agencia

Notícias

Terça-feira, 07/08/2018 - 18h10

Hospital da Criança passa a contar com novo setor de triagem e classificação de risco

Nova ala dará mais conforto aos pacientes, acompanhantes e funcionários

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Hospital da Criança passa a contar com novo setor de triagem e classificação de risco

O Hospital Odorico Amaral de Matos – o Hospital da Criança, na Alemanha, passa a contar com uma nova Recepção de Urgência para Triagem e Classificação de Risco, composta por consultórios, banheiros e setor de triagem. As obras da unidade, executadas pela Prefeitura de São Luís e Governo do Estado, estão com cerca de 64% dos trabalhos finalizados. O novo espaço vai desafogar o fluxo no setor e dar melhores condições de trabalho aos funcionários e mais conforto a pacientes e acompanhantes que chegam à unidade.

O novo setor foi apresentado nesta terça-feira (7) em reunião com representantes da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, Defensoria Pública e representantes de órgãos dos governos municipal e estadual. "Poder dialogar com os setores da sociedade sobre questões de interesse de todos é de extrema importância e mais ainda quando podemos mostrar na prática que temos buscado melhorar continuamente os serviços a cada dia. Trazer os setores da sociedade que fiscalizam esses serviços para dentro de uma obra e apresentarmos um dos serviços que serão executados aqui é uma demonstração concreta de que os serviços estão avançando e que o fazemos com transparência e diligência", observou secretário municipal de Saúde (Semus), Lula Fylho.

Presente à reunião, o secretário de estado da Saúde, Carlos Lula, também destacou o diálogo promovido na reunião como o caminho para a solução das questões apresentadas. "O Hospital da Criança está sendo amplamente reformado e melhorado. Estamos todos de mãos dadas porque entendemos que é através do diálogo e da parceria que podemos dar os direcionamentos que devem ser tomados em benefício da população que necessita desse importante serviço de saúde", ressaltou Carlos Lula.

Para continuidade dos serviços, um novo Termo de Cooperação Técnica já foi firmado entre a Prefeitura de São Luís e o Governo do Estado, por meios das secretarias de Saúde do Município (Semus) e de Infraestrutura do Estado (Sinfra). "Vale ressaltar aqui a consolidação dessa parceria exitosa entre Estado e Município para a execução dessa importante obra, reafirmando seu compromisso institucional com a saúde das crianças", frisou Lula Fylho.

O juiz titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, Douglas de Melo Martins considerou a audiência exitosa em todos os aspectos e enfatizou a junção de esforços dos órgãos públicos para a efetivação de um direito fundamental. "Sem dúvida foi uma reunião muito proveitosa, com a participação dos setores da sociedade interessados, assumindo o compromisso de fazer cada um a sua parte no processo. Tivemos aqui uma apresentação bem definida de um cronograma para a execução dos novos processos visando ao término da obra. De forma que foi um momento valoroso de diálogo e discussão sobre uma temática que é do interesse de toda a sociedade", pontuou o juiz Douglas de Melo Martins.

MELHORIAS

Na reunião, a diretora administrativa do Hospital da Criança, Yole Saraiva, apresentou as melhorias implantadas pela Prefeitura de São Luís na unidade, nos últimos dois anos. Entre as benfeitoras implantadas no Hospital da Criança estão a criação de mais nove leitos na área vermelha, oito leitos de observação, a criação da área amarela com oito leitos, para receber pacientes que saem da área vermelha; a reforma do Serviço de Nutrição e Lactário e a implantação da Central Interna de Exames.

A diretora da unidade também destacou que foram potencializados os serviços do Núcleo de Segurança do Paciente e Controle das Infecções; a implantação do Núcleo Interno de Regulação e do Núcleo de Acesso à Qualidade Hospitalar, a implantação da ferramenta Kaban para gestão de leitos e melhor controle da distribuição dos mesmos; a destinação de um consultório para pacientes classificados para a área azul, indicada para casos não urgentes e consultas de baixa complexidade.

O hospital, que é uma unidade de urgência pediátrica, possui 80 leitos. Atualmente, segundo a diretora Yole Saraiva, apenas 28% dos pacientes atendidos no hospital são moradores de São Luís e 46,8% são pacientes do interior do estado, oriundos de municípios não pactuados com sistema de saúde municipal, o que contribui para a grande demanda verificada hoje, na unidade.

ESTRUTURA

A nova estrutura física do Hospital da Criança terá uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com 11 leitos; centro cirúrgico com quatro salas de grande porte; 25 enfermarias com 91 leitos, enfermarias de isolamento, área vermelha e área amarela, lactário, sala de nebulização, laboratório, sala de sutura e sala de coleta. No novo espaço terá ainda um Centro de Diagnóstico por Imagem com sala de tomografia, salas de ultrassom e outros serviços. O projeto contempla ainda a instalação de dois elevadores para transporte de macas e pacientes, além farmácias satélite e duas recepções de espera infantil.

Além dos espaços destinados aos pacientes e procedimentos hospitalares, o novo Hospital da Criança contará também com ambientes de apoio às unidades funcionais, como arquivo médico, rouparia, sala de espera de pacientes e acompanhantes, sala de preparo de equipamentos e material. Além desses espaços, o hospital ganhará também ambientes para laboratório de revelação de filmes e chapas, sala de laudo, sala de indução anestésica, sala de preparo do paciente, sala de entrevista, entre outros ambientes.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem