agencia

Notícias

Terça-feira, 31/07/2018 - 16h02

Serviço da Prefeitura de São Luís voltado para atenção à mulher recebe premiação em mostra nacional

O reconhecimento é resultado do trabalho que vem sendo realizado pela gestão do prefeito Edivaldo na área da saúde

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

O reconhecimento é resultado do trabalho que vem sendo realizado pela gestão do prefeito Edivaldo na área da saúde

A experiência da Prefeitura de São Luís do Setor de Atividades Especiais Espaço Mulher (SAEEM): realidade do atendimento em mulheres em situação de violência foi classificada como a melhor experiência do Maranhão nesta área na 15ª Mostra Brasil Aqui tem SUS. O reconhecimento é resultado do trabalho que vem sendo realizado pela gestão do prefeito Edivaldo na área da saúde. Realizada em Belém (PA) na última semana, a mostra integrou a programação do 34º Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), que aconteceu simultaneamente com o 6º Congresso Norte e Nordeste de Secretários Municipais de Saúde. A premiação será a realização de um documentário dentro do projeto Webdoc/Conasemns.

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, acompanhou a mostra e destacou que os avanços da gestão do prefeito Edivaldo na área da Saúde tem resultado na melhoria do atendimento. "O reconhecimento demonstra que estamos no caminho certo. Esse é um serviço que comprova a nossa preocupação com a garantia dos direitos do cidadão ludovicense e com a humanização do atendimento prestado em nossas unidades de saúde. Gostaria de acrescentar  que todas as experiências que foram selecionadas dentre cases do SUS e apresentadas por nós durante o congresso foram exitosas. Estamos muito felizes, pois a experiência premiada vai virar documentário nacional", ressalta o titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semus).

Instalado nas dependências do Hospital de Urgência e Emergência Dr. Clementino Moura, o Socorrão II, o SAEEM funciona desde janeiro de 2013, coordenado pela assistente social, Sílvia Costa Leite. "Esse reconhecimento mostra que é possível desenvolver uma metodologia e obter êxito. Costumo dizer que não podemos ser profissionais robotizados, não vivenciando seu trabalho", diz Silvia Costa.

Toda a metodologia de trabalho foi desenvolvida dentro do Socorrão II, baseada na política nacional de proteção à mulher, adotando mesmos métodos e diretrizes. A política de humanização foi percebida como diferencial pela equipe de avaliadores das experiências na Mostra.

Por meio do SAEEM, o Socorrão II está ligado à rede de proteção à mulher contra a violência doméstica e urbana. A saúde é uma das instituições que compõe a rede de proteção à mulher composta ainda pelo setor de segurança, Ministério Público, Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) e Centro de Referência Especializada de Assistência Social, (CREAS).

Por meio do serviço, as vítimas de violência que dão entrada no hospital de atendimento de urgência do município são atendidas, orientadas e acompanhadas dentro da rede de enfrentamento do problema. 

METODOLOGIA

Ao dar entrada no Socorrão II, a vítima passa por uma classificação de risco e, então, é direcionada para o atendimento médico especializado, como, por exemplo, ortopedia e outros. Concomitante, a equipe de assistentes sociais do SAEEM é acionada. Em muitos casos é feita a busca ativa, que consiste na busca de mulheres vítimas de violência entre as pacientes. 

"Não é um atendimento que deixa o paciente solto. Isso não corresponde à política da mulher que o Socorrão, enquanto integrante da rede contribui para que seja estruturada", ressalta a assistente social.

"A equipe do SAEEM do Socorrão II está sempre aberta à colaboração e formatação do processo. Somos a única instituição que desenvolve este trabalho. Está ligado ao Serviço Social, mas articulado com setores diferentes", afirma a diretora do hospital, a médica Dorinei Câmara. Segundo a diretora, nos casos de emergência há a preocupação de notificar e relatar todo o caso para a equipe do setor.

No início deste mês, a equipe do SAEEM do Socorrão II esteve no município de Parnarama para capacitação de profissionais que atuam no combate à violência contra a mulher na região. Em São Luís o trabalho de capacitação está sendo levado para a Unidade de Saúde Básica do São Bernardo. Nestas capacitações são repassadas informações sobre a estrutura da rede, destacando o papel da saúde dentro da rede. "Temos que saber do fluxo interno e que o conhecimento de cada um soma para o resultado. O trabalho não é isolado. Está dentro da estrutura do Socorrão II", explica Silvia Costa.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem