agencia

Notícias

Domingo, 10/06/2018 - 10h27

Professores da rede municipal de São Luis discutem sobre Base Nacional Comum Curricular em seminário

O temo foi tratado durante o seminário do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) 2017/2018 encerrado no sábado pela Prefeitura de São Luís

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

O encontro teve como tema "Base Nacional Comum Curricular (BNCC): Rumos e desafios para a Educação Infantil e Ensino Fundamental"

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), realizou no sábado (9), no Espaço Orienta, no Renascença, o seminário de encerramento do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) 2017/2018. O Pacto tem o propósito de apoiar todos os professores que atuam no ciclo de alfabetização, incluindo os que atuam nas turmas multisseriadas e multietapa, a planejarem as aulas e a usarem de modo articulado os materiais e as referências curriculares e pedagógicas ofertados pelo MEC.

O encontro teve como tema "Base Nacional Comum Curricular (BNCC): Rumos e desafios para a Educação Infantil e Ensino Fundamental". O PNAIC foi lançado em 2012, e a Semed São Luís participou de todas as edições do Programa formando por mais de 800 profissionais da educação em Linguagem (2013 - 2014); 700 em Matemática (2015-2016); 200 profissionais com o estudo em diferentes áreas de conhecimento; e em 2017, 220 profissionais, sendo 130 da Educação Infantil e 90 do Ciclo de Alfabetização.

A secretária adjunta de Ensino, Maria de Jesus Gaspar Leite, na ocasião representando o secretário Moacir Feitosa, destacou a importância do programa e do trabalho desenvolvido. "Precisamos de muitos parceiros para que a Educação pública municipal possa avançar e cumprir o seu papel. É muito bem vindo o PNAIC, pelo conteúdo e material que é disponibilizado e, também, pela oportunidade que é dada aos professores de aperfeiçoar a sua práxis escolar", ressaltou.

"Significa uma valorização dos profissionais, que puderam ao longo dos meses trabalhar com outros professores, que estão diretamente em sala de aula e consequentemente fortalecer o aprendizado de nossas crianças, em sala de aula que é o nosso objetivo maior. O seminário também contribui com a macropolítica de Educação da Prefeitura o e Programa Educar Mais, Juntos no Direito de Aprender, que tem como foco a aprendizagem", acrescentou a secretária adjunta.

As formações do PNAIC tiveram início em novembro de 2017. Para a coordenadora local do PNAIC 2017/2018, Rúbia Nara do Nascimento Oliveira, a formação continuada de professores é componente essencial da profissionalização e da valorização do docente, bem como ferramenta essencial para pôr em prática o compromisso de alfabetizar. "Contamos com uma equipe de formadores local experiente, compromissada e determinada. A equipe desenvolveu o trabalho com muita maestria e conseguiu fazer a relação entre teoria e prática, que é o processo que nos ajuda a humanizar a educação", disse.

Para a formadora, Rosilena Ferreira, as formações do PNAIC apontaram caminhos para enfrentar os desafios em sala de aula. "As formações serviram para apresentarmos metodologias, para que as professoras pudessem desenvolver o seu trabalho. Aconteceram algumas atividades, além de embasamento teórico, auxiliando na forma de levar para essas crianças a importância de aprender a ler escrever", falou.

PROGRAMAÇÃO

O seminário de encerramento do PNAIC 2017/2018 contou com um momento de música ao vivo, abrindo o evento, com Raimundo Nonato da Anunciação Silva (Nato), Monitor do Mais Educação. Na programação pedagógica, plenária com a coordenadora local do PNAIC, Rúbia Oliveira e o ciclo de palestras com temas como: "Como dialogar com a BNCC diante dos desafios para a Educação Infantil?", com palestrante Inara Sydia dos Santos Dourado; "Qual o lugar das Ciências Humanas e a Arte no contexto da alfabetização e letramento?", com Cynthia Fontes Lopes; relato de experiência, com Assunção de Maria Borges de Sousa; e finalizando com a palestra "Qual é a proposta do ensino da Matemática na perspectiva da alfabetização e letramento?", com Waléria de Jesus Barbosa Soares.

 

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem