agencia

Notícias

Sábado, 23/06/2018 - 08h27

Prefeitura realiza formação continuada para professores e coordenadores pedagógicos

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Professores participam de capacitação voltada para a alfabetizaçãoCom a intenção de ampliar os conhecimentos dos coordenadores pedagógicos para o Plano de Intervenção Pedagógica (PIP), da rede municipal, a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) realizou, nesta semana, no hotel Abbeville, o 4º Encontro de Formação Continuada de Coordenador Pedagógico. Participaram  cerca de 200 professores que debateram o tema "O perfil do coordenador no processo das 60 lições."

A formação contou com a consultoria da professora doutora Ana Lucia Gazzola, ex-reitora da Universidade Federal de Minas Gerais e ex-secretária de Educação daquele estado, que coordena a equipe de consultoria que está implementando o PIP, na capital maranhense. O PIP tem o objetivo de intervir pedagogicamente nas escolas com o foco de alfabetização dos estudantes de até oito anos de idade.

O secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, destacou a importância do fortalecimento dos coordenadores nos cursos de formação. "A formação, pilar importante do Programa Educar Mais, implantado na gestão do prefeito Edivaldo, oportuniza aos coordenadores pedagógicos conhecimentos necessários ao desenvolvimento do Programa de Intervenção Pedagógica em Alfabetização", pontuou.

Para a gestora da U.E.B. Honório Odorico Ferreira, Conceição Sobrinho, as formações são muito importantes. "Eu particularmente, gosto muito dessas formações, pois saio daqui com o horizonte bastante ampliado. Percebemos a preocupação da Semed com a alfabetização dos nossos estudantes. Aqui nós verificamos que o foco é o conhecimento dos alunos, buscando com que as crianças aprendam de fato. Aprendemos a visualizar o aluno e perceber a dificuldade dele, e a partir daí, intervir para que ele possa começar a ter um bom rendimento na sua vida escolar", disse.

A professora Lilian Silva, da U.E.B. Newton Neves, pontuou a importância da metodologia que está ajudando os estudantes. "Temos vivenciado na rede municipal esse novo momento, essa nova metodologia de trabalho para as crianças que ainda não conseguiram se alfabetizar. E vejo que com o PIP os alunos saem da escola alfabetizados, o que nos motiva bastante", pontuou. E ela completou: "Quando chegamos em nossas escolas conseguimos orientar melhor os gestores, professores e os diversos outros agentes do processo da educação", falou.

LIÇÕES

O plano de 60 lições foi elaborado para acelerar o processo de aprendizagem do estudante para que, no final do semestre, ele possa estar igualmente nivelado àqueles que já têm o domínio da leitura. Ensinar, verificar e intervir são alguns dos pilares das 60 lições.

Para a consultora, Ana Lúcia Gazzola, "todas as crianças precisam aprender a ler e escrever antes dos 8 anos de idade, caso até o terceiro ano não aprendam no tempo certo, tem que fazer a intervenção emergencial das 60 lições, que é um módulo inclusivo, reconhecendo o direto de cada aluno a aprender. É mais do que um método, é um comportamento novo para evitar a defasagem do aluno, não deixando que ele fique retido no final do ano letivo".

Gazzola explicou ainda que os processos precisam ser contínuos e coletivos. "É um trabalho sistêmico, diário, igual tomar água todos os dias. Todo esse trabalho é um fortalecimento para a Semed e vem otimizar o engajamento para os outros programas, como o currículo, correção de fluxo, todos com um só objetivo que é fazer a criança aprender aquilo que ela tem que aprender na idade certa", frisou.

A coordenadora do Núcleo de Alfabetização (NALF) da Semed, Ruth-Anne do Nascimento, fala que "todo encontro de formação é importante, pois aqui nos alinhamos com todas as nossas ações. Por isso que sempre incentivamos que os técnicos da Semed, gestores, professores e os coordenadores não deixem de participar dessas reuniões. Pois todos esses agentes colaboradores ativos neste papel são importantes. E essa consultoria se faz importante porque traz para nós um conhecimento para além do PIP, aqui nós entendemos o processo individual de cada estudante", disse.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem