agencia

Notícias

Segunda-feira, 21/05/2018 - 16h50

Iphan e Prefeitura avançam com obras do Complexo Deodoro, Rua Grande e Praça da Mãe d´Água

Serviços, após concluídos, valorizarão o Centro da cidade promovendo melhorias para a população e turistas que poderão usufruir de espaços mais agradáveis

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Operários trabalham na concretagem de piso na Praça do Pantheon Os espaços do Centro da capital maranhense estão ganhando nova estrutura com as obras de requalificação executadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em parceria com a Prefeitura de São Luís. O amplo projeto está inserido nas ações do PAC Cidades Históricas e vai recuperar pontos importantes do Complexo Deodoro, que inclui as praças Deodoro e do Pantheon e as alamedas Silva Maia e Gomes de Castro. O projeto também compreende a revitalização do maior centro comercial da cidade, a Rua Grande, e da Praça Dom Pedro II e o seu entorno, que abrange também a Praça da Mãe d'Água, também no Centro. As obras seguem em ritmo acelerado com equipes trabalhando até nos fins de semana. 

"A requalificação desta região que é histórica e compreende o maior centro comercial de São Luís é de grande importância para a cidade. Há muito tempo a população esperava por esta revitalização que trará diversos benefícios, como geração de emprego e renda, melhoria da paisagem urbana e deixará o local ainda mais atraente para os turistas e também para os moradores admiradores da nossa história, cultura e arte. Estamos muito felizes com mais essa parceria que vem somar aos investimentos realizados pela Prefeitura de São Luís para a revitalização do Centro Histórico da cidade", pontua o prefeito Edivaldo.

De acordo com o projeto, as áreas vão ganhar novo reordenamento do espaço urbano, contemplando pedestres e possibilitando maior interação social. São diversas ações de urbanismo e arquitetura com fins a revitalizar e recuperar todo o trecho. O superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Maranhão, Maurício Itapary, acrescenta que "as obras seguem o cronograma previsto e os investimentos visam à recuperação de importantes espaços históricos de grande valor arquitetônico para a cidade". Itapary reforça ainda ser este o resultado de mais uma parceria dos governos municipal e federal.

PANTHEON

Na Praça do Pantheon, os serviços se concentram na pavimentação em concreto lapidado, que vai renovar todo o piso, colocação de granito na área central e de grama nas áreas de canteiro. Está concluída a concretagem da alameda Gomes de Castro, passeio do lado esquerdo da praça.

Na próxima etapa, os trabalhos se concentram na Alameda Silva Maia, passeio do lado direito. Terá início a construção de meios fios, instalações subterrâneas das redes elétricas e hidraúlicas e após, a pavimentação em concreto. Neste sábado (19), as equipes prosseguiam a colocação da grama no trecho de canteiro próximo à alameda.

DEODORO

A Praça Deodoro já foram iniciados os primeiros serviços. Do local foi retirado todo o piso antigo e feita a terraplanagem da área. Serviços de poda das árvores, plantio e replantio de espécies para favorecer o paisagismo na área estão no projeto. A Praça Deodoro vai ganhar ainda banheiros públicos, áreas para recebimento de atividades diversas e de fiscalização.

A Deodoro ganha mobiliário urbano, com bancos de pedras de lioz e lixeiras. Para o espaço, é proposta ainda uma nova configuração da iluminação pública, com a utilização de luminárias mais eficientes.

A obra favorecerá a acessibilidade, com faixas de pedestres, rampas nas calçadas com contrapiso em concreto, além de sinalização tátil. As praças ganham bancos de madeira com encosto e contarão com amplas áreas de sombreamento e diversas árvores nativas, sendo conservadas as existentes. 

PRAÇA DA MÃE D'ÁGUA

A Praça da Mãe d'Água, na região da Praça Dom Pedro II, está com obras na fase de reforma do piso de pedra, com preenchimento da passagem nos pontos irregulares e reposição onde não havia mais o piso; e retirada de material da estrutura interna da fonte da mãe d`água, preparando a área para as instalações hidráulicas e elétricas. A fonte luminosa e a escultura, de autoria do maranhense Newton Sá, serão recuperadas.

O conjunto de ações na estrutura contempla limpeza mecânica e química da fonte para remoção de resíduos, desobstrução dos drenos de água, camada de proteção e polimento para preservar o bronze. Toda a iluminação será reformulada com tom mais artístico e o espaço ganha, ainda, projeto paisagístico, executado pela Prefeitura de São Luís.

A aposentada Carolina Souza Lima, 80 anos, disse que está empolgada com o andamento da obra. "Eu quero ver essa praça realmente uma área para a gente poder sentar e contemplar essa parte da cidade, que é muito bonita. Quero ver essas melhorias e trazer meus netos. Temos uma área muito bela e que deve ser preservada. E as pessoas também precisam ajudar a conservar", disse. As melhorias vão possibilitar ainda maior concentração de turistas e ludovicenses no local.

A área incluída no projeto é protegida por tombamento Estadual e Federal, além de ser reconhecida pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) como patrimônio mundial.

O PAC Cidades Históricas é voltado à recuperação de áreas protegidas pelo Iphan. O programa está presente em 44 cidades de 20 estados para mais de 420 ações com fins a recuperar e revitalizar cidades históricas, além de promover o patrimônio cultural.

RUA GRANDE

O maior centro comercial de São Luís, a Rua Grande, também integra o projeto de requalificação. A primeira quadra da rua, sentido Praça João Lisboa, está cercada e neste sábado as equipes prosseguiam o trabalho de drenagem com a colocação de tubos de concretos para cobertura da área e colocação do pavimento.

O projeto da Rua Grande inclui embutimento da fiação elétrica e telefônica, drenagem profunda e esgotamento sanitário, drenagem fluvial, novos equipamentos urbanos, novo piso e pontos de acessibilidade reduzindo barreiras físicas e melhorando o acesso de pedestres. Será feita toda a pavimentação com nivelamento das vias, instalação de mobiliário urbano, nova rede de iluminação pública, além de sinalização viária e turística.

As obras no local são executadas em divisão de quadras, para causar o menor transtorno possível ao comércio. Assim que a primeira quadra tiver os serviços concluídos, outro trecho será interditado até atingir toda a rua.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem