agencia

Notícias

Sábado, 19/05/2018 - 09h21

Ações preventivas da Prefeitura reduzem em cerca de 60% casos de dengue em São Luís

Dado se refere aos quatro primeiros meses do ano e é resultado do trabalho desenvolvido pela gestão do prefeito Edivaldo em ações que integram diversas secretarias

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

 Trabalho preventivo da Prefeitura reduz em cerca de 60% casos de dengue em São LuísSão Luís registrou, nos primeiros quatro meses deste ano, uma redução de aproximadamente 60% no número de casos de dengue notificados no município, em relação ao mesmo período do ano passado. A queda na incidência da doença na capital é resultado do intenso trabalho preventivo que vem sendo executado na gestão do prefeito Edivaldo em toda a cidade, para reduzir a proliferação do mosquito Aedes aegypti e combater o problema. As ações são realizadas de forma integrada, envolvendo as áreas da limpeza pública, saúde, meio ambiente e educação.

Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), em 2017 foram notificados de janeiro a abril, 446 casos da doença enquanto em 2018, no mesmo período, este número caiu para 260. "Os números positivos se devem ao intenso trabalho da administração do prefeito Edivaldo, que investe no controle epidemiológico, na capacitação dos profissionais e na mobilização constante da população contra o Aedes aegypti. Essas ações são realizadas o ano todo e têm melhorado o cenário em São Luís", destaca o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho. 

Para atingir esse patamar de redução dos casos de dengue na capital, as ações realizadas pela Prefeitura de São Luís focaram no trabalho de prevenção, realizado em todas as áreas da capital, principalmente nos setores com maior incidência do problema.

De janeiro a abril deste ano foram visitados, em toda a cidade, quase 300 mil imóveis e inspecionados quase quatro mil pontos estratégicos, que são locais mais vulneráveis à criação do Aedes aegypti, como borracharias, ferros velhos, sucatas e cemitérios, por exemplo, numa grande ação de campo. Nestas ações foram feitos serviços como recolhimento de resíduos volumosos que geralmente ficam depositados nos fundos dos quintais, como móveis e eletrodomésticos velhos, restos de entulho, de poda e capina domésticos; pneus e outros tipos de materiais que possam se tornar criadouros em potencial do mosquito Aedes aegypti. Nas inspeções também são utilizados larvicidas ao serem identificados depósitos suscetíveis à proliferação do inseto.

"Além desse trabalho, todas as áreas da cidade cobertas pelas ações de combate à dengue receberam também serviços de nebulização espacial feita pelo carro fumacê. Vamos seguir com nosso cronograma de serviços contemplando todas as regiões da capital com ações abrangentes porque queremos atingir níveis ainda maiores na redução dos casos de dengue", disse o coordenador do Programa Municipal de Combate às Arboviroses, Pedro Tavares.

MUTIRÕES

Uma das ações da Prefeitura no trabalho de combate à proliferação do Aedes aegypti são os mutirões nas áreas da cidade. A ação já foi realizada em duas etapas, no Vinhais, Planalto Vinhais I e II e Vila Menino Jesus de Praga e será executado agora no bairro Cohafuma, de 10 a 16 de junho. Nos locais, durante uma semana, são intensificadas ações educativas junto à população e de limpeza urbana, com serviços de capina e roçagem em ruas e praças do bairro; inspeções preventivas com visitas domiciliares e em pontos estratégicos; serviços de bota fora para eliminação de criadouros do mosquito, entre outras ações preventivas.

No Vinhais, primeiro bairro a receber o mutirão, foram visitados mais de 1.300 imóveis para a realização do trabalho de inspeção preventiva; recolhidos ,ais de 200 pneus e retiradas 222 toneladas de lixo de forma mecânica e 22 toneladas, manualmente; recolhidas oito toneladas de resíduos volumosos e vistoriados cinco pontos estratégicos.

O mutirão na região contemplou ainda a realização de trabalho educativo em quatro escolas do bairro - Centros Educacionais Mônica Vale, Menino Jesus de Praga, Tom e Jerry e Colégio Upaon Açu - onde foram realizadas palestras, rodas de conversa e teatro de bonecos, para abordar as formas de prevenção às arboviroses e conscientizar os estudantes acerca do problema.

Durante a ação no bairro, também foram realizadas visitas guiadas ao Ecoponto do Bequimão, da qual participaram alunos de escolas públicas locais. A ação teve como finalidade apresentar o trabalho executado por esses equipamentos e estimular o uso do serviço pelos moradores, no descarte de seus resíduos inservíveis.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, destacou a importância do trabalho realizado no Vinhais e nos demais bairros que receberão o mutirão, no sentido de buscar a colaboração dos moradores na manutenção da limpeza no local.

"Essa campanha de combate ao mosquito Aedes aegipty desenvolvida pela Prefeitura de São Luís visa concentrar as ações de prevenção do problema em bairros da cidade, para os quais são levados diversos serviços para melhoria da limpeza urbana e mobilização da população. É uma ação de extrema relevância, pois tem como um dos objetivos conscientizar os moradores para que respeitem os dias e horários da coleta domiciliar no bairro, descartando seu lixo doméstico apenas nos dias de passagem do caminhão coletor, a fim de evitar a exposição do resíduo por tempo desnecessário; e orienta a não jogar o lixo na rua, pois isto traz uma série de problemas, inclusive, de saúde pública", afirmou Carolina Estrela.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem