agencia

Notícias

Sexta-feira, 16/03/2018 - 12h26

Prefeitura recolhe diariamente mil e trezentas toneladas de resíduos das ruas de São Luís

O descarte irregular de resíduos sólidos é um dos principais problemas enfrentados pela Prefeitura que realiza limpeza diária em diversos pontos da capital

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Ações de limpeza são feitas todos os dias pela PrefeituraCom o recolhimento diário de mil e trezentas toneladas de resíduos das ruas de São Luís, a Prefeitura reforça a limpeza da capital e trabalha para evitar que o lixo descartado de forma irregular comprometa o sistema de drenagem das vias. O descarte irregular de resíduos sólidos pode causar uma série de problemas à população, potencializados no período chuvoso, pois o material jogado irregularmente na rua vai para as bocas de lobo, de onde seguem para as galerias de águas pluviais, canais e rios da cidade. Isso afeta a rede de drenagem e diminui a vazão das galerias de águas das chuvas, provocando alagamentos pela cidade.

A coleta domiciliar é responsável pela maior parte do material recolhido em São Luís, cerca de mil toneladas diariamente. Este é o recolhimento que é feito porta a porta pelos agentes de limpeza urbana que seguem nos caminhões de coleta pelos bairros de São Luís. Por dia, cerca de 300 toneladas de lixo descartados irregularmente são recolhidos de diversos pontos de São Luís.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, informa que o dimensionamento da coleta domiciliar em São Luís conseguiria atender toda a demanda gerada na cidade não fossem os descartes irregulares. "Nós poderíamos ter, inclusive, um volume de recolhimento maior diariamente, mas nem todo o resíduo que é produzido em São Luís é recolhido porque muita coisa acaba se perdendo por causa dos descartes irregulares, apesar de termos ações diárias para coibir essa prática e coletar o que é decorrente dela", destaca Carolina Moraes Estrela.

O lixo descartado de forma irregular, em São Luís, é gerado em reformas de pequeno porte, restos de podas e capina de origem domiciliar, ou ainda, móveis e eletrodomésticos velhos que normalmente são descartados nas vias públicas, além de recicláveis como papel, plástico e vidro.

O resíduo jogado nas ruas pode contaminar a água das chuvas, provocando a proliferação de doenças porque atrai animais como moscas, ratos, baratas e facilita a reprodução de mosquitos transmissores de doenças como a dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela. O descarte irregular causa também problemas ambientais e prejudica o paisagismo urbano, pois cria "lixões" dentro dos bairros.

Atualmente, a Prefeitura de São Luís, por meio do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, tem uma programação de coleta domiciliar que é feita em dias alternados e atende todas as regiões da cidade. Em parte dos bairros ela ocorre segundas, quartas e sextas. Em outros, as terças, quintas e sábados. Em bairros específicos a coleta é diária, é o caso do Centro.

DESCARTE IRREGULAR

Um exemplo de ponto de descarte irregular na cidade é a chamada Vala da Macaúba, no Centro, onde é feita remoção pelo menos três vezes por semana. No local já foram feitas intervenções como a contenção com o uso de pneus. Essa contenção tem o objetivo de evitar o acesso de carroceiros e veículos que fazem o descarte irregular no local, apesar disto, ainda há quem descarte todo tipo de resíduo domiciliar no local.

Outro ponto onde o descarte irregular e as ações de limpeza são recorrentes é em um terreno localizado entre as unidades 101 e 203 na Cidade Operária. A Avenida Ferreira Gullar, na Ilhinha, também tem diversos pontos conhecidos pelo descarte irregular de resíduos sólidos. No local, a Prefeitura de São Luís faz a coleta todos os dias pela manhã e à noite. Ao longo da via são descartados pneus, móveis usados, eletroeletrônicos avariados, material reciclável, lixo domiciliar e outros.

 

Para coibir o descarte irregular e acabar com os "lixões" pela cidade a Prefeitura de São Luís está implantando Ecopontos em diversas regiões da capital. Atualmente há nove em funcionamento e um que será inaugurado ainda este mês. "Os Ecopontos são equipamentos da Prefeitura de São Luís para onde a população deve levar aqueles resíduos que costumam ser descartados irregularmente nas vias públicas que são restos de construção civil, poda e capina de origem domiciliar, ou ainda, móveis e eletrodomésticos velhos entre outros", frisa Carolina Moraes Estrela.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem