agencia

Notícias

Quinta-feira, 12/07/2018 - 18h02

Eleição de delegados marca encerramento da Conferência Municipal da Criança e do Adolescente

A conferência promoveu discussões sobre a "Proteção Integral: Diversidades e Enfrentamento às Violências"

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

A eleição de trinta delegados marca encerramento da Conferência Municipal da Criança e do Adolescente

Após três dias de debates foi encerrada na tarde desta quinta-feira (12), com a eleição dos delegados para a Conferência Estadual, a 11ª Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. Realizado no Espaço Orienta, no bairro do Renascença, o evento foi organizado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), com apoio da Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), e promoveu discussões sobre a "Proteção Integral: Diversidades e Enfrentamento às Violências".

A presidente do CMDCA destacou a importância do evento e o diferencial de contar com a participação efetiva das próprias crianças e adolescentes durante os debates. "A Conferência é um ambiente muito rico com espaço de deliberação para as políticas públicas nos âmbitos municipal, estadual e federal. É importante lembrar, que não basta deliberar, após esse momento é necessário acompanhar a efetivação daquilo que foi aprovado, isso dá o sentido a Conferência", argumentou.

Foram definidas propostas, escolhidas a partir dos seguintes eixos temáticos: a Garantia dos Direitos e Políticas Públicas Integradas e de Inclusão Social; a Prevenção e Enfrentamento da Violência Contra Crianças e Adolescentes; o Orçamento e Financiamento das Políticas para Crianças e Adolescentes; a Participação, Comunicação Social e Protagonismo de Crianças e Adolescentes; e os Espaços de Gestão e Controle Social das Políticas Públicas de Criança e Adolescentes.

A secretária da Semcas, Andreia Lauande reforçou o empenho do poder público em trabalhar para a execução das propostas. "Como administração municipal, reforçamos o compromisso com a efetivação das políticas públicas voltadas para esse público. Nós conseguimos avançar muito na gestão do prefeito Edivaldo, que definiu criança e adolescente como prioridade", afirmou.

DELEGADOS

Durante o evento foram eleitos 30 delegados entre titulares e suplentes, entre adolescentes, sociedade civil, poder público, conselheiros tutelares, sistema de justiça e CMDCA.

O delegado eleito da sociedade civil no segmento das pessoas com deficiência, Valquimar Correira Santiago Junior, destaca a luta desse público na construção das políticas públicas. "Precisamos criar espaços para defesa das pessoas com deficiência, principalmente de crianças e adolescentes. Meu objetivo é lutar para sermos ouvidos e ter nossos direitos garantidos", disse.

Já o menino, Rodrigo Ferreira Carneiro Sousa, 8 anos, eleito delegado na Conferência, destacou a participação e protagonismo infantil. "Nós crianças também queremos e precisamos ser ouvidas. Como podem fazer políticas públicas para nós sem a nossa participação? Também queremos lutar por uma sociedade melhor para todas as crianças, saúde, educação e segurança", disse o menino.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem