão oficinas de artesanato, comidas típicas, entre outras. Às trabalhadoras rurais, a Prefeitura concedeu equipamentos para aumento da produtividade de comunidades como Arraial e Rio dos Cachorros. Na área da assistência social, com o Programa Bolsa Família em São Luís, são beneficiadas mais de 160 mil mulheres ludovicenses, outras quase três mil mulheres estão inseridas nos serviços de convivência e fortalecimento de vínculos.

Na área da saúde, uma importante conquista foi a reestruturação do Hospital da Mulher, referência de assistência em alta complexidade na especialidade médica de neurocirurgia. Durante o mês de março, a unidade de saúde está promovendo um mutirão de cirurgias ginecológicas, que acontece aos fins de semana, até o mês de junho, e tem beneficiado pacientes que buscam por procedimentos como histerectomia, laqueadura, miomectomia, herniografia, colpoperíneoplastia, entre outros.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem