agencia

Notícias

Quarta-feira, 02/05/2018 - 18h06

Prefeitura de São Luís atua no combate ao Aedes Aegypti com ações integradas de diversas secretarias

Depois de reforçar ações no bairro Vinhais, agentes públicos visitam esta semana a Vila Menino Jesus de Praga e Planalto Vinhais 1 e 2; ação integra a política pública para a saúde da gestão do prefeito Edivaldo

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Agente de saúde observa reservatório de água em primeira etapa da ação de combate ao Aedes aegypti no bairro VinhaisMais de 1,5 mil imóveis em diversos bairros da capital recebem visita de agentes de endemias para ação de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti, durante esta semana. O trabalho é desenvolvido pela Prefeitura de São Luís e tem como objetivo visitas domiciliares, recolhimento de resíduos sólidos e "entulhos volumosos" - eletrodomésticos que não funcionam, pneus, garrafas, entre outros entulhos. A ação integra diversas secretarias municipais e está em sua segunda etapa tendo como foco os bairros Planalto Vinhais 1 e 2 e Vila Menino Jesus de Praga. Neste locais a ação prossegue até o próximo sábado (5). 

Além da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), participam da ação as secretarias municipais de Governo (Semgov), Obras e Serviços Públicos (Semosp), Educação (Semed), Meio Ambiente (Semmam), Instituto Municipal de Paisagismo Urbano (Impur) e Comitê Gestor de Limpeza Urbana. O mosquito Aedes aegypti é transmissor de doenças como dengue, febre chikungunya e zika vírus.

A primeira etapa da ação alcançou o bairro Vinhais e foi realizada na primeira quinzena de abril. Nesta quinta-feira (3), os agentes estarão no Planalto Vinhais 1, a partir de 8h30. "Essa época do ano, com calor e chuva, favorece a proliferação da Dengue. Por isso, precisamos unir forças para acabar com possíveis focos do mosquito e a participação da comunidade é fundamental para levar informações adiante, adotar novas atitudes e assim manter a vigilância permanente contra a doença", pontuou o secretário municipal de Saúde (Semus), Lula Fylho. 

O trabalho é permanente e a ação dividida entre as visitas domiciliares, quando é realizada inspeção do imóvel, tratamento mecânico na retirada de água parada e no recolhimento de itens que podem acumular água, além de colocação de larvicida em recipientes como tanques, caixas d'água e cisternas. Os moradores são orientados sobre cuidados para evitar proliferação do mosquito e prevenção das arboviroses (infecções virais). Na ocasião, as equipes distribuem material educativo com dicas de prevenção.

"É uma iniciativa com foco na prevenção para impedir que o mosquito se instale e paralelamente, a população vem sendo informada de todos os cuidados. Dessa forma, vamos evitar doenças e garantir uma cidade livre do mosquito. Esta é primeira ação que integra diversas secretarias municipais e tem surtido bom efeito para o controle do mosquito", ressalta o coordenador do Programa Municipal de Combate às Arboviroses, Pedro Tavares.

RESÍDUOS

Outra etapa da ação consiste na coleta de resíduos sólidos realizada pelo Comitê Gestor de Limpeza. São recolhidos pneus e material inservível de grande porte – móveis, eletrodomésticos entre outros itens em desuso. As equipes realizam ainda capina, poda, nebulização espacial com o carro fumacê, visitas guiadas aos Ecopontos e outras ações educativas. 

 

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem