agencia

Notícias

Sexta-feira, 22/06/2018 - 13h23

Praça da Mãe d'Água recebe novo paisagismo; espaço está sendo requalificado pelo Iphan e Prefeitura

Obras, na região da Praça Pedro II, estão em fase de acabamento; a reforma devolve a beleza de um dos cartões-postais da cidade

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Projeto paisagístico do logradouro integra o projeto de requalificação do espaço Iniciaram nesta semana os serviços de implantação do novo projeto paisagístico da Praça da Mãe d´Água, no Centro Histórico. O trabalho é mais uma etapa das obras de requalificação urbanística da Praça D. Pedro II, que estão sendo executadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em parceria com a Prefeitura de São Luís, com recursos oriundos do PAC Cidades Históricas. As obras na área estão na fase de acabamento.

O prefeito Edivaldo destacou o avanço dos serviços em um dos mais importantes espaços históricos da capital. "Em breve devolveremos à nossa população mais este importante logradouro, um incentivo para a valorização e preservação da nossa história. Com a reforma, promovida pelo Iphan em parceria com a Prefeitura, estimulamos o turismo, promovendo a geração de trabalho e renda", afirmou o prefeito.

A reforma da praça, faz parte de um conjunto de obras que estão sendo executadas pelo Iphan em parceria com a Prefeitura na região do Centro, que compreende ainda a  requalificação urbanística do Complexo Deodoro - praça do Pantheon e Deodoro e as alamedas Silva Maia e Gomes de Castro - e reforma da Rua Grande.

O superintendente do Iphan no Maranhão, Maurício Itapary, destaca que as obras seguem o cronograma de execução previsto. "Estamos trabalhando para que a reforma seja entregue no tempo previsto. Trata-se de uma obra muito importante para o Centro Histórico da cidade, considerando todos os pontos turísticos que estão localizados no entorno da praça. A reforma da Praça D. Pedro II devolve o esplendor de um dos mais belos cartões-postais da cidade e que confere ao lugar a grandiosidade reconhecida pela Unesco pelo título de Patrimônio da Humanidade", afirmou Itapary.

PAISAGISMO 

Segundo o presidente do Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur), Luiz Carlos Borralho, o projeto paisagístico da Praça Pedro II contempla o transplantio de seis palmeiras imperiais, colocação de grama do tipo esmeralda nos canteiros e ornamento com flores de alamanda, lantana, onze horas e outras espécies propícias ao clima local. Nesta quinta-feira (21), foram plantadas parte das palmeiras imperiais que comporão o paisagismo do espaço.

"Também será feito todo o tratamento das árvores centenárias que já existem no espaço, com podas, realinhamento dos galhos e curativos, para preservarmos a beleza e o sombreamento que elas promovem no local. Sem dúvida, após a conclusão do projeto paisagístico, a área ganhará um novo aspecto, mais aprazível e propício à visitação de moradores e turistas", observou Luiz Carlos Borralho.

Esta semana também foi dado início aos serviços de construção da passarela de pedestre que dará acesso da praça ao Palácio Episcopal, Igreja da Sé e ao Museu de Arte Sacra. A obra da Praça da Mãe d´Água inclui ainda a modificação dos canteiros, do piso de pedras portuguesa e colocação de bancos de concreto. Um novo projeto de iluminação também será implantado para realçar ainda mais a riqueza arquitetônica dos monumentos no entorno da praça.

Segundo o subprefeito do Centro Histórico, Fábio Henrique Carvalho, que acompanhou os trabalhos no local, nesta quinta-feira (21), toda a parte estrutural da obra já foi finalizada, como a colocação do novo piso e a modificação dos canteiros. "Nos próximos dias daremos início aos trabalhos de reposição das pastilhas e instalação da bomba para automação do chafariz. Em seguida, recolocaremos a escultura da Mãe d´Água ao centro da fonte, seu local de origem", ressaltou Fábio Henrique.

A escultura da Mãe d'Água foi retirada da praça pela Prefeitura de São Luís para restauro e como medida preventiva contra ação de vândalos. A restauração é acompanhada por técnicos do Iphan. Atualmente, a escultura do maranhense Newton Sá se encontra nos jardins do Museu Histórico e Artístico do Maranhão, localizado na Rua do Sol, no Centro. Após a reforma, a escultura será devolvida ao antigo local.

A área da Praça da Mãe d'Água é protegida por tombamento Estadual e Federal, além de ser reconhecida pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), como patrimônio mundial.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem