agencia

Notícias

Quinta-feira, 21/06/2018 - 09h08

Prefeitura promove ciclo de atividades voltado para mulheres vítimas de violência

Assistidas pelo Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência participaram de oficinas e debates sobre o tema nesta quarta-feira (20), na Casa da Mulher Brasileira

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Momento da ação sobre violência contra a mulher que mobilizou as mulheres atendidas pela PrefeituraEstimular a autonomia econômica e conscientizar para o combate às diversas formas de violência contra a mulher. Com este objetivo, a Prefeitura de São Luís promoveu um ciclo de atividades voltado às mulheres assistidas pelo Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência (CRAM), nesta quarta-feira (20), na Casa da Mulher Brasileira, Jaracati. Foram organizados grupos de trabalho com a participação de cerca de 20 mulheres, que incluiu oficinas de capacitação e debates de temas afins.

O ciclo de atividades marcou o inicio das ações em grupos terapêuticos, proporcionando à mulher o aprendizado e o esclarecimento, destaca a titular da Coordenadoria Municipal da Mulher, Vânia Marta Albuquerque. "A proposta é complementar os atendimentos da rede de assistência à mulher. Esse atendimento que envolve arte terapêutica, somado às atividades que promovem a autonomia financeira, contribui para a recuperação e elevação da autoestima dessas mulheres". As ações em grupos terapêuticos serão permanentes.

Pela manhã foi promovido o tema Empreendedorismo e Violência Contra a Mulher. Na ação foi oportunizado a elas o aprendizado na confecção de tiaras artesanais e paralelamente, o debate sobre a violência vivenciada. À tarde, o público participou do Grupo Operativo sobre Violência Doméstica, com dinâmicas e diálogos sobre o tema.

"É um trabalho delicado que, por meio do diálogo, possibilita a estas mulheres um espaço para colocar suas demandas e relatar situações. A partir deste debate e também das atividades promovidas, pretende-se que reforcem sua autoestima, possam pensar em ter autonomia financeira e consigam ser fortes para denunciar situações de violência", pontua Vânia Albuquerque.

O CRAM integra a Coordenadoria Municipal da Mulher, órgão da Secretaria Municipal de Governo (Semgov), e completa 10 anos, sendo um dos primeiros serviços especializados para atender este público no município. Atua para a reflexão e elaboração de ações contra a violência de gênero.

ATUAÇÃO

O Centro de Referência e Atendimento à Mulher (CRAM) é um espaço de encaminhamento e orientação, que garante às mulheres em situação de violência sejam atendidas de forma adequada, com equipe especializada. O local disponibiliza para as assistidas um serviço de atendimento psicológico e social no combate às diferentes formas de violência contra a mulher.

Composto por equipe multidisciplinar, que inclui psicólogas, pedagogas e assistentes sociais, o CRAM é um órgão mantido pela Prefeitura, criado especialmente para oferecer um serviço de atendimento à mulher. A instituição contabiliza mais de 4000 atendimentos prestando acolhimento, orientação sobre direitos, acompanhamento psicológico e encaminhamento à rede de assistência.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem