agencia

Notícias

Quarta-feira, 11/04/2018 - 17h39

Prefeitura de São Luís e parceiros certificam 60 jovens e adolescentes do Projeto Oportunizar

Os alunos concluíram os cursos de mecânica de motos e bicicletas, auxiliar administrativo e produção de lanches e são oriundos do Cras da região do Turu

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Oportunizar qualifica profissionalmente jovens na perspectiva de inserção no mercado do trabalho e geração de rendaA Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), certificou, na tarde desta quarta-feira (11), no Espaço Orienta, em parceria com a Associação Comercial, Industrial e de Serviços dos Bairros Divineia, Sol e Mar, e Vila Luizão (Acimavil) e Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável (CIEDS), cerca de 60 jovens e adolescentes participantes do Projeto Oportunizar. A iniciativa  qualifica profissionalmente jovens na perspectiva de inserção no mercado do trabalho e geração de renda. 

O projeto Oportunizar surgiu no contexto do programa Redes de Educação Integral, com o apoio da Fundação Itaú e assessoria técnica do CIEDS, que executa esta experiência piloto nas cidades de São Luís e Mato Grosso. No município de São Luís, as atividades são realizadas junto às secretarias municipais da Criança e Assistência Social e Educação (Semed).

Entre os cursos estão de mecânica de motos e bicicletas, auxiliar administrativo e produção de lanches. A capacitação foi ministrada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), durante cinco meses. Foram realizadas também oficinas temáticas e palestras. O programa incluiu conteúdos práticos, temas como preparação para uma entrevista de emprego, ética e cidadania e direitos do trabalhador.

Os certificados são oriundos do Centro de Referência da Assistência Social (Cras) da região do Turu e de demandas espontâneas da comunidade, têm idade entre 16 e 29 e são residentes nos bairros Divineia, Sol e Mar, Vila Luizão, Turu e adjacências. Após a capacitação, oito jovens foram inseridos no mercado de trabalho.

A importância da parceria entre as instituições foi destacada pelo secretário adjunto de Gestão da Semcas, Rodrigo Desterro. "O trabalho realizado pelas equipes demonstra que a articulação e parceria contribuem para o desenvolvimento local e melhoria da qualidade de vida dos participantes", disse.

José Mário Filho, 24 anos, foi um dos que alcançaram vaga no mercado de trabalho e relatou como os cursos fortaleceram sua qualificação. "Essa capacitação se somou às outras, que fizemos e nos ajudou a sermos contratado no mês de março. Então esse tipo de oportunidade é muito significante", afirmou.

Já o universitário de 22 anos, Victor Smith afirmou que a realização do curso de mecânica de motos foi a realização de um sonho. "Hoje é muito difícil encontrar oportunidades, o que desmotiva os jovens. Ter participado do projeto é um estímulo para nós".

CURSO

O presidente da Acimavil, Antônio Sousa, enfatizou a importância da parceria com a gestão pública. "O projeto Oportunizar é uma enorme conquista para nós e os jovens. Trouxe mais conhecimento para a instituição, que hoje está apta a realizar mais projetos. Contribuímos com o fortalecimento da rede do território e oprtunizamos em conjunto a inclusão social de jovens", comemorou.

Ilda Aires, represente do CIEDS aproveitou para informar que um novo edital para capacitações está aberto. Todas as instituições sociais podem participar. "O edital deste ano está aberto ate o dia 20 de abril. É muito bom vermos as articulações criadas dentro do território, contribuindo para que as organizações sociais ganhem autonomia e trabalhem em conjunto", explicou.

Também participaram da certificação representante da Federação da Indústria e Comércio do Maranhão (Fiema); Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae); Polícia Militar do Maranhão; a Faema | Federação da Agricultura e Pecuária do Maranhão (Faema); o Centro de Integração Empresa Escola (CIEE) e a Federação das Associações Empresariais do Maranhão (Faem).

Acesse aqui galeria de imagens desta reportagem