agencia

Notícias

Quarta-feira, 28/03/2018 - 08h35

Com o desligamento do sinal analógico, população descarta TVs em desuso nos Ecopontos da Prefeitura

Prefeitura de São Luís informa sobre o perigo do descarte irregular do aparelho eletrônico que pode causar prejuízos à saúde e ao meio ambiente

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Ecopontos estão preparados para receber aparelhos de TVs que não servem maisO sinal analógico de TV será desligado pelas emissoras de São Luís nesta quarta-feira (28). Apesar de ser possível usar um conversor e uma antena para capturar o sinal digital, muitos usuários estão optando por descartar seu televisor antigo e investir em uma TV com a nova tecnologia. Porém, alguns cuidados devem ser tomados na hora do descarte para que não haja riscos à saúde e ao meio ambiente. Na capital, o descarte destes aparelhos deve ser feito em um dos 10 Ecopontos da Prefeitura de São Luís em funcionamento na cidade. A implantação de Ecopontos em várias regiões da capital faz parte da Política de Resíduos Sólidos colocada em prática pelo prefeito Edivaldo com impacto positivo na qualidade de vida da população e no meio ambiente.  

Os aparelhos de TV são classificados como lixo eletrônico, que é todo resíduo material produzido pelo descarte de equipamentos eletrônicos como aparelhos de TV, rádio, celulares, computadores e seus acessórios entre outros. Por ter metais pesados em sua composição, como o chumbo e o bário, as TVs de tubo podem causar danos ambientais e riscos à saúde humana ao serem descartadas incorretamente. Por isso é necessário ter cuidado.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, destaca os danos que o descarte irregular de aparelhos de televisão podem causar para a saúde pública. "Se a TV estiver quebrada ou se a parte que a reveste se descolar do restante, este equipamento pode se tornar um criadouro de insetos transmissores de doenças e comprometer a saúde pública, sobretudo neste período em que ainda costuma chover forte em São Luís", informa.

RISCOS

Mas não é só o risco da proliferação de insetos e outros animais transmissores de doenças que pode ocorrer com o descarte irregular das TVs. Estes equipamentos também possuem em sua composição componentes químicos que podem aumentar o risco de doenças decorrentes da poluição. "O descarte inadequado pode contaminar o solo e atingir o lençol freático, causando grande impacto ao meio ambiente e a população, além da poluição visual, pois se estes aparelhos forem descartados desordenadamente nas ruas teremos lixões de material eletrônico pela cidade", destaca Carolina Moraes Estrela.

Ao se desfazer deste tipo de aparelho eletrônico como se fosse lixo normal também há o risco dos agentes de limpeza, que coletam o resíduo domiciliar na porta das casas das famílias, serem contaminados.

DESCARTE

Por isso, a Prefeitura de São Luís informa que o correto é descartar os antigos aparelhos de TV em um dos 10 Ecopontos já em funcionamento em São Luís, pois os aparelhos de TV entregues nos locais são encaminhados para cooperativas de catadores, que revendem estes aparelhos para empresas de reciclagem que detém a tecnologia necessária para evitar a contaminação do meio ambiente e dos profissionais que vão manusear seus componentes.

Com isso, além de preservar o meio ambiente a população contribui para a geração de emprego e renda para os catadores que, por sua vez, ajudam a coleta seletiva em São Luís.
Além de aparelhos de televisão, os Ecopontos de São Luís recebem outros tipos de lixo eletrônico tais como monitores, celulares, impressoras, mouses, teclados etc. Por dia cada pessoa pode descartar até três unidades deste tipo de resíduo.

SAIBA MAIS

Localização dos Ecopontos em funcionamento

- Ecoponto da Parque Amazonas
Avenida dos Africanos, s/nº, Bairro de Fátima, entrada do Parque Amazonas;

- Ecoponto do Angelim
Rua 27, s/nº, Angelim

- Ecoponto do Bequimão
Avenida 1, s/nº, Bequimão, ao lado do CRAS;

- Ecoponto Turu
Travessa G, s/nº, Habitacional Turu;

- Ecoponto Jardim América
Avenida 03, s/nº, Jardim América, ao lado da União de Moradores

- Ecoponto Jardim Renascença
Rua Netuno, próximo à Paróquia de São Paulo Apóstolo

- Ecoponto Residencial Esperança
Rua Doutor Ribeiro, s/nº, Residencial Esperança

- Ecoponto Cidade Operária
Avenida Este 203, ao lado do Campo do Real

- Ecoponto São Francisco
Avenida Ferreira Gullar, próximo às obras do Minha Casa Minha Vida

- Ecoponto Anil
Rua 02, s/nº, próximo ao Banco do Brasil

Outras Informações
A população pode ainda tirar outras dúvidas sobre o descarte ambientalmente adequado dos aparelhos de TV e outros tipos de lixo eletrônico ligando para a Central de Atendimento do Comitê Gestor de Limpeza Urbana no telefone 0800 098 1636.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem