agencia

Notícias

Quarta-feira, 29/08/2018 - 17h30

Prefeitura de São Luís apresenta Sítio Capixaba como nova opção de passeios turísticos

Localizado na zona rural de São Luís, unidade produtiva foi apresentada ao trade turístico nesta quarta-feira (29) como opção de turismo de contemplação e experiências

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Visitantes puderam conhecer as potencialidades do Sítio Capixaba durante passeio turísticoO Sítio Capixaba, uma das unidades produtivas da zona rural da capital beneficiadas pela política de incentivo e fortalecimento da agricultura familiar executada pela gestão do prefeito Edivaldo, foi apresentado ao trade turístico local, nesta quarta-feira (29), como uma nova proposta de passeio em São Luís. A iniciativa, realizada pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Setur) e Secretaria de Agricultura, Pesca a Abastecimento (Semapa), visa ampliar as possibilidades turísticas da capital, tendo agora como novas rotas os cenários rurais e a exploração de suas potencialidades.

Proprietários de empresas do setor turístico, agentes de viagens, turismólogos estudantes de turismo, pesquisadores na área, representantes de instituições de ensino, entre outros profissionais do setor participaram do passeio guiado pelo Sítio Capixaba. No local, puderam conhecer os serviços potencialmente capazes de serem explorados pelos visitantes na propriedade rural como atividade turística.

A titular da Setur, Socorro Araújo, destacou a nova rota turística apresentada ao trade como uma opção ao turismo natural de contemplação e de exploração das potencialidades agrícolas da capital. "Nós somos patrimônio cultural da humanidade pelas belezas do nosso Centro Histórico, mas não temos apenas isso na cidade, temos também uma zona rural bela, viva, vigorosa e sustentável, que pode perfeitamente ser explorada para passeios turísticos. E é esse nosso objetivo. Por isso trouxemos a essa linda propriedade rural as pessoas que movimentam a indústria turística no Maranhão, para conhecer suas potencialidades e, a partir disso, terem as informações necessárias para que possam montar seus pacotes de visitação à área", observou Socorro Araújo, acrescentando ainda que a população local também precisa conhecer e se apropriar desse roteiro.

A secretária afirmou também que, além do Sítio Capixaba, a Setur está realizando levantamento de outras propriedades rurais da capital, potencialmente capazes de servir como rotas de passeios turísticos, muitas delas com infraestrutura também para ofertar atividades de piscicultura, o que seria um componente a mais a ser ofertado pelo passeio. "Esperamos mesmo que as agências de turismo comprem essa ideia", frisou Socorro Araújo.

Segundo o titular da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca a Abastecimento (Semapa), Nonato Chocolate, o incentivo fornecido pela Prefeitura de São Luís às cadeias produtivas tem permitido aos pequenos agricultores familiares diversificarem sua produção e enveredarem por novos nichos de mercado, como a opção de roteiro turístico rural que foi apresentado ao trade local.

Para o secretário, iniciativas como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), que são ações de compra direta do produtor; além da oferta de insumos e implementos agrícolas visando ao fortalecimento da agricultura familiar local, contribuíram significativamente para que hoje, os agricultores vivenciassem uma nova realidade na área.

"Ações como esta estimulam o desenvolvimento de diversas cadeias produtivas e servem para construir essa rede de benefício em favor do setor agrícola, da cidade e das pessoas. Criando novas alternativas de escoamento da produção e diversificando a atividade agrícola, conseguimos movimentar a economia, gerar renda no campo, incrementar outros setores afins e favorecer a produção local", enfatizou Nonato Chocolate. A secretária municipal de Segurança Alimentar (Semsa), Fatima Ribeiro, também participou da visita.

ROTEIRO

Durante a visita ao Sítio Capixaba os profissionais convidados fizeram o roteiro que poderá ser ofertado ao visitante. A rota inclui passeio guiado por profissional de agronomia para o turista melhor entender a produção agrícola da capital maranhense; visita às áreas de produção como as hortas, às estufas de produção de mudas, aos currais, entre outros recantos da propriedade que possibilitam a contemplação da natureza e o turismo de experiência.

No local, o visitante poderá dispor de café da manhã colonial ou almoço preparado com produtos cultivados na propriedade; degustar frutas frescas, entre outras iguarias como geleia de amora e bolos diversos feitos com produtos cultivados no sítio. A propriedade dispõe ainda de área para a comercialização de seus produtos e que podem ser adquiridos no momento da visitação.

A empresária Virgínia Barros, proprietária da Taguatur Turismo, enalteceu a iniciativa de explorar o turismo inserindo-o no contexto rural. "A ideia de explorar novos nichos de mercado turístico dentro da Ilha é realmente um grande incentivo ao setor. Eu já até formatei um pacote no qual contemplamos o turismo rural no contexto pedagógico, para que as escolas ou as famílias tragam as crianças para conhecer esse mundo atualmente tão distante da realidade de muitas crianças", disse a empresária.

A também empresária Ismênia Maria Gama, proprietária de restaurante na capital, destacou como um estímulo importante a iniciativa de apresentar ao trade as potencialidades da zona rural local como roteiro turístico. "Eu acredito muito no potencial da nossa cidade como um todo e não apenas concentrada nas belezas do Centro Histórico. E São Luís tem uma zona rural vigorosa e produtiva, repleta de belezas naturais que podem, sim, ser exploradas, assim como vemos em outras regiões do país, onde o turismo rural é forte. Portanto, precisávamos mesmo criar novas rotas para explorar nossas áreas rurais, nossos produtos regionais e as peculiaridades da nossa gastronomia", ressaltou ela.

A empresária Esmênia Maria Gomes destacou as potencialidades do Sítio Capixaba

A agente de viagem Louri Amaral, da Gkas Turismo, que vende diferentes tipos de passeios turísticos, avaliou o local como um grande potencial a ser explorado. "Sem dúvida vai agregar valor ao setor turístico. É necessário mesmo abrirmos novos mercados e aqui podemos atender clientelas que apreciam o turismo rural, de contemplação e de experiências, como os japoneses, por exemplo", pontuou a agente.

SÍTIO CAPIXABA

Localizado no Maracanã, na zona rural de São Luís, o Sítio Capixaba, de propriedade dos agricultores Regina Célia Lourençoni e José Maria Passarela, é uma Unidade de Referência Produtiva (URP) da capital, que comercializa uma grande quantidade de produtos semi-orgânicos, por preços menores que os itens importados, já que a produção é local.

Dentre os itens comercializados estão frutas como mamão, banana, uva, amora, pitanga, jabuticaba, coco, além de hortaliças como quiabo, berinjela, tomate, pimentão, abobrinha, rúcula, pimenta, pepino e vários outros produtos de hortifruti.

A proprietária do Sítio Capixaba, Regina Célia Lourençoni, disse acreditar plenamente que, com parcerias como esta, é possível criar novos mercados em benefício de diferentes setores. "Ninguém consegue nada sozinho. É necessário mesmo essa junção de esforços para estimular a produção. Participamos de vários programas ofertados pela Prefeitura para estímulo à nossa produção, como o PAA e o Pnae, por exemplo, além de recebermos insumos agrícolas que contribuíram com nosso crescimento e permitiram que nosso sítio esteja apto a ser ofertado como produto turístico, uma ideia que veio a calhar com nossas perspectivas de promover uma nova forma de exploração da nossa propriedade", afirmou ela.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem