agencia

Notícias

Sexta-feira, 15/06/2018 - 15h00

Prefeito Edivaldo recebe atletas que competirão na cidade-irmã chinesa Wuhan

Nadadoras integram a seleção brasileira e foram indicadas para a competição pela Prefeitura de São Luís graças à parceria entre a capital maranhense e a cidade chinesa

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeito Edivaldo e autoridades receberam atletas no Palácio La RavardièreO prefeito Edivaldo recebeu as nadadoras ludovicenses e atletas da seleção brasileira Júlia Leal Nina e Carol de Souza Rodrigues Hertel, que participarão do 44º Festival de Travessia do Rio Yangtze, em Wuhan, cidade-irmã de São Luís. A participação das atletas, únicas brasileiras na competição, foi indicação do município viabilizada por meio da parceria da Prefeitura de São Luís com a cidade chinesa, consolidada por meio do trabalho desenvolvido pela Secretaria Municipal de Articulação Institucional (Semai).

Durante o diálogo com as atletas, no final da tarde de quinta-feira (14), o prefeito Edivaldo ressaltou o interesse do poder público municipal em fortalecer essa parceria em prol de atletas como as nadadoras. "Estamos muito felizes em oferecer oportunidade a essas jovens, certos de que a cidade de São Luís estará bem representada. Nossa felicidade é, também, perceber que, através do esporte, estamos contribuindo para o desenvolvimento dessas jovens e de tantos outros", afirmou o gestor municipal. O vice-prefeito Julio Pinheiro acompanhou a reunião. 

O relacionamento entre São Luís e Wuhan teve início em 2015 com a assinatura de um acordo para a promoção do desenvolvimento social mútuo. O segundo acordo, assinado em 2016, tratou de um Memorando de Cooperação com o objetivo de reforçar a colaboração entre as duas cidades, principalmente nas áreas de educação, esporte e portuária. Durante visita de comitiva da gestão municipal à cidade de Wuhan, em 2017, foi reforçado o interesse em parcerias em áreas como a do esporte.

A secretária de Articulação Institucional da Prefeitura de São Luís, Ana Paula Rodrigues, ressalta que a participação das atletas foi viabilizada por meio da parceria da Prefeitura de São Luís com o Governo Popular Municipal de Wuhan. "Essa oportunidade só foi possível por conta dessa parceria. As nossas atletas estão no nível técnico exigido pela competição e tem todas as condições necessárias para participarem do Festival. Nossa intenção é fortalecer cada vez mais essa relação, estreitando ainda mais esses laços", disse.

Como resultado dessa parceria, as atletas participarão do Festival de Travessia do Rio Yangtze, que corta a cidade de Wuhan. Bem posicionadas no ranking nacional, as atletas fazem parte da seleção brasileira e estão aptas a participarem da competição internacional, conforme as exigências do Comitê Organizador da competição, formado pelo Centro de Gerenciamento de Natação da Administração Geral do Esporte, pela Associação Chinesa de Natação e pelo Governo Popular Municipal de Wuhan. O torneio acontece no dia 16 de julho.

O secretário municipal de Desporto e Lazer, Rommeo Amim, também acompanhou a reunião. "Essa parceria com a cidade de Wuhan, na China, tem se mostrado muito proveitosa tanto para nós como poder público quanto para estes jovens atletas que têm realizado um intercâmbio cultural e esportivo também. Essa é a terceira vez que mandamos jovens para a China e acredito que realizaremos esta ação outras vezes. Desta vez, as atletas irão participar de uma competição esportiva e viajam com grandes chances de vitória. Isso trará um retorno sem precedentes para nossa capital", disse o secretário que estava acompanhado do superintendente de Esportes da Secretaria Municipal de Desporto e Lazer (Semdel), Márcio Alves.

OPORTUNIDADEAtletas da seleção brasileira Carol de Souza Rodrigues Hertel e Júlia Nina representarão o Brasil na competição 

O treinador Alexandre Nina confirmou que a interferência da Prefeitura foi fundamental para que as jovens pudessem participar da maratona aquática. "Essa é uma oportunidade ímpar de participarmos de uma competição de tão alto nível, em um país conhecido por ser uma potência na área do esporte. Além da competição, há valores culturais, sociais e educacionais envolvidos, além da competição em si. Essa experiência será muito positiva para as meninas", contou.

"É a primeira vez que vamos à China. Tenho certeza que será uma experiência muito boa", disse Júlia Nina, 16 anos. "Já participamos de outras competições nacionais e internacionais e essa é mais uma boa oportunidade para a nossa carreira enquanto atletas e para a nossa vida, já que teremos contato com outras pessoas e outras culturas", acrescentou Carol Souza, 17 anos. 

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem