agencia

Notícias

Sábado, 18/08/2018 - 09h57

Prefeitura reforça laços com a China e em parceria traz unidade do Instituto Confúcio a São Luís

Instituição chinesa ofertará aulas de mandarim e chega à capital graças à articulação da gestão do prefeito Edivaldo, Governo do Estado, Universidade Federal do Maranhão e Universidade Estadual Paulista

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Instituto Confúcio vai capacitar jovens na língua e cultura chinesas

Estreitando os laços culturais entre o Maranhão e a China, foi inaugurado, nesta sexta-feira (17), a unidade do Instituto Confúcio em São Luís, por meio de uma parceria entre Prefeitura, Governo do Estado, Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e Universidade Estadual Paulista (Unesp). A gestão do prefeito Edivaldo já tem parcerias concretas com aquele país. Atualmente, São Luís e Wuhan são cidades irmãs, com vários projetos de cooperação em áreas como educação e esporte.O vice-prefeito Julio Pinheiro representou o prefeito Edivaldo na inauguração do instituto, que funcionará, inicialmente, em espaço cedido pelo Governo do Estado, no Casarão Tech, na Rua Estrela, Centro Histórico de São Luís.

"Além da língua chinesa e da cultura, o Instituto Confúcio promove a integração de povos. Nesse cenário adverso de crise econômica, o Governo e a Prefeitura buscam parceiros internacionais e, hoje, a China já é a nossa principal parceira, tendo em vista, no Maranhão, grandes empreendimentos econômicos, resultado do esforço de governos. Nesse aspecto, o instituto cumpre um papel fundamental, de ofertar o estudo da língua chinesa, o mandarim, uma grande alegria, para nós, da Prefeitura, que fizemos parte da construção dessa parceria", destacou o vice-prefeito Julio Pinheiro que estava acompanhado da secretária municipal de Articulação Institucional, Ana Paula Rodrigues.

O secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, David Teles, ressaltou a articulação inicial que propiciou a vinda do Instituto Confúcio para o Maranhão, lembrando dos diálogos feitos na China pela Prefeitura de São Luís, por representantes da UFMA e da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), além do vice-governador, Carlos Brandão. "Se isso aqui está acontecendo é em razão da cooperação de muitas pessoas. Hoje o Maranhão é parceiro da China na perspectiva de trazer investimentos, riquezas, trazer empregos", destacou David Teles.

A inauguração foi antecedida pela assinatura do termo de cooperação, no Palácio dos Leões, entre as instituições parceiras, que garantirá o funcionamento do Instituto Confúcio, que já abre ofertando 64 vagas, na sede, e mais 30, na UFMA, para alunos e professores da universidade.

Segundo o secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, David Teles, em dois dias de edital aberto na internet, já foram feitas 510 inscrições, levando-os a repensar a quantidade de vagas ofertadas, para melhor atender a essa grande demanda. "Vamos fazer tudo que estiver ao nosso alcance para tornar este instituto o mais proveitoso possível para a população maranhense".

ARTICULAÇÃO

Também participou do ato de assinatura do termo de cooperação e da inauguração do Instituto, a secretária municipal de Articulação Institucional, Ana Paula Rodrigues. A secretária participou dos primeiros diálogos com os chineses, em 2016, que resultaram na vinda do Instituto Confúcio para São Luís e na parceria da Prefeitura com a cidade chinesa Huan. São ações que têm rendido muitos frutos para ambas as cidades. 

Os eventos também contaram com a participação da reitora da UFMA, Nair Portela; do reitor da Universidade Estadual Paulista (Unesp), Sandro Roberto Valentim; do diretor do Instituto Confúcio, no Brasil, Luiz Antônio Paulino; do presidente da Fapema, Alex Oliveira; do pró-reitor de Pesquisa da UFMA, Alan Kardec; professores chineses, entre outros.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem