agencia

Notícias

Quinta-feira, 16/08/2018 - 08h14

Obras de requalificação na região do Centro Histórico avançam com intervenção na Rua do Passeio

Esta semana, as equipes deram prosseguimento à escavação de trecho da Rua do Passeio, que faz interseção com a Rua Grande, para a implantação de novas tubulações

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Serviços vão valorizar a área central da cidade e estimular o lazer e o comércio no localMais uma etapa das obras de requalificação do Centro é iniciada com intervenção na Rua do Passeio. Trecho de acesso à Rua Grande recebe serviços de revisão do sistema de escoamento da água. Esta semana, as equipes deram prosseguimento à escavação da área para a implantação de novas tubulações. O projeto de requalificação da área central, executado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em parceria com a Prefeitura de São Luís, compreende o Complexo Deodoro - formado pelas praças Deodoro e Pantheon e as alamedas Silva Maia e Gomes de Castro - e ainda, a Rua Grande, Praça Pedro II e Praça da Mãe d'Água.

A área do Centro é importante pelo que representa para a história da cidade e por agregar o maior centro comercial da cidade, pontua o prefeito Edivaldo. "Esta região está ganhando um novo reordenamento do espaço urbano, contemplando todos que vivem, trabalham e circulam por esta área. Trata-se de uma série de ações de urbanismo e arquitetura com fins a revitalizar e recuperar todo o trecho executadas pelo Iphan com o apoio da Prefeitura", reforça o prefeito.

Os serviços em andamento tratam da substituição da rede antiga de água na interseção da Rua do Passeio, que, ao final, servirá de apoio para as obras de qualificação da rede elétrica subterrânea que alimentará a Rua Grande. Segundo o Iphan, as ações promovidas no trecho são referentes à execução da caixa de elétrica para que posteriormente seja embutida a rede de distribuição de energia da Rua Grande.

Contempla ainda a execução de poços de visita e ligações da rede de esgotamento sanitário e da nova rede de distribuição de água e hidrantes. Todas as derivações dessas infraestruturas subterrâneas acontecem no cruzamento entre a Rua Grande e a Rua do Passeio, o que ocasionou a alteração do trafego de veículos no local.

Os trabalhos prosseguem dentro do cronograma esperado e esta é umas das importantes etapas da obra que irá requalificar um espaço público de referência da capital, reforça o superintendente do Iphan no Maranhão, Maurício Itapary. "Este projeto tem um forte significado para a população por servir ao lazer, ao entretenimento e, principalmente, a contemplação da cidade. O projeto resgata este que será um dos cartões postais de São Luís", reitera.

Adriano FeitosaFrequentadores e trabalhadores do maior centro comercial da cidade acompanham as intervenções e aguardam os resultados. A obra era uma das mais aguardadas pelos ludovicenses que acreditam em um melhor cenário da área, após a conclusão do projeto. "É muito serviço e o que a gente vê é que vai melhorar muito o aspecto e vai ficar ótimo para quem trabalha aqui. A gente espera que a reforma dê outra cara para esse centro comercial", disse o vendedor Adriano Feitosa, 19 anos.

Para o técnico em informática Luís Eduardo Barbosa Madeira, 30 anos, os transtornos que toda obra sempre causa, compensam o resultado que vem para melhorar. "Mostra que os recursos estão sendo aplicados de acordo e dando prioridade ao que a população precisa. Era uma melhoria que a gente esperava há bastante tempo e que agora está se concretizando. As gestões estão de parabéns pelo trabalho", enfatizou.

AÇÕES

A obra de requalificação urbanística no Complexo Deodoro contempla a realização de ações de drenagem e de tratamento sanitário, colocação de novos calçamentos, mobiliários e iluminação, fiação subterrânea, dutos de passagem de fibra ótica, banheiros públicos, sinalização, acessibilidade total, entre outros serviços.

Para a Rua Grande, o projeto prevê a recuperação das redes subterrâneas de eletricidade; drenagem profunda e esgotamento sanitário; novo conjunto de postes metálicos com iluminação de led; fiação elétrica subterrânea retirando fios das fachadas dos imóveis; pavimentação de toda a rua com piso de granito nas laterais, blocos intertravado no piso central e marcação de calçada, mantendo nivelamento e contemplando acessibilidade.

Na reforma e restauração da Praça Dom Pedro II e seu entorno, incluindo a Avenida Pedro II e a Praça da Mãe d'Água, estão contemplados serviços como a recomposição de toda a pavimentação em pedra portuguesa; iluminação substituída e ampliada com novas instalações; mobiliário urbano e lixeiras; além de projeto paisagístico com preservação das espécies existentes e complementação com outras novas.

MODIFICAÇÕES NO TRÂNSITO

Desde a segunda-feira (13), estão em vigor as alterações para dar sentido de fluxo no trânsito e também, modificações dos pontos de paradas de ônibus da Rua do Passeio, onde se concentra a obra. Com a mudança, as duas primeiras quadras da Rua do Passeio e a Rua de Santana - no trecho entre Rua do Passeio e Rua do Outeiro – estão interditadas para a execução dos serviços. O fluxo da Rua do Outeiro ficou no sentido Rua das Cajazeiras/Deodoro para atender demanda dos veículos que seguem sentido Praça Deodoro/Rua Cajazeiras.

Na Rua Grande - trecho da Rua Urbano Santos até a Rua do Outeiro (em frente ao Iema) - o trânsito foi invertido para dar acesso à Rua do Outeiro. Coletivos que iam pela Rua do Passeio agora estão circulando pela Rua do Outeiro até a Rua das Cajazeiras, e de lá, seguem o antigo itinerário.

As paradas de ônibus da Alameda Gomes de Castro – em frente ao Banco do Brasil – foram remanejadas para a Rua Grande; e as localizadas na Rua do Passeio estão distribuídas ao longo da Rua do Outeiro. A Avenida Gomes de Castro, na Praça Deodoro, e a Rua da Paz, não foram interditadas e seguem fluxo normal.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem